Top 5 – ‘Zlataneadas’ de 2013

Foto: Site oficial do PSG - Ibrahimovic encerrou 2013 marcando gols e falando das suas

Foto: Site oficial do PSG – Ibrahimovic encerrou 2013 marcando gols e falando das suas

No último sábado, o atacante sueco Zlatan Ibrahimović voltou a aparecer na mídia internacional pelas declarações fanfarronas. O jogador do Paris Saint-Germain se comparou ao vinho e disse que “quanto mais velho ficar, melhor jogará”.

Aproveitando o gancho, o jornal francês L’Equipe selecionou cinco “zlataneadas” de 2013. O Doentes Por Futebol reproduz a lista levantada pelo jornal e traz as cinco frases que mostram que Ibrahimovic é o jogador mais fanfarrão do mundo.

1 – Ibra é Deus

14 de novembro: na véspera do jogo de ida diante de Portugal pela repescagem para a Copa do Mundo, Ibrahimović foi entrevistado pela TV4, da Suécia. Ao ser questionado pelo repórter sobre qual seleção iria se qualificar, o atacante foi político e disse que “só Deus sabe”. Descontente com a resposta, o repórter insistiu e Ibra mandou: “mas você está falando com ele agora”.

2 – Ibra não precisa da Bola de Ouro

27 de novembro: após o triunfo sobre o Olympiakos pela Liga dos Campeões da Europa, partida que qualificou o Paris Saint-Germain para a fase de mata-mata, Ibrahimović foi perguntado sobre as reais chances que tinha de vencer a Bola de Ouro da FIFA. O sueco não pestanejou e disse: “Não preciso da Bola de Ouro para saber que sou o melhor”.

3 – Ibra e a Copa que não vale ser vista

19 de novembro: após a queda para Portugal na fase de repescagem, Ibrahimović lamentou a eliminação e disse que provavelmente não jogaria mais uma Copa do Mundo. Mas, apesar dos prantos, o sueco mandou uma das suas: “Uma coisa é certa: a Copa do Mundo sem mim não vale a pena ser vista”.

4 – Ibra vs. Hoeness

Foto: Reuters - Hoeness falou o que quis e ouviu o que não quis de Ibra

Foto: Reuters – Hoeness falou o que quis e ouviu o que não quis de Ibra

5 de outubro: o presidente do Bayern, Uli Hoeness, não poupou críticas ao jogador por causa da rixa do sueco com o atual técnico bávaro, Josep Guardiola, e chamou o atacante de “diva frustrada”. Ibra, como nas finalizações na grande área, foi preciso, mortal e calou Hoeness: “Respeito o presidente do Bayern, não quero discussão. A única coisa que tenho a dizer é que não queria esse Whyness… Como se chama? Ah, Hoeness, como consultor fiscal”. A referência do sueco se deu ao escândalo de sonegação de impostos ao qual Hoeness está envolvido.

5 – Ibra e os gols de videogame

30 de novembro: em promoção de um console de videogames, Ibrahimović comentou sobre o game, mas também inflou o próprio ego: “Francamente, mesmo que os jogos fiquem hiper-realistas, eu nem tenho certeza de que podemos marcar gols tão espetaculares com os de Zlatan”, comentou.

Em tempo: criou-se uma imagem de que Ibrahimović é “marrento”, é isso, é aquilo e tudo mais. Em parte, é verdade, mas dá pra dizer também que o sueco é um personagem. Desde que chegou ao PSG, tem uma série de declarações comuns e até elogiando atletas como Messi e Cristiano Ronaldo, mas a repercussão é quase mínima. Para aparecer, manda pérolas como as que vimos acima. Duvido que o próprio se leva a sério quando fala coisas do tipo.

Comentários

Uma mistura maluca de pessoa. Academico de jornalismo, catarinense de origens italianas e espanholas, mas apaixonado pela bola que rola na terra da Torre Eiffel e pela gorduchinha que pinta os gramados cheios de chucrute da Alemanha. Não escondo minha preferência por times que tem uniformes nas cores amarelas e pretas, mas sempre com análises bem embasadas... ou não. Mas acima de tudo, sou um Doente Por Futebol.