Conheça os recordes que Ibra pode quebrar até o final da temporada

Foto:  C.Gavelle/PSG - Ibrahimovic é o grande jogador do Campeonato Francês

Foto: C.Gavelle/PSG – Ibrahimovic é o grande jogador do Campeonato Francês

Há um ano e meio na capital da França defendendo o Paris Saint-Germain, o atacante sueco Zlatan Ibrahimović vem batendo recorde atrás de recorde. Mais recentemente, ele deixou simplesmente Raí para trás no ranking de artilheiros do clube. O brasileiro fez 72 gols em 215 jogos pelo time (média de 0,33 por jogo), enquanto Ibra fez 75 em 86 partidas (0,86 por jogo).

O sueco também já é o maior artilheiro da história do clube em jogos europeus em uma única temporada. Com os dez gols na atual edição da Liga dos Campeões, ultrapassou George Weah, que fez oito gols internacionais na temporada 1994/1995.

Confira abaixo outros recordes que Ibrahimović pode quebrar ainda nesta temporada:

– Maior artilheiro do clube em torneios europeus

O sueco já balançou as redes 13 vezes pelo Paris Saint-Germain em competições europeias. Com números como esse, Ibra já deixou ídolos como Raí, Pedro Miguel Pauleta e Augustine Okocha para trás neste quesito. No momento, só há um a ser desbancado: George Weah. O liberiano fez 16 gols em competições europeias  e, com a classificação para as quartas de final da Liga dos Campeões, Ibrahimović tem pelo menos dois jogos para tentar ultrapassá-lo. Mas um detalhe importante precisa ser citado. Weah obteve tal feito em três temporadas e atuando em 25 partidas. Zlatan, em menos de dois anos, já tem 13 gols em 16 jogos (todos pela Liga dos Campeões).

– Artilheiro por duas temporadas seguidas

Ibrahimović já tem 25 gols no Campeonato Francês e lidera a tábua de artilheiros. Se permanecer no mesmo ritmo e confirmar a artilharia da competição, o sueco será o primeiro jogador desde Pauleta (outro ídolo parisiense) a ser líder do ranking de gols por duas temporadas seguidas. O português foi o artilheiro do campeonato nas temporadas 2005/2006 e 2006/2007. Isso não é algo raro e já aconteceu dez vezes na história da competição. O recordista é Jean-Pierre Papin, que foi o maior goleador do Campeonato Francês da temporada 1986/1987 a 1991/1992.

– Ultrapassar Bianchi

Não foi apenas na lista geral de goleadores que Ibrahimović ultrapassou Raí. O sueco também deixou o brasileiro para trás no ranking de artilheiros do clube no Campeonato Francês. Raí fez 51 e Zlatan fez 55. O próximo “alvo” do sueco é simplesmente o argentino que foi o principal goleador da liga em quatro temporadas consecutivas (cinco no geral e duas vezes pelo PSG). Carlos Bianchi, em duas temporadas em Paris, balançou as redes 64 vezes no campeonato, enquanto Ibra fez 55. Vale lembrar que o argentino já foi ultrapassado pelo sueco no ranking de artilheiros históricos (73 a 71).

– Bater o próprio feito

Carlos Bianchi foi o maior artilheiro do PSG em uma única temporada do Campeonato Francês. Foi em 1977/1978, quando fez 37 gols na competição. Ibrahimović já é o segundo da lista com os 30 tentos anotados na temporada anterior. Na atual, o sueco já tem 25. Descontar os 12 gols de diferença do argentino é um tanto quanto complicado, mas bater o próprio recorde não é nada impossível.

– Top 5

Atualmente, Ibrahimović é o sexto maior artilheiro da história do Paris Saint-Germain com 75 gols, deixando Raí, Bianchi e Weah para trás, por exemplo. Para ingressar no Top 5 do clube, o sueco terá de desbancar Safet Susić, que atuou entre 1982 e 1991 no PSG. Porém, a diferença de gols é considerável. O bósnio (iugoslavo na época em que jogou no clube) fez 85 gols em sua carreira em Paris, fazendo com que o sueco tenha que marcar mais 10 gols para igualar a marca.

O PSG terá no máximo 15 jogos até o final da temporada (9 pelo Campeonato Francês, a decisão da Copa da Liga Francesa e possíveis cinco pela Liga dos Campeões, caso chegue à decisão). Será que Ibra consegue quebrar alguns desses recordes?

[youtube id=”7152K1QaayA” width=”620″ height=”360″]

Comentários

Uma mistura maluca de pessoa. Academico de jornalismo, catarinense de origens italianas e espanholas, mas apaixonado pela bola que rola na terra da Torre Eiffel e pela gorduchinha que pinta os gramados cheios de chucrute da Alemanha. Não escondo minha preferência por times que tem uniformes nas cores amarelas e pretas, mas sempre com análises bem embasadas... ou não. Mas acima de tudo, sou um Doente Por Futebol.