Seleção do Campeonato Português 2013/2014

  • por Levy Guimarães
  • 7 Anos atrás

Terminada a edição 2013/2014 da Liga ZON Sagres, elegemos os destaques de cada posição, além do craque e da revelação da competição, na seleção do campeonato. Confira!

Goleiro: Ricardo (Acadêmica)

Foto: MaisFutebol

Foto: MaisFutebol

Numa temporada em que vários goleiros estiveram em ótimo plano, é difícil apontar um grande destaque na posição. Mas Ricardo, de 31 anos, merece o posto. Dono de reflexos apurados e um ótimo senso de colocação, garantiu um bom resultado para a Acadêmica (ou evitou derrotas mais elásticas) em vários jogos. Não à toa, em fim de contrato no atual clube, são fortes as especulações que o ligam ao Porto na próxima temporada.

Ouros destaques da posição: Oblak (Benfica), Vagner (Estoril) e Rui Patrício (Sporting).

Lateral direito: Danilo (Porto)

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Não é de hoje que o brasileiro reina na posição em Portugal. Sempre presente no ataque, com ótimas jogadas de linha de fundo e penetração em diagonal, algumas até culminando em gols do próprio, Danilo pode ser tido como um dos poucos que se destacaram na decepcionante temporada do Porto, tornando-se uma das principais armas ofensivas da equipe (e uma das poucas eficientes).

Outros destaques da posição: Cédric Soares (Sporting)

Zagueiros: Luisão e Garay (Benfica)

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Não há maneira mais adequada de destacar a melhor defesa do campeonato do que escalando a sua dupla de zaga como os destaques da temporada. E não é só pelos números que a escolha se justifica. Em 2013/2014, Luisão e Garay têm se mostrado aquela típica dupla que se completa – enquanto o brasileiro é excelente pelo alto e apresenta um porte físico de respeito, o argentino é bastante técnico, rápido e possui ótimo posicionamento. Garay, ademais, mostrou mais uma vez ser o melhor zagueiro do futebol português na atualidade e tem tudo para fazer uma boa Copa do Mundo por sua seleção. Após mais uma temporada excepcional pelo Benfica, é difícil acreditar que ele continue no clube da Luz para 2014/2015.

Outros destaques da posição: Rojo (Sporting), Mangala (Porto), Mexer (Nacional)

Lateral esquerdo: Jefferson (Sporting)

Foto: A Bola

Foto: A Bola

Mais um brasileiro na lista. Depois de uma ótima performance na temporada 2012/2013 pelo Estoril, o lateral ex-Palmeiras e Fluminense confirmou a ascensão assumindo rapidamente a titularidade no Sporting e correspondendo na função. Além do bom equilíbrio entre apoiar e defender, Jefferson possui um forte chute de perna esquerda, que o coloca também como opção para a bola parada.

Outros destaques da posição: Guilherme Siqueira (Benfica) e Alex Sandro (Porto)

Volante: William Carvalho (Sporting)

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Se tem um jogador que pode simbolizar a temporada do Sporting, este é William Carvalho: jovem, confiante, surpreendente e com muito a evoluir. Retornando de empréstimo do futebol belga, o volante de 21 anos rapidamente se transformou no principal nome da ótima campanha sportinguista. Firme na marcação, ele também dá qualidade à saída de bola e aparece na área para marcar gols, tanto de cabeça como por baixo. Propostas de clubes maiores certamente irão aparecer e o futuro do jogador é incerto, mas é fato que o futebol português ganhou o que promete ser um dos seus principais expoentes nos próximos anos. Por isso, podemos considerá-lo a grande revelação do campeonato.


Volante: Enzo Pérez (Benfica)

Foto: cdn.pt

Foto: cdn.pt

O craque do campeonato na opinião deste que vos escreve (posto que também poderia ser de William Carvalho). Após um 2012/2013 de adaptação à nova função, nesta temporada o argentino se mostrou uma peça indispensável para o campeão nacional. Hoje, se o Benfica é um time que toca a bola com velocidade, dinamismo e ao mesmo tempo objetividade, é porque ela passa sempre pelos pés de Enzo, que roda por todo o meio de campo fazendo a transição defesa-ataque e participando ativamente de jogadas com Gaitán, Markovic e Salvio. De quebra, ainda faz os seus golzinhos, como no decisivo derby contra o Sporting, no 2º turno, com vitória benfiquista por 2×0.

Outros destaques da posição: Matic (Benfica), Fernando (Porto), João Mário (Vitória de Setúbal)

Extremo esquerdo: Nico Gaitán (Benfica)

Foto: slbenfica.pt

Foto: slbenfica.pt

A grande fonte de inspiração do Benfica, especialmente no primeiro semestre de 2014. A arrancada dos Encarnados até dispararem na liderança coincidiu justamente com o início da melhor fase do argentino, que em praticamente todos os jogos contribuiu com pelo menos um gol ou assistência, além de várias jogadas plásticas. Se a passagem de Gaitán em Portugal é marcada pela grande irregularidade, nesta temporada prevaleceram as ótimas exibições.

Meia central: Evandro (Estoril)

Foto: Record

Foto: Record

Esqueça aquele Evandro ex-Atlético/MG e Palmeiras que irritava seus torcedores e não conseguia se firmar em nenhum time do Brasil. Mais amadurecido e no auge da forma, ele é hoje um dos principais meias do futebol português e protagonista da excelente campanha do Estoril, 4º colocado. Além dos 11 gols na competição, Evandro conduziu os rápidos contra-ataques que proporcionaram ao Estoril a terceira melhor campanha fora de casa, com 9 vitórias, 4 empates e 2 derrotas. Não é à toa que o brasileiro já é fortemente especulado no Porto e no Sporting.

Outros destaques da posição: Adrien Silva (Sporting)

Extremo-direito: Ricardo Quaresma (Porto)

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Cinco meses. Esse foi o tempo que Quaresma (saiba mais sobre a volta dele aqui) precisou para figurar na seleção do campeonato e provar que ainda tem muito o que mostrar nos gramados portugueses. Com os habituais dribles, passes, lançamentos e gols de encher os olhos de qualquer apaixonado por futebol, o retorno do “Mustang” foi um dos pouquíssimos motivos de comemoração para o torcedor portista neste ano.

Outros extremos de destaque: Markovic (Benfica), Rafael Silva (Braga), Candeias (Nacional), Carlos Mané (Sporting), Derley (Marítimo), Bebé (Paços de Ferreira)

Atacante: Jackson Martínez (Porto)

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Apesar de ter tido um rendimento abaixo do da temporada passada, o colombiano mostrou mais uma vez que não há nenhum outro centroavante em seu nível hoje em Portugal. Com 20 gols, foi pelo segundo ano seguido o artilheiro do campeonato. Seu ótimo porte físico, aliado à boa presença de área e faro de gol, aguçam a cobiça de clubes como Napoli e Roma, que dão sinais de que vão insistir na contratação do centroavante do Porto.

Outros destaques da posição: Lima e Rodrigo (Benfica), Rafael Martins (Vitória de Setúbal), Rondon (Nacional)

Técnico: Jorge Jesus (Benfica)

Foto: reprodução

Foto: reprodução

Começar a temporada extremamente contestado por torcida, imprensa e até parte do elenco e terminá-la campeão e ídolo do clube: essa foi a reviravolta de Jorge Jesus, que após o início turbulento, trouxe a confiança de volta a seu elenco e reconheceu erros da temporada anterior, consertando velhas deficiências defensivas da equipe e conquistando o título com sobras. Nada mais justo para coroar o ótimo trabalho desenvolvido pelo treinador português ao longo dos últimos cinco anos.
Outros técnicos de destaque: Leonardo Jardim (Sporting), Marco Silva (Estoril)

Portanto, fica assim a nossa seleção:

Ricardo; Danilo, Luisão, Garay e Jefferson; William Carvalho, Enzo Pérez; Gaitán, Evandro e Quaresma; Jackson Martínez.
Técnico: Jorge Jesus

E você, que gosta do futebol jogado na Terrinha, aprova o nosso time?

Comentários

Estudante de Jornalismo e redator no Placar UOL Esporte, belo-horizontino, apaixonado por esportes e Doente por Futebol. Chega ao ponto de assistir a jogos dos campeonatos mais diversos e até de partidas bem antigas, de décadas atrás.