Tito Borjas já pode descansar em paz

  • por Gustavo Ribeiro
  • 4 Anos atrás
Foto: Ovacion - jogadores do Wanderers comemorando a conquista

Foto: Ovacion – jogadores do Wanderers comemorando a conquista

Passados 83 anos desde seu último título nacional, o Wanderers voltou a soltar o grito de campeão ao vencer o El Tanque Sisley por 1×0. Los Blanco y Negros terminaram o Clausura com 34 pontos, apenas um a mais que o vice-líder Peñarol. Com a conquista, o Wanderers já está garantido na Copa Libertadores 2015 e na Sul-Americana 2014.

Além de conquistar o Clausura, o Wanderers terminou na liderança da Tabla Anual com 61 pontos, quatro a mais do que o segundo colocado, Nacional. E no próximo domingo, 25, Los bohemios enfrentarão o Danubio (campeão do Apertura) para definir o Campeão Uruguaio. Caso o Wanderers vença, poderá dar a volta olímpica. Caso o Danubio saia vencedor, os dois times disputarão mais dois jogos para decidir o grande campeão da temporada.

No dia sete de fevereiro, com apenas uma rodada do Clausura já disputada, o Wanderers lançou uma campanha para angariar sócio-torcedores. A campanha, que ganhou o nome de “La Leyenda del Tito”, era também uma homenagem a René “Tito” Borjas e afirmava que o ídolo, falecido na última conquista do clube, não iria descansar enquanto o time não voltasse a ser campeão.

Em 1931, o Wanderers conquistou, de maneira invicta, seu quarto Campeonato Uruguaio, ainda na época armadora. O título, alcançado na última rodada, não foi composto só alegrias. René “Tito” Borjas, um dos maiores ídolos do clube, não pode jogar a partida por causa de problemas de saúde. Internado em casa sob os cuidados da família, Borjas queria de qualquer jeito acompanhar in loco a conquista.

Em 19 de dezembro daquele ano, o Wanderers visitava o Defensor Sporting em jogo da última rodada, precisando apenas uma vitória para levar o título. Faltando algumas horas para o início da partida, Borjas, já com seus 33 anos, saiu de casa e foi ao estadio Franzini assistir a peleja.

Foto: montevideo - Tito Borjas

Foto: montevideo – Tito Borjas


Wanderers era só pressão no jogo e, já no apagar das luzes da primeira etapa, Figueroa acertou o travessão. Era muita emoção para “Tito”, que começou a se sentir mal, deixou o estádio e foi para a casa. Mas, ainda nas imediações do Franzzini, Borjas sofreu uma parada cardíaca, foi socorrido e faleceu antes mesmo de chegar ao hospital.

Antes de retornar para o segundo tempo, os dirigentes do Wanderers, já sabendo da morte de Borjas, tentaram suspender a partida. Mas o pedido foi negado porque o outro jogo envolvendo o concorrente pelo título Nacional já havia reiniciado. Restou ao jogadores, mesmo tristes pela terrível notícia, retornarem para o segundo tempo.

Ainda no começo da segundo etapa, o Wanderers foi obrigado a jogar com apenas dez jogadores por causa da lesão de Delbono. Mesmo com todas as dificuldades, o time venceu o jogo e levou a taça. Com 17 vitórias em 22 jogos, Los bohemios terminaram com 39 pontos, seis a mais que o vice-líder Nacional.

Agora, passados 83 anos, René Tito Borjas finalmente pode descansar em paz.

Comentários

Projeto de jornalista, mineiro, 20 anos. Viu que não tinha muito futuro dentro das quatro linhas e resolveu trabalhar dando seus pitacos acompanhando tudo relacionado ao futebol, principalmente quando a pelota rola nas canchas dos nossos vizinhos sul-americanos. Admirador do "Toco y me voy" argentino, também escreve no Sudaca FC e tem Riquelme e Alex como maiores ídolos.