Arthur Maia, o maestro do Mecão

  • por Raniery Medeiros
  • 7 Anos atrás

O futebol brasileiro vive uma escassez de autênticos camisas 10. É muito difícil encontrarmos aquele craque à moda antiga, com o toque refinado e a inteligência para comandar o time dentro de campo. Claro, exceções podem ser vistas em alguns clubes, mas é fato que o país carece de jogadores desse porte. Mesmo assim, o América-RN encontrou em Arthur Maia seu principal jogador. Exceção nesse futebol de iguais.

Legítimo camisa 10 de muita habilidade, Arthur foi a cabeça pensante do Mecão durante a conquista do Campeonato Estadual. Arthur é canhoto, dono de excelente visão de jogo e facilidade para deixar seus companheiros na cara do gol. Desde a sua chegada, em março, vindo por empréstimo do Vitória, o meio-campista dominou as ações das partidas e foi, sem nenhuma dúvida, o grande nome do alvirrubro potiguar. Através do futebol envolvente e de muita qualidade, logo conquistou a torcida.

Não há como contestar a importância do supracitado no esquema tático do técnico Oliveira Canindé. No 4-3-1-2 do time, Arthur tem a proteção dos volantes para que possa jogar livre e desfilar em campo. Guardadas as devidas proporções, lembra Souza, um dos maiores ídolos do América. O setor de criação, outrora perdido, teve em seu camisa 10 o diferencial para alcançar o título estadual. É claro que não estamos falando de um grande astro do futebol internacional. No entanto, reclamamos que o país sofre com a ausência de grandes armadores, sendo assim, quando surge alguém com grande potencial, é preciso dar-lhe o devido crédito.

Sua canhota afiada rendeu um golaço, digno de Messi, Cristiano Ronaldo, Rooney, na partida contra o Globo na Arena das Dunas. A pintura foi exaltada pelo “Olé”, que fez um trocadilho com o nome do atleta.

Foto: Reprodução - O "Olé' se rendeu ao golaço de MAIADONA

Foto: Reprodução – O “Olé’ se rendeu ao golaço de MAIADONA

O GOLAÇO

[youtube id=”uaecxg3MN4g” width=”620″ height=”360″]

Já tendo realizado um grande clássico contra o ABC, quando o Mecão venceu por 3×2, Arthur viu o time ser coroado na última quarta-feira, 30, ao vencer o Campeonato Potiguar. Mesmo que o América não tenha feito uma boa partida, o meia ainda tentou produzir algo a mais no 0x0 diante do Globo. Enaltecer trabalho deste jogador de boa movimentação, que sempre se apresenta para receber a bola e, além disso tudo, é o camisa 10 que chega com incisão na área adversária é mais uma maneira do Doentes por Futebol comprovar que está de olho nos gramados de Norte a Sul do país. 

A nação alvirrubra torce pela permanência do craque ao término do empréstimo. No entanto, com as boas apresentações realizadas no América, alguns times já demonstraram interesse no jogador que pertence ao Vitória. Esperamos que ele fique mais algum tempo em Natal, pois, se o América deseja permanecer na Série B, é em Arthur Maia, o maestro, que a torcida deposita suas principais expectativas.

Comentários