A ilusão do campeonato paulista

  • por Matheus Rossi
  • 7 Anos atrás

Há dois meses era comum ver o nome do Santos citado quando o assunto era “Quem vai brigar pelo título do Brasileirão”. Estamos na quarta rodada e, evidentemente, ainda tem muita bola para rolar – mas o time praiano dá pistas de que, se brigará por algo, será do outro lado da tabela. No Campeonato Paulista o time conseguiu a boa marca de 11 vitórias, três empates e apenas uma derrota. Mas no Brasileirão, até agora, foram três empates e um futebol nada convincente. O que aconteceu? O nível do Brasileiro é tão diferente do Paulista?

No dia 29/01 ocorreu o que talvez possa ser chamado de “O ápice da ilusão santista”. O Santos goleou o rival Corinthians por 5×1 dentro da Vila Belmiro. Embora àquela altura o time corintiano não estivesse em grande fase, o resultado e o belo futebol conseguidos em um jogo significativo representaram a ascensão de alguns jogadores e foram verdadeiros impulsores para a confiança santista em um ano vitorioso.

As fases decisivas chegaram e, nas quartas de final, o Santos bateu a Ponte Preta sem grandes dificuldades, por 4×0. Já em um jogo tenso, na semifinal o clube eliminou o Penapolense (único time que havia vencido o próprio Santos na primeira fase do torneio). Na final o time já não apresentava um futebol vistoso como no início do ano e acabou perdendo o título nos pênaltis.

Hoje, nos três empates em três jogos do Brasileiro, o que vemos é um futebol de baixíssima qualidade. O time apresenta diversos problemas:

1) Leandro Damião é, sem dúvidas, o principal alvo de críticas da torcida. O altíssimo valor da negociação não é correspondido pelo que o jogador vem fazendo dentro de campo. Com cinco gols em 16 jogos, o ex-colorado também é acusado por alguns de ser o causador de um “racha” no elenco, graças a seu alto salário. Para piorar, Damião assistiu do banco de reservas seu time vencer pela primeira vez no campeonato neste último domingo (11).

2) A falta de um meia armador também é um grande problema no elenco santista. Com a venda de Montillo o time passou a sofrer de uma carência nessa posição. Lucas Lima, que havia sido contratado para preencher esse espaço, não é tão utilizado por Oswaldo de Oliveira, mesmo tendo entrado bem nas partidas. A diretoria santista, assim como em outras épocas de contratação, especula o meia Diego Ribas, que teve passagem pela Vila Belmiro entre 2002 e 2004. Segundo o Globo Esporte, a cúpula santista já enviou uma proposta “agradável” ao jogador, esperando apenas sua resposta.

3) As contusões da zaga titular também são um obstáculo para o time. Edu Dracena e Gustavo Henrique se contundiram e obrigaram a comissão técnica a escalar David Braz e Neto, que não passam nem perto de ter a confiança da torcida.

Outro clube que passou por situação semelhante é o Palmeiras. Embora o alviverde não tenha sido apontado como um dos favoritos para o Brasileirão, o clube passou por boas fases no estadual e hoje passa por uma crise. A vexatória derrota para o Sampaio Correa na Copa Brasil resultou na queda do treinador Gilson Kleina. Recentemente, Alan Kardec, principal artilheiro do time, anunciou sua ida ao rival São Paulo, o que causou ainda mais problemas no Palestra. Hoje o time vive uma situação complicada e chega a ser até apontado como um dos principais candidatos ao rebaixamento.

 

Comentários

18 anos, estudante e apaixonado por futebol.