O Mainz e sua boa campanha com os asiáticos

  • por Raniery Medeiros
  • 6 Anos atrás
Foto: blog Arroz com Feijão & Bola

Foto: blog Arroz com Feijão & Bola

A atual temporada da Bundesliga está repleta de grandes sensações. O bom time da vez, dentre as gratas surpresas, é o Mainz 05. Ocupando a 9ª colocação na tabela, a equipe comandada por Thomas Tuchel vem atuando de forma sólida. Quais os destaques dessa boa campanha?

A priori, olhando friamente para a tabela de classificação, não conseguiríamos enxergar aspectos positivos. No entanto, basta assistir aos jogos para percebermos que o clube de Renânia-Palatinado ganhou um toque refinado vindo da Ásia. Sim, Nicolai Müller ainda é o grande destaque, mas, para a alegria dos torcedores, Park Joo-Ho, Koo Ja-Cheol e Shinji Okazaki deram outra cara ao time. Não seria nenhum exagero sonhar com a 5ª colocação alcançada na temporada 2010/2011. A diferença para o Borussia Mönchengladbach, 5º colocado, é de apenas três pontos.

Pode-se constatar a invasão de asiáticos com o desejo de atuar na Bundesliga devido ao baixo preço em suas contratações e, vislumbrando o futuro, a projeção é animadora. Para o Mainz, equipe modesta e sem grandes conquistas, o sucesso pode vir através dos três atletas supracitados. Quais seriam as principais características desses jogadores? Vamos a elas.

Park Joo-ho

Foto: Sportinglife

Foto: Sportinglife

Canhoto, bom passe, habilidoso, bom posicionamento defensivo e “coringa”. Nascido em Seul, Coréia do Sul, Park chegou em 2013, vindo do Basel, onde atuou por duas temporadas. Nem bem se apresentou e já assumiu seu lugar na lateral-esquerda, posição de origem do atleta. No entanto, sua qualidade o credenciou a atuar como Winger (ponta) e até mesmo como jogador de meio-campo. Seu primeiro gol pelos “O-Fives” veio na vitória por 2×0 diante do Freiburg, em 01/02/2014. Se a qualidade para marcar não é tão latente, sua função ofensiva é uma das boas opções para a criação de jogadas da equipe.

[youtube id=”xthhhuw7KGA” width=”620″ height=”360″]

Shinji Okazaki

Foto: site da Bundesliga

Foto: site da Bundesliga

Assim como Park, foi contratado em 2013. O japonês é o artilheiro da equipe ao lado de Nicolai Müller, com 9 gols. Mesmo com a baixa estatura (1,74 m), é aquele centroavante de bom posicionamento, que calcula o tempo de bola antes de tomar a decisão correta. Veloz, Shinji cai muito pelos lados, abrindo espaços para os meias entrarem na área. A boa temporada do camisa 23 o credencia a disputar o Mundial de 2014. O investimento vale a pena e o atleta, que disputou a Copa do Mundo de 2010, deve ser ainda mais valorizado ao fim da temporada.

[youtube id=”dDLRkyfVyns” width=”620″ height=”360″]

A Ásia é aqui

Foto: agência EFE

Foto: agência EFE

Com o bom desempenho de Park e Okazaki, os “die nullfünfers” resolveram aumentar a legião de asiáticos no time. Sem espaço no Wolfsburg, devido a contratação de Kevin De Bruyne, o meio-campista Koo Ja-Cheol, capitão da seleção sul-coreana, desembarcou na cidade para dar maior dinamismo ao time. O atleta, que já havia sido sondado pelo Mainz 05 duas temporadas atrás, firmou seu vínculo com o clube até 2018. Habilidoso, visão de jogo diferenciada e com ótima chegada em gol, já deixou a sua marca contra o Freiburg.

[youtube id=”7S7ZS84pcxA” width=”620″ height=”360″]

Fator Coface Arena

O moderníssimo estádio, com capacidade para 34 mil torcedores, vem sendo o amuleto de sorte da equipe. Clubes de menor expressão, que almejam ficar na parte de cima da tabela, precisam fazer o dever de casa, e é isso que vem acontecendo quando Okazaki e companhia jogam na Coface. Ok, foram três derrotas atuando em seus domínios. No entanto, os resultados adversos vieram justamente contra os que brigam por uma vaga na Champions League: Bayer Leverkusen, Schalke 04 e Borussia Dortmund.

Foto: site oficial do clube

Foto: site oficial do clube

Devido ao bom momento dos três atletas, dá para sonhar com uma vaga na UEFA Europa League. Resta saber se o time terá “gás” até o final da temporada. Mantendo o nível de jogo, é possível.

Comentários