Gavião Kyikatejê vence e conquista acesso histórico

  • por Saimon
  • 7 Anos atrás


Gavião consegue acesso

Neste sábado, o Gavião Kyikatejê, primeiro time indígena do Brasil, conseguiu um acesso histórico para a primeira divisão do Campeonato Paraense de 2014. O feito veio através de uma vitória contra o Independente, fora de casa, por 2 a 0. O ótimo resultado veio com apenas cinco anos de trabalho e agora pode abrir as portas para outros clubes indígenas fazerem o mesmo trabalho.

O clube foi fundado em 2008 pelo presidente Zé Gavião, e até então só contava com índios em seu elenco. Zé também era o treinador da equipe na época, e muitos de seus treinamentos eram feitos com auxílio de toras e flechas, instrumentos conhecidos na cultura indígena. A natação em igarapés também acabou fazendo parte das atividades do clube, até então nada profissional. Cinco anos depois, o time mudou a fórmula e obteve sucesso, contando com mais jogadores de renome, ao menos no Pará.

A caminhada de 2013 começou em outubro desse ano. O Gavião foi vice-campeão da segunda divisão, garantindo o direito de participar de uma seletiva que dá duas vagas à primeira divisão do Parazão, e ela acontece sempre alguns dias após o fim da segundona. O Gavião entrou sem muitas ambições e ser favorito, mas, após sete jogos, terminou invicto, com 4 vitórias e 3 empates. O segundo lugar, atrás do Independente, foi o suficiente para dar o acesso histórico. A conquista fica maior ao ver a classificação final, pois o Gavião eliminou o Águia de Marabá, que disputa a Série C do Campeonato Brasileiro.

Foto: Reprodução - Classificação final com acesso de Independente e Gavião

Foto: Reprodução – Classificação final com acesso de Independente e Gavião

Hoje, o Gavião manda seus jogos no modesto estádio Zinho de Oliveira, em Marabá, com capacidade para 4 mil pessoas. O índio de mais destaque do elenco é o atacante Aru, responsável por 2 gols na fase inicial do Parazão. O atacante fez parte do primeiro elenco do time, e acabou sondado pelo Remo na época. Mas nessa reta final, quem apareceu mesmo foi outro atacante: Rafael Paty, 32 anos e com passagens por vários clubes cariocas, como Olaria e América. Foi dele os dois gols do acesso do Gavião, hoje, na última rodada, diante do Independente.

Foto: Reprodução - Índio Aru já foi alvo do Remo em 2009

Foto: Reprodução – Índio Aru já foi alvo do Remo em 2009

Para 2014, agora na primeira divisão, mais reforços devem chegar. A Taça Cidade de Belém começa em janeiro e o Gavião disputa junto de Paysandu, Remo, Cametá, Paragominas, Santa Cruz, São Francisco e Independente. Vai ser a primeira vez na história, em jogos oficiais, que o Gavião vai enfrentar Paysandu e Remo.

Comentários

Palmeirense, 23 anos. Acompanha futebol em qualquer canto. Fã da ótima geração belga.