Estatísticas “inúteis” sobre os sorteios das Copas do Mundo

O DPF lista uma série de estatísticas relacionadas aos sorteios das Copas.

Grupos

– Cinco campeões mundiais sairam do grupo A, mesmo número que do grupo C. Três campeões sairam do grupo D, dois do grupo B e um dos grupos E e H.

– Nunca um campeão mundial saiu dos grupos F e G.

– A Bélgica, se sorteada para o grupo G, será a primeira nação a ter disputado jogos por todos os grupos.

– Alemanha, EUA, Brasil, Argentina, Inglaterra, México, Coreia do Sul e Suíça já foram sorteados para seis das oito possíveis chaves. Com exceção do Brasil, definido no grupo A, todas as outras podem cair em chaves que nunca caíram.

– Alemanha e EUA nunca caíram nas chaves G e H. Inglaterra, Brasil, México e Coreia do Sul nunca foram sorteados para as chaves E e H. A Suíça nunca caiu nas chaves E e F, enquanto a Argentina nunca jogou na E e na G.

– Apenas três equipes já jogaram nas chaves G e H, que foram inseridas a partir da Copa de 1998: Suíça, Tunísia e Croácia.

– Em 4 Copas, 16 diferentes equipes disputaram a chave G: Brasil, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Costa do Marfim, Colômbia, Croácia, Equador, França, Inglaterra, Itália, México, Portugal, Romênia, Suíça, Togo e Tunísia.

– De 1994 a 2010, cinco equipes que disputaram todas as Copas não repetiram a chave: Alemanha, Argentina, Brasil, Coreia do Sul e EUA. A Espanha tinha conseguido o mesmo feito de 1990 a 2006, mas repetiu a chave H em 2010.

-Desde 1950, a Itália não é sorteada na chave C.

– O último sul-americano sorteado para a chave E foi o Uruguai, em 1990.

– O último asiático sorteado para a chave A foi a Coreia do Sul, em 1986.

– O grupo E teve representantes nas últimas 3 finais. Nas últimas cinco Copas, teve uma seleção em quatro finais e participou de todas as semifinais.

– O grupo F nunca teve uma seleção na final. Além disso, nenhum representante dessa chave vai às semifinais desde 1990.

– Um representante do grupo D foi eliminado em cada uma das últimas três semifinais.

– A última vez que dois representantes de um mesmo grupo atingiram as semifinais foi em 2002, com o Brasil como campeão e a Turquia como 3ª colocada (grupo C).

– Desde 1994, nenhum representante do grupo B atinge uma semifinal.

– Desde 2002, nenhuma seleção sorteada para grupo com cabeça de chave sul-americano chegou às semifinais.

Continentes

– Em duas oportunidades, um grupo foi formado por seleções de um mesmo continente. O grupo D, em 1954, contou com Itália, Inglaterra, Suíça e Bélgica. O grupo D de 1950, com apenas duas equipes, contou com Uruguai e Bolívia.

– O grupo A da Copa de 1970 contou com duas seleções da Concacaf, pela primeira e única vez: México e El Salvador.

– A última vez que duas seleções da Conmebol estiveram em um mesmo grupo na fase inicial de Copas aconteceu em 1962: Uruguai e Colômbia estiveram na chave A.

– Aliás, esse foi o único grupo na história das Copas com duas seleções da Conmebol (Uruguai e Colômbia) e duas seleções europeias (URSS e Iugoslávia).

– A OFC só foi representada em quatro Copas. Em 1982, 2006 e 2010, seus representantes caíram na chave F.

– O primeiro grupo com africanos e asiáticos aconteceu apenas na Copa de 1994, quando Marrocos e Arábia saudita disputaram a chave F.

– O último grupo com três seleções europeias foi em 1994: Irlanda, Itália e Noruega dividiram a chave E com o México.

– Nunca houve um confronto repetido entre equipes da Ásia e África na Copa. Podem se repetir em 2014 os seguintes confrontos: Nigéria x Coreia do Sul, Gana x Austrália e Camarões x Japão.

– A Austrália se classificou à Copa de 2006 como representante da OFC. Na Copa, pôde enfrentar o Japão por esse motivo, já que foram colocadas em potes diferentes. Na prática, porém, a equipe já havia se filiado à AFC. Foi a primeira e única vez em que duas equipes da AFC se enfrentaram em Copa (embora os australianos representassem a Oceania naquele Mundial).

– Alemanha, Brasil, Chile, Escócia e URSS já enfrentaram equipes dos seis continentes em Copas. Se a Croácia cair no grupo de um selecionado africano, entrará na lista.

Confrontos

– Três confrontos aconteceram quatro vezes na fase de grupos: Brasil x Escócia, Brasil x Iugoslávia e França x México. Desses, apenas o último pode se repetir em 2014.

– Seis confrontos podem acontecer pela quarta vez na fase de grupos em 2014: Brasil x México, França x Uruguai, Itália x Chile, Itália x Argentina, Argentina x Nigéria e Alemanha x Chile

– Dois confrontos envolvendo não-campeões podem acontecer pela terceira vez em 2014: Bélgica x Coreia do Sul e Bélgica x Holanda.

– A primeira vez que uma seleção caiu em chave com três equipes que já havia enfrentado antes em fase de grupos aconteceu apenas em 1978, quando a Argentina enfrentou pela segunda vez as seleções da Itália, França e Hungria.

– Em 1998, Itália e Bélgica repetiram o feito. Em 2010, França, Argentina e Espanha também enfrentaram adversários recorrentes.

Campeões

– Argentina x França foi o primeiro confronto envolvendo dois dos oito campeões mundiais em fase de grupos, em 1930.

– A primeira vez que dois campeões mundiais já consagrados se enfrentaram em um grupo aconteceu em 1962, quando Alemanha e Itália cairam juntos no grupo B.

-Se a Inglaterra enfrentar a Alemanha na primeira fase, será a primeira das campeãs a enfrentar todas as outras seleções vencedoras de Copas na primeira fase.

– Uruguai e Argentina já enfrentaram as cinco campeãs europeias, mas nunca caíram na mesma chave dos outros campeões sul-americanos.

– Apenas um grupo na história envolveu quatro finalistas: Argentina, França, Hungria e Itália dividiram a chave A em 1978.

– Em 1966, dois dos quatro grupos envolveram três campeões: Inglaterra, Uruguai e França foram sorteados juntos no grupo A e Alemanha, Argentina e Espanha disputaram o grupo B.

– A última vez que dois campeões caíram juntos na mesma chave foi em 2010, quando Uruguai e França ficaram no grupo A.  Em 2002, os mesmos países já tinham disputado juntos o mesmo grupo. No mesmo ano, Inglaterra e Argentina ficaram no grupo F.

– Nunca três campeões já consagrados caíram juntos na mesma chave.

– A última Copa em que todos os grupos tiveram pelo menos um campeão foi a de 1990, na Itália.

Comentários

Sergio Rocha é torcedor do Madureira e sempre teve o sonho de escrever sobre esportes em geral, embora tenha optado pela carreira de engenheiro civil. No "currículo", cadernos recheados de resultados esportivos e agendas da década de 90, quando antes da internet acessava rádios de diversos locais do país buscando os resultados esportivos do Acre à Costa Rica. Além de fanático por futebol, é fanático por praticamente todos os esportes, e no tempo livre que sobra sempre busca os últimos resultados esportivos do PGA Tour ou dos futures da ATP. Além disso, coleciona quadrinhos da Disney e é louco por astronomia.