A melhor Roma da história e “zero titoli”

  • por Caio Feitosa
  • 6 Anos atrás

Com certeza a Roma de Garcia não é o melhor time romanista da história em bola jogada. A mágica equipe comandada pelo brasileiro Falcão nos anos 80, a sólida Roma de Fabio Capello campeã de 2000-2001 são exemplos. Mas é nos números. Ao menos até a 33ª rodada do Calcio. Com 85 pontos ganhos de 105 disputados, o clube giallorosso possui um aproveitamento de 80% na temporada, o maior da história do clube. A pontuação daria o Scudetto em 66 dos 83 campeonatos nacionais de pontos corridos disputados na Itália (praticamente 80%). E dos 17 restantes, em 5 a Roma teria o mesmo aproveitamento do campeão. Entre os vice-campeões, a atual Roma perderia apenas para o Torino de 76-77 que mesmo fazendo 83,33% dos pontos ficou atrás da rival Juventus por um ponto.

Foto: Reprodução - Jogadores romanistas comemoram vitória. Melhor aproveitamento da história, mas sem scudetto.

Foto: Reprodução – Jogadores romanistas comemoram vitória. Melhor aproveitamento da história, mas sem scudetto.

O azar do ótimo trabalho do técnico francês é que do outro lado se tem o melhor time da história do Calcio em aproveitamento de pontos. A Juventus de Conte faz um campeonato beirando o inacreditável. São 90 pontos em 34 jogos; um aproveitamento de incríveis 88%, superando a Inter de 88-89, que tinha 85,29%. O feito juventino se deu principalmente pela sua imposição dentro de campo aos times menores e no fator campo. O clube torinese fez 100% dos pontos no Juventus Stadium e, mesmo fora de casa, só tropeçou uma vez contra times menores, no jogo contra o Hellas, em Verona (empate em 2×2).

Foto: Reprodução - Com várias arbitragens polêmicas, Juventus de Conte tem o melhor aproveitamento em pontos da história do Calcio

Foto: Reprodução – Com várias arbitragens polêmicas, Juventus de Conte tem o melhor aproveitamento em pontos da história do Calcio

Confira o ranking dos melhores aproveitamentos da história do Campeonato Italiano:

1º Juventus 13-14*: 88%
2º Inter 88-89: 85,29%
3º Inter 06-07: 85,1%
4º Juventus 76-77: 85%
5º Torino 76-77: 83,33% (vice)
6º Torino 46-47: 82,89%
7º Milan 91-92: 82,35%
8º Juventus 49-50: 81,58%
9º Torino 47-48: 81,25%
10º Juventus 59-60: 80,88%
10º Juventus 30-31: 80,88%
12º Torino 45-46: 80,77%
13º Milan 03-04: 80,4%
14º Roma 13-14*: 79,8% (vice)
14º Juventus 05-06: 79,8%
14º Inter 64-65: 79,8%
14º Bologna 63-64: 79,8%
14º Inter 63-64: 79,8% (vice)
14º Juventus 32-33: 79,8%
14º Juventus 31-32: 79,8%
*Campeonato em andamento. Dados até a 34ª rodada

Dentro de campo, o grande elenco romanista tem como característica um sistema defensivo muito sólido. Melhor defesa do campeonato com apenas 19 gols sofridos, o time tem como base uma linha de 4 defensiva com muita disciplina tática dos laterais e uma dupla de zaga segura, com o excelente Benatia sendo o grande nome. O sucesso na defesa tem a ajuda do meio-campo bastante pegador. De Rossi voltou, com Garcia, a jogar bem pelo clube depois de algumas temporadas apagadas; Pjanic e Strootman, além de importantes na marcação de meio, chegam com qualidade no ataque. Lá na frente, a referência é sempre “Il Capitano”, ajudado pelo voluntarioso Gervinho, que na Cidade Eterna vem se redimindo de uma péssima passagem pelo Arsenal, e pelo promissor Mattia Destro, garoto que marcou 13 gols em 18 partidas do campeonato.

Sabendo reforçar pontualmente o elenco e conseguindo segurá-lo para a próxima temporada, o clube, junto com a maior torcida da capital italiana, poderá sonhar com uma boa participação na próxima UCL e brigar “fino alla fine” pelo Scudetto.

Não é nenhum demérito perder um título para uma Juve surreal. Mas não tem como não se recordar da declaração de Mourinho sobre a Roma (que na época brigou pelo Scudetto com a Inter treinada pelo português até a última rodada):

Foto: Reprodução - Mourinho quando técnico da Inter: "Uma Roma tão forte e terminará a temporada com zero títulos".

Foto: Reprodução – Mourinho quando técnico da Inter: “Uma Roma tão forte e terminará a temporada com zero títulos”.

Comentários

Fanático pelo Calcio e pelo futebol nordestino, recifense, torcedor do Clube Náutico Capibaribe, ex-narrador esportivo de (projeto de) web-rádio e estudante de Engenharia Química.