DPF na Arena da Amazônia

  • por pedroh
  • 7 Anos atrás

manaus05

O manauara Pedro Humberto esteve na Arena da Amazônia, que receberá jogos da Copa do Mundo em 2014, nessa quinta-feira, 6 de abril, para assistir ao evento-teste do estádio. O empate sem gols entre Vasco (atuando com o time reserva) e Resende, válido pela Copa do Brasil, contou com a presença de 40 mil pessoas. 

Confira o relato e as imagens:

_

OBRAS INACABADAS

“A impressão é que a Arena ainda precisa de toques finais. Havia um banheiro fechado, pelo menos foi o que eu pude ver, possivelmente outros também estavam. Algumas coisas ainda estão no cimento e concreto, como pode ser visto em uma das fotos. Também era possível encontrar material de obra dentro do estádio, confirmando que há coisas a serem concluídas no interior da Arena”

manausedit

SEGURANÇA

“Presenciei dois princípios de tumulto no evento. O primeiro quando um torcedor com a camisa do Flamengo ficou passeando, ‘tirando onda’. Alguns vascaínos mais exaltados começaram a ameaçar uma briga, mas logo foram contidos pela segurança (que era privada).

O segundo foi uma invasão de campo. Pelas minhas contas, cinco pessoas invadiram o gramado, abraçaram jogadores, tiraram fotos e, aí sim, foram contidos. Não sei se foram presos ou retirados do estádio.”

_manaus02
ACESSO, INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

“A entrada e a saída foram ‘ok’. Descontada aquela muvuca tradicional de quando tem muita gente indo para o mesmo lugar ao mesmo tempo. Eu levei dois idosos à Arena e todos os voluntários/atendentes foram simpáticos e me ajudaram no que puderam. Ah! Senti falta de uma iluminação adequada por uma das rampas de saída, realmente estava um pouco escuro.

Já a comunicação foi um ponto bem negativo. A telefonia é horrível lá dentro e nos arredores. Não pega sinal pra 3G e é necessário um milagre pra conseguir efetuar uma simples ligação.”

manaus01

* Todas imagens foram enviadas pelo próprio Pedro Humberto.

Comentários

Vascaino, macho, contador e humorista de twitter.