Hachim Mastour, o prodígio rossonero

  • por Tiago Lima Domingos
  • 7 Anos atrás

OLHO NELE MASTOUR V2

Conheça o “Cristiano Ronaldo marroquino”, fã de Neymar, que pode se tornar o jogador mais jovem da história do Milan a estrear nos profissionais do clube.

Você já ouviu falar de Hachim Mastour? O nome não é bem uma novidade para quem acompanha o mundo do futebol um pouco mais de perto. A história deste italiano filho de marroquinos é mais uma daquelas de jogadores que já são tratados como “superstars” antes mesmo de se tornarem profissionais. Caso do seu ídolo Neymar, com o qual já disputou uma “batalha” no Playstation e no freestyle (confira no vídeo abaixo).

[youtube id=”LCl2UH00fhA” width=”620″ height=”360″]
A ascensão de sua carreira foi tão grande quanto o seu talento. Seus primeiros passos foram no Us Reggio Calcio, pequeno clube italiano da região da Emília-Romanha, onde nasceu. A Reggiana, maior equipe da região, o observava e já o assegurava com apenas 8 anos de idade, em 2006. Hachim Mastour permaneceu no antigo clube por mais dois anos, já que as leis italianas não permitem transferências de atletas tão jovens, até que a Reggiana finalmente pôde contratá-lo.

Mastour estreou na categoria Esordienti (11/12 anos) enfrentando jogadores até dois anos mais velhos. Aos 11 anos de idade, já era seguido por grandes italianos e europeus. Na categoria Giovanissimi Nazionali (abaixo de 15 anos) explodiu, fazendo 25 gols no campeonato e saltando os olhos da Juventus. Mas foi a Internazionale, que o monitorava desde sempre, que o colocou definitivamente em seu radar, já que ainda não era possível contratá-lo. 

Com a Inter, jogou campeonatos avulsos, em torneios que permitiam a participação de jogadores promissores ainda não adquiridos pelo clube. Em um desses torneios, marcou quatro gols em cinco partidas, inclusive na final, da qual saiu vencedor e apareceu definitivamente para aqueles que ainda não o conheciam (se é que existiam).

Aos 14 anos de idade, chegou o momento que as leis italianas permitiam sua transferência para um time de outra região. A Inter esperou, o Milan contratou. A Reggiana afirma que a escolha pelo rossonero foi opção do jogador e sua família. O custo? 500 mil euros. Muito para um menino, pouco para um talento tão raro

Foto: Reprodução | Hachim e Galliani na sala de troféus do gigante Milan.

Foto: Reprodução | Hachim e Galliani na sala de troféus do gigante Milan.

Sua apresentação no Milan foi de gente grande, com direito a assinatura de contrato na gloriosa sala de troféus do clube ao lado de Adriano Galliani. O Milan e o mundo do futebol sabiam que ali estava uma das maiores promessas do futebol dos últimos anos. A Nike também o assegurou. Mastour já tem um contrato de publicidade com a empresa americana válido por 10 anos. A Red Bull também é outra marca que o patrocina.

[youtube id=”GxAcAThpp-c” width=”620″ height=”360″]

Basta buscar “Hachim Mastour” no Youtube para ter acesso a dezenas de vídeos impressionantes. A habilidade e a forma com que o rapaz trata a bola assustam. Parece um veterano no meio de crianças. Não demorou para a Itália chamá-lo para as categorias de base do país. Começou a temporada pelo Milan na categoria Allievi para logo depois juntar-se à categoria Primavera, a última antes dos profissionais, que tem Filippo Inzaghi como treinador.

O final de temporada pode tornar-se mágico. O Milan disputa no próximo domingo (18/05) a última partida de 2013/14. Nesta semana, Hachim Mastour foi incorporado aos profissionais do Milan e pode fazer sua estreia como profissional diante do Sassuolo, no San Siro. Aos 15 anos de idade, pode vir a ser o quinto mais jovem a estrear na Série A e o mais jovem da história do Milan (15 anos e 11 meses), superando ninguém menos que Paolo Maldini (16 anos, 6 meses e 25 dias). Trajetória impressionante, assim como seu talento. Hachim Mastour é uma joia que desde criança foi preparada para brilhar.

Nome: Hachim Mastour

Data de Nascimento: 15/06/1998

Altura: 1,78m

Peso: 70 kg

Posição: Trequartista, segundo atacante

Twitter: @fantasyhachi

Instagramfantasyhachi

Comentários

Carioca e rubro-negro. Do Rio de Janeiro a Milão. Doente por futebol, é claro. E apaixonado pelo Calcio.