O dia em que nem a arbitragem parou a Juventus

  • por Tiago Lima Domingos
  • 7 Anos atrás

28 jogos; 24 vitórias, 3 empates e apenas uma derrota. A Juventus não tem rivais na Itália. Na tarde/noite deste domingo, no estádio Luigi Ferraris, contra o Genoa, nem mesmo a arbitragem pôde parar a Velha Senhora. Em uma partida bem disputada desde o início, o time da casa demonstrava desde o início que venderia muito caro o resultado e foi assim foi durante os 90 minutos.

Desfalcada de Tevez machucado e Barzagli, que sentiu uma pequena lesão momentos antes da partida, Conte apostou em Osvaldo e Cáceres. E foi com o ítalo-argentino que surgiu a primeira polêmica do jogo. Após erro na saída de bola do Genoa, Paul Pogba roubou a bola, e com uma assistência de letra genial, deixou Osvaldo na cara do gol. O atacante não perdoou e mandou a bola para o fundo das redes do goleiro Perin. Porém, a arbitragem anulou erradamente o tento da Juve, alegando impedimento inexistente de Osvaldo no lance. Vale ressaltar que foi o 2º gol anulado da partida. Osvaldo já havia marcado antes, mas estava realmente impedido.

Vinha a segunda etapa e a partida continuava muito disputada, com chances para os dois lados, até a arbitragem aparecer mais uma vez de forma decisiva. Em bola na área da Juventus, Vidal estava com o braço bem afastado e a bola tocou em sua mão. O árbitro Silvio Mazzoleni não titubeou e apontou para a marca penal. Penâlti até justificável (eu não marcaria), se o mesmo critério fosse adotado a favor da Juventus. Momentos antes do pênalti contra a Juve, Llorente tentou cruzar a bola na área e ela explodiu na mão de Antonelli, da mesma forma que aconteceu com o jogador juventino do outro lado. Não houve critério da arbitragem que marcou apenas um pênalti em lances iguais.

E Foi aí que apareceu o homem do jogo: Gianluigi Buffon foi o goleiro dos áureos tempos. Defendeu o pênalti de Calaiò, e a partir dali a Juventus cresceu. O Genoa sentiu a perda da penalidade e só houve uma equipe em campo.

buffa

Foto: Reprodução – Buffon defendendo o pênalti de Calaiò

Se no gol Buffon garantiu, na frente sobrou para outro craque veterano decidir a partida. Pirlo cobrou falta com perfeição e garantiu a vitória da Juventus. Vitória de campeã, passando por cima do valente time do Genoa nesta noite e de uma arbitragem desastrosa. A Velha Senhora chegou há 75 pontos e abriu incríveis 17 sobre a Roma, vice-líder com dois jogos a menos.

Os lances capitais da partida:

O pênalti defendido por Buffon:



O golaço de falta de Andrea Pirlo:

Comentários

Carioca e rubro-negro. Do Rio de Janeiro a Milão. Doente por futebol, é claro. E apaixonado pelo Calcio.