Olho nele: “Edi” Jordanov

Foto: Rivier Sport - Edisson Jordanov é mais uma esperança do Dortmund

Foto: Rivier Sport – Edisson Jordanov é mais uma esperança do Dortmund

Aos 20 anos, o meia-atacante Edisson Jordanov já começa a almejar espaço no elenco principal do Borussia Dortmund. “Edi”, como foi apelidado, é um dos recorrentes casos de jovens que ficam na encruzilhada na hora de definir qual seleção defender. Jordanov nasceu na Alemanha, mais precisamente em Rostock, mas o pai do garoto é imigrante búlgaro, enquanto a mãe é alemã. Durante algum tempo, ele vestiu a camisa da seleção da Alemanha na base, mas em 2013 optou por defender a Bulgária.

Apesar de jovem, Jordanov tem boa quilometragem no futebol alemão, graças à rápida ascensão que teve na carreira. Mesmo nascido em Rostock, no estado de Mecklenburg, o búlgaro iniciou no futebol há mais de 200 km de lá. Foi em um pequeno clube do distrito de Holdenstedt, em Uelzen, na Baixa Saxônia, que começou a praticar o esporte bretão. Na época, tinha apenas sete anos de idade.

Anos mais tarde, Jordanov retornou para Mecklenburg e vestiu a camisa do Eintracht Schwerin, clube amador e que hoje frequenta a sexta divisão alemã.

Avanço no Hansa Rostock

Foto: Getty Images - Jordanov debutou como profissional no Hansa Rostock

Foto: Getty Images – Jordanov debutou como profissional no Hansa Rostock

Em 2006, quando tinha 13 anos, o búlgaro foi contratado pelo Hansa Rostock, clube pelo qual começou a progredir na carreira. Pouco mais de dois anos depois, Jordanov já era capitão do time sub-15, obtendo destaque que lhe levou para a seleção alemã.

Aos poucos, foi chamando a atenção nas categorias de base do Campeonato Alemão. Entre as temporadas 2008/2009 e 2009/2010, fez 11 gols em quase 50 jogos. Na mesma temporada 2009/2010, Jordanov, com 17 anos, fez parte da equipe sub-19 do Hansa Rostock que conquistou o título nacional da categoria. O búlgaro participou apenas da fase final, disputando as duas partidas de semifinal frente o Mainz e a final (em jogo único) diante do Bayer Leverkusen. Veio do banco em todos os jogos.

Na temporada seguinte, o Rostock não repetiu o sucesso no Campeonato Alemão, mas foi finalista da Copa da Alemanha Sub-19 com Jordanov sendo peça-chave do time. Na ocasião, o caneco ficou nas mãos do Freiburg. Nesta mesma época, o búlgaro começou a treinar na equipe principal a pedido do treinador Peter Vollmann.

Mas foi apenas na temporada seguinte, com Wolfgang Wolf como técnico, que conseguiu estrear no time de cima. Em partida válida pela 20ª rodada da segunda divisão alemã, o Hansa Rostock foi até o Vale do Ruhr enfrentar o Bochum, e Jordanov atuou por 90 minutos, debutando como profissional. Discreto em campo, o búlgaro viu seu time sair derrotado por 2×1.

Porém, o melhor viria na rodada seguinte, diante do Duisburg. Atuando aberto na direita no 4-2-3-1 armado por Wolf, Jordanov teve atuação destacada na vitória por 4×2, recebendo da Revista Kicker, inclusive, a nota mais alta do jogo. Até o final da temporada, o búlgaro atuou em outras 10 partidas, sendo titular em seis delas. Porém, não foi capaz de evitar o rebaixamento para a terceira divisão, sendo o time o lanterna da competição.

Novas perspectivas

Uma divisão abaixo na temporada seguinte, o atleta viveu momentos de indefinição na carreira. Apesar de começar como titular na maioria dos jogos e marcar o primeiro tento como profissional logo na quarta rodada, Jordanov sofreu lesão nos ligamentos cruzados do joelho na 11ª rodada e ficou seis meses no estaleiro. Além disso, Edi passou a ter o nome ligado a clubes como Stuttgart, Hamburg e Werder Bremen, mas optou pelo Borussia Dortmund ao término do contrato, em julho de 2013.

Atuando pelo time II do clube, que disputa a terceira divisão alemã, Jordanov não tem conseguido repetir as boas atuações que teve no Rostock. A equipe do Vale do Ruhr ocupa a 14ª colocação, estando poucos postos acima da zona de rebaixamento, e o meia-atacante de 20 anos, titular em 18 dos 22 jogos que participou, tem apenas dois gols e uma assistência.

Apesar disso, Jordanov angariou espaço no elenco principal do Borussia Dortmund. Nos amistosos de janeiro, visando o segundo turno do Campeonato Alemão, o técnico Jürgen Klopp lançou o garoto em três dos quatro amistosos. No duelo frente o Bochum, no dia 14 de janeiro, o búlgaro entrou em campo no intervalo na vaga de Marco Reus e marcou o segundo gol do triunfo por 2×1 logo aos sete minutos.

[youtube id=”U5bvfEoizEg” width=”620″ height=”360″]

Se talvez a adaptação ao estilo de jogo do time principal possa tardar um pouco, a integração com o ambiente do Dortmund não deverá demorar. Nos amistosos citados anteriormente, Edi foi parceiro de quarto de Kevin Grosskreutz, atleta considerado o “Ministro da Integração” no elenco borussiano.

Seleção

Foto: BulPhoto - Jordanov optou por defender a Bulgária ao invés da Alemanha

Foto: BulPhoto – Jordanov optou por defender a Bulgária ao invés da Alemanha

Como dito anteriormente, Jordanov é filho de imigrante búlgaro com mãe alemã e vive o mesmo que muitos atletas de sua idade: a indecisão na hora de escolher qual seleção defender.

O atual atleta do Borussia Dortmund já vestiu a camisa da seleção alemã nas categorias sub-15, sub-16 e sub-19, porém, em 2013 acabou optando por defender a seleção búlgara. Em entrevista ao “Bild”, Jordanov deu a entender que a escolha se deu pela vontade de satisfazer o pai. Segundo ele, os familiares ficarão orgulhosos de vê-lo defendendo a Bulgária.

A aposta tem dado resultado e Jordanov vem jogando com frequência no time búlgaro, que disputa a fase qualificatória da Euro Sub-21. Até o momento, o meia participou de seis jogos, tendo anotado dois gols e distribuído três passes para gol.

A campanha da Bulgária, porém, tem deixado a desejar. A seleção comandada por Mihail Madanski ocupa somente a 5ª colocação do Grupo 2 (são seis times), com oito pontos, e dificilmente se classificará para a fase final, que será disputada na República Tcheca em junho de 2015.

Características

Edi é um jogador muito útil em times que jogam no 4-2-3-1, como é o caso do Borussia Dortmund. Ele atua nas três posições do “3” do esquema, tendo maior destaque pelo flanco direito. Nesta faixa do gramado, viveu os melhores momentos no Hansa Rostock. Jordanov tem boa chegada à linha de fundo e passe de muita qualidade, o que lhe credencia a jogar pelo lado do campo. Além disso, quebra um galho atuando como segundo volante caso necessário.

Tais virtudes e tamanha qualidade apresentada desde jovem lhe deram status de joia desde cedo no Hansa Rostock. A opção pelo Dortmund, segundo o próprio Edi, se deu pelo fato do clube utilizar muito bem os atletas da base. Se bem lapidado por Klopp, Jordanov poderá ser um dos jogadores de destaque do Campeonato Alemão nos próximos anos. E o Doentes por Futebol já está de Olho Nele.

Ficha técnica

Nome: Edisson Jordanov
Nascimento: 8 de junho de 1993, em Rostock (Alemanha)
Altura: 1,72 cm
Posição: Meia-atacante
Clube atual: Borussia Dortmund

Comentários

Uma mistura maluca de pessoa. Academico de jornalismo, catarinense de origens italianas e espanholas, mas apaixonado pela bola que rola na terra da Torre Eiffel e pela gorduchinha que pinta os gramados cheios de chucrute da Alemanha. Não escondo minha preferência por times que tem uniformes nas cores amarelas e pretas, mas sempre com análises bem embasadas... ou não. Mas acima de tudo, sou um Doente Por Futebol.