Histórias das Copas #03 – O primeiro gol

No primeiro dia de disputa da Copa do Mundo de 1930, duas partidas foram realizadas simultaneamente: França 4×1 México e EUA 3×0 Bélgica. Assim, ambas podem ser consideradas como as primeiras da história dos Mundiais.

Em uma dessas partidas, o francês Lucien Laurent foi o autor do primeiro gol da história das Copas do Mundo. O meia abriu o placar, de voleio, aos 19 minutos de jogo, na vitória contra o México por 4×1, em 13 de julho de 1930.

Laurent em 1930. (Foto: AFP)

Laurent em 1930. (Foto: AFP)

Canhoto, Laurent era um jogador amador, do Cercle Athlétique de Paris, quando disputou a competição. Trabalhava como mecânico de motores na Peugeot. Após a Copa, profissionalizou-se e foi jogar no Sochaux.

Em entrevistas dadas ao longo do tempo, o próprio jogador “narrou” o lance de duas formas, já que não existiam câmeras no estádio naquela época.

Na primeira, dada em 1994, o lance é descrito assim: “passe de Delfour, cruzamento de Liberati e chute de voleio de Laurent no canto direito do goleiro”. Na segunda versão, em 2004, o gol muda um pouco: “Chantrel cruzou da direita para Langiller, que passou a bola para Laurent, que, com um voleio aéreo, chutou a bola para a rede”.

Laurent com 94 anos. (Foto: AFP)

Laurent com 94 anos. (Foto: AFP)

Após a Copa, Laurent ainda defendeu sua seleção por cinco anos, tendo feito 10 jogos e apenas mais um gol. Não participou, porém, da Copa de 1934, por estar machucado. Durante a 2ª Guerra Mundial, como soldado, foi capturado e mantido prisioneiro.

Em mais um fato curioso, Laurent foi o único jogador francês participante daquela copa que viu sua seleção ser campeã mundial em 1998. Ele morreu em 11 de abril de 2005, aos 97 anos.

Comentários

Sergio Rocha é torcedor do Madureira e sempre teve o sonho de escrever sobre esportes em geral, embora tenha optado pela carreira de engenheiro civil. No "currículo", cadernos recheados de resultados esportivos e agendas da década de 90, quando antes da internet acessava rádios de diversos locais do país buscando os resultados esportivos do Acre à Costa Rica. Além de fanático por futebol, é fanático por praticamente todos os esportes, e no tempo livre que sobra sempre busca os últimos resultados esportivos do PGA Tour ou dos futures da ATP. Além disso, coleciona quadrinhos da Disney e é louco por astronomia.