Especial La Liga 13/14: Melhores do ano

  • por Victor Mendes Xavier
  • 5 Anos atrás

CAPA MATÉRIA

Após o campeonato mais disputado desde 2007, a taça terminou em Madrid. Dezoito anos depois seu último título, o Atlético de Madrid enfim quebrou o longo jejum e barrou o monopólio de Real Madrid e Barcelona, levando o histórico troféu para casa.

Por mais um ano consecutivo, o Doentes por Futebol votou para escolher os melhores jogadores da temporada espanhola. Contamos mais uma vez com a agradável colaboração de especialistas em La Liga. Agradecemos a cada um dos participantes desta votação e também a você, leitor, que nos acompanha diariamente. Boa leitura.

Melhor jovem

MELHOR JOVEM

AYMERIC LAPORTE – ZAGUEIRO – FRANCÊS – ATHLETIC BILBAO

Aos 19 anos, Laporte é quase um veterano em campo. Apesar da idade, o jovem zagueiro demonstrou uma maturidade impressionante ao longo da temporada. Canhoto, técnico, com bom senso de antecipação, saída de bola e consistente nas bolas aéreas, o francês terminou a Liga em alta, com o Athletic Bilbao voltando à Liga dos Campeões. Na órbita de clubes como Barcelona e Bayern de Munich, Laporte demonstrou interesse em ficar em Lezama e disputar a competição europeia pelo clube que o revelou. Na votação do Doentes Por Futebol, Laporte desbancou o meio-campista Saúl, do Rayo Vallecano, o meia-atacante Jesé Rodríguez, do Real Madrid, o meia-atacante Rafinha Alcântara, do Celta Vigo, e o lateral esquerdo Alberto Moreno, do Sevilla.

Melhor goleiro

MELHOR GOLEIRO

THIBAUT COURTOIS – BELGA – ATLÉTICO DE MADRID

O paredão do Atlético de Madrid foi, pela segunda temporada consecutiva, o goleiro menos vazado do campeonato espanhol. O belga, que pertence ao Chelsea, é um dos símbolos do incrível sistema defensivo montado por Diego Simeone. Eficiente, com grande reflexo, ágil e, acima de tudo, decisivo, Courtois é um ídolo no Vicente Calderón. O Monstro de Flandres, como é conhecido, tem seu nome especulado a uma possível volta ao Chelsea para ser o titular de José Mourinho na próxima temporada. Com sete votos, Courtois foi implacável na nossa eleição. O costa-riquenho Keylor Navas, do Levante, e o espanhol Diego López, do Real Madrid, foram outros lembrados pelos votantes.

Melhor defensor

MELHOR DEFENSOR

MIRANDA – BRASILEIRO – ATLÉTICO DE MADRID

A espetacular temporada de Miranda poderia ter sido reconhecida com uma convocação à seleção brasileira para a Copa do Mundo. No entanto, Felipão o preteriu e optou pelo seu ex-comandado Henrique, que teve passagem desastrosa pelo futebol espanhol (Racing Santander e Barcelona). A regularidade de Miranda o transformou não só no melhor zagueiro da Espanha, como um dos melhores do mundo na temporada. Sem nenhum problema físico, ele formou uma sólida dupla de zaga com o uruguaio Godín, também entre os votados para melhor defensor. Menção honrosa ao brasileiro Filipe Luís, outro que fez grande temporada, mas esquecido por Felipão. Os três formaram a espinha dorsal do sistema defensivo rojiblanco.

Melhor meio-campista

MELHOR MEIO-CAMPO

IVAN RAKITIC – CROATA – SEVILLA

No Sevilla desde janeiro de 2011, Rakitic sempre correspondeu. Na atual temporada, no entanto, o croata alcançou sua melhor fase no Ramón Sánchez Pizjuan. Seja como segundo volante no 4-4-2 ou de camisa 10 no auxílio a Bacca no 4-2-3-1 de Unai Emery, Rakitic brilhou. Foram 12 gols e 10 assistências e o papel de protagonista de uma positiva temporada sevillista, que culminou com o título da Liga Europa e a quinta posição na Liga Espanhola. Na mira do Real Madrid, Rakitic se prepara para a disputa da Copa do Mundo, com a promissora seleção croata. Seu parceiro de seleção Luka Modric, do Real Madrid, teve um voto a menos na nossa eleição. Koke, do Atlético de Madrid, e os merengues Di María e Xabi Alonso também foram mencionados.

Melhor atacante e melhor jogador

MELHOR JOGADOR

CRISTIANO RONALDO – PORTUGUÊS – REAL MADRID

O Real Madrid não foi campeão, mas o melhor jogador do mundo fez sua parte. Após três temporadas consecutivas ficando atrás de Messi na tabela de artilheiro, o gajo venceu sua disputa individual com o argentino e levou o prêmio Pichichi e a Chuteira de Ouro, que será compartilhada com o uruguaio Luis Suárez, do Liverpool.

Os números de Ronaldo foram estratosféricos: em 30 jogos, o camisa sete português marcou 31 gols e deu nove assistências. De cabeça, de esquerda, de direita, de pênalti, de falta, até de coice, Cristiano Ronaldo balançou as redes, celebrando sua paixão singular. Os números poderiam ser maiores se os problemas físicos (que também deram as caras na primeira metade da temporada) não voltassem com força na reta final de campeonato. Nas duas eleições, tanto para atacante, quanto para melhor jogador, Diego Costa, do Atlético de Madrid, foi o único jogador que ameaçou o posto do português.



SELEÇÃO DA LIGA ESPANHOLA 2013/2014

Courtois (Atlético de Madrid); Juanfran (Atlético de Madrid); Miranda (Atlético de Madrid), Godin (Atlético de Madrid), Filipe Luís (Atlético de Madrid); Modric (Real Madrid), Koke (Atlético de Madrid), Rakitic (Sevilla); Messi (Barcelona), Diego Costa (Atlético de Madrid), Cristiano Ronaldo (Real Madrid).

Menções honrosas

Goleiros: Keylor Navas (Levante), Diego López (Real Madrid)
Defensores: Carvajal (Real Madrid), Pepe (Real Madrid), Mário (Villarreal), Laporte (Athletic Bilbao)
Meio-campistas: Busquets (Barcelona), Gabi (Atlético de Madrid), Raúl García (Atlético de Madrid), Arda Turan (Atlético de Madrid), Iturraspe (Athletic Bilbao), Mikel Rico (Athletic Bilbao), Di María (Real Madrid), Xabi Alonso (Real Madrid)
Atacantes: Vela (Real Sociedad), Bale (Real Madrid), Benzema (Real Madrid)

Votantes da seleção dos melhores da Liga BBVA 2013/2014

Charlie Viki (especialista em futebol espanhol)
Leonardo Bertozzi (Espn)
Marcelo Bechler (Rádio Globo)
Maurício Bonato (Sports Plus)
Pedro Galindo (Doentes por Futebol)
Pedro Pedroso (Futebol Espanhol)
Pierre Andrade (Futebol Espanhol)
Rafael Oliveira (Espn)
Thiago Simões (Espn)
Vitor Sergio (Esporte Interativo)
Victor Mendes (Doentes por Futebol)

Imagens: Fred Miranda

Comentários

Jornalista, carioca e apaixonado pela Liga Espanhola desde a época em que Rivaldo, Zidane, Figo e Raúl foram seus professores. Colaborou para o programa [email protected] da Rádio Globo São Paulo falando sobre o futebol do país das touradas. Repórter da Super Rádio Tupi.