Os herdeiros de Buffon

HERDEIROS DE BUFFON

Por O Futebólogo

A Copa do Mundo deste ano deve ser a última do mítico goleiro italiano Gianluigi Buffon. Atleta profissional desde 1995, estreou pelo Parma aos 17 anos e, em seu vigésimo ano de carreira, Gigi acumula uma infinidade de títulos. Pela Seleção Italiana, conquistou o Campeonato Europeu sub-21 em 1996 e a Copa do Mundo de 2006. Além disso, disputou 139 partidas pela Squadra Azzurra, sendo o recordista de aparições pelo selecionado.

Selecionável desde 1997, Buffon já começou a declinar tecnicamente (apesar de continuar sendo um excepcional goleiro), o que suscita um questionamento inevitável: quem sucederá o arqueiro italiano, tanto na Juventus quanto na Seleção? Para o futuro imediato, a Seleção conta com os préstimos dos já vividos Federico Marchetti, de 31 anos, e Salvatore Sirigu, de 27. Contudo, há alguns jovens nomes se candidatando a uma bela trajetória pela Seleção e que também seriam opções viáveis para a Juventus. Mattia Perin, Francesco Bardi, Simone Scuffet e Nicola Leali são jovens extremamente interessantes e promissores.

.

Mattia Perin – 21 anos – Genoa

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Cria da base do Genoa, Perin só se firmou na equipe Rossoblu nesta temporada. Antes, passou por dois empréstimos, o primeiro ao Padova, da segunda divisão, e o segundo ao Pescara, recém-promovido à primeira divisão. Mesmo sofrendo impressionantes 66 gols em 29 partidas, foi o grande destaque da fraca temporada da equipe, conseguindo, enfim uma chance em seu clube de origem.

Em 2013/2014, já disputou 35 partidas, sofreu 48 gols, garantiu nove Clean Sheets e foi eleito o Melhor em Campo por quatro vezes, nas partidas contra Torino, Milan, Lazio e Atalanta. Além disso, conquistou sua primeira convocação para a seleção principal e é pretendido pelo Milan.

Seus principais trunfos são a rapidez debaixo dos postes e os grandes reflexos, sendo eficiente também na saída de soco – nas bolas alçadas na área – e na reposição de bola. Tem, ainda, passagem pelas seleções sub-17, 18, 19, 20 e 21 da Itália.

[youtube id=”yBEJnZNbDjY” width=”620″ height=”360″]

.

Francesco Bardi – 22 anos – Livorno

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Goleiro pertencente à Inter de Milão, Bardi foi criado na base do Livorno, chegando a Milão em 2011 e sendo emprestado ao próprio Livorno em 2011/2012, ao Novara em 2012/2013, e, novamente, ao Livorno na atual temporada. No último Campeonato Europeu sub-21, em 2013, foi o goleiro titular da Seleção Italiana, vice-campeã.

Na última temporada, quando disputou a Serie B, participou de 50 jogos e sofreu apenas 56 gols, garantindo 14 Clean Sheets. Na presente temporada, em que amarga a vice-lanterna, jogou 42 partidas, sofreu 74 gols e conseguiu manter a meta imaculada apenas sete vezes.

Suas características se assemelham às de Perin, mas vale ressaltar também seu bom posicionamento. Pela Seleção sub-21, disputou 25 partidas e ainda aguarda uma convocação para o selecionado principal.

[youtube id=”K-2pdAKMHbw” width=”620″ height=”360″]

.

Simone Scuffet – 17 anos – Udinese

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Principal surpresa da Udinese e, sem dúvida, a maior revelação para o gol italiano nesta temporada, Scuffet, foi jogado numa grande fogueira. Com a lesão sofrida pelo sérvio Zeljko Brkic, o técnico Francesco Guidolin não hesitou em escalar o garoto na partida fora de casa contra o Bologna. Naquela altura, a Udinese vivia um momento péssimo, tendo sofrido quatro derrotas seguidas e figurando na 15ª colocação.

Sua característica de jogo e a idade tem levado a imprensa italiana a fazer comparações com Buffon e o jovem já interessa Juventus, Arsenal e Milan. Com ascensão meteórica, o goleiro da Seleção Sub-17 já é pedido como terceira opção para a Copa do Mundo e tem sido muito reverenciado. O ex-goleiro de Fiorentina, Milan, Napoli e Seleção Italiana, Giovanni Galli, chegou a comentar sobre as comparações com o grande Buffon:

“Gigi sempre foi exuberante, cada defesa feita por ele sempre foi como um gol. Ele (Scuffet) me lembra Buffon, mas ele é mais calmo.”

Frio como gelo, o arqueiro disputou 14 partidas pelo Campeonato Italiano, sofreu 17 gols e garantiu seis Clean Sheets.

[youtube id=”fEnJ9pABv7M” width=”620″ height=”360″]

.

Nicola Leali – 21 anos – Spezia Calcio (emprestado pela Juventus)

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Cria do Brescia, Leali foi contratado pela Juve em 2012 e é tratado como o sucessor de Buffon no clube. Com 1,88m, também passou pelas Seleções sub-17, 18, 19, 20 e 21, e, depois de jogar pelo modesto Virtus Lanciano da Serie B, atua no Spezia, da mesma divisão.

Nesta temporada, disputou 35 jogos, sofreu 42 gols e conquistou nove Clean Sheets. Destaca-se pelo bom posicionamento, reflexos rápidos e grande capacidade de recuperação. Enquanto Gigi continuar no clube, Nicola deverá seguir sendo emprestado, para ganhar experiência e evoluir tecnicamente. Mas é, indubitavelmente, tratado como um dos grandes candidatos à titularidade da Juventus e poderá também defender a Squadra Azzurra.

[youtube id=”xVU539w-AqM” width=”620″ height=”360″]

Comentários

Advogado graduado pela PUC Minas, mestrando em Ciências da Comunicação (Universidade do Minho) e Jornalismo Esportivo (MARCA), 26 anos. Amante do futebol inglês, mas que aprecia o esférico rolado qualquer terra. Tem no atacante Marques e no argentino Pablo Aimar referências; e não põe em dúvida quem foi o melhor jogador que viu jogar: o lúdico Ronaldinho Gaúcho, na temporada 2004/05. Também n'O Futebólogo e na Revista Relvado.