Calendário das Copas – 6 de junho

Amarildo faz o gol da vitória contra a Espanha em 62 (reprodução)

Amarildo faz o gol da vitória contra a Espanha em 62 (reprodução)

Nesta data, 18 jogos foram disputados, em cinco Copas do Mundo. Destaque para Nilton Santos e seu passinho para fora da área que ajudou a Seleção na conquista do bicampeonato mundial em 1962.

1962: Brasil e Espanha disputam vaga na segunda fase do Mundial. A Seleção perde por 1×0 quando Nilton Santos derruba Collar na área. O juiz, enganado por uma passada para a frente dada pelo brasileiro, marca apenas falta fora da área. Amarildo faria dois gols e os brasileiros, que jogavam pelo empate, classificariam-se. A Seleção atuou com: Gilmar; Djalma Santos, Zózimo, Mauro e Nilton Santos; Zito e Didi; Garrincha, Amarildo, Vavá e Zagallo. Além desse jogo, Alemanha Ocidental e União Soviética venceram respectivamente Suiça e Uruguai, avançando às quartas de final. Já a Argentina deu adeus ao mundial ao empatar com a Hungria.

1970: Quatro jogos abrem a segunda rodada da fase de grupos do Mundial. Destaque para o empate sem gols entre Itália e Uruguai, seleções que seriam semifinalistas. URSS, Peru e Romênia também venceram.

1973: Jogando em Chorzów, os poloneses vencem os ingleses por 2×0, assumindo a liderança da chave em pontos perdidos. Em outubro, a Polônia sagraria-se campeã da chave após empate fora de casa com os mesmos adversários. Foi a primeira vez que a Inglaterra foi eliminada de uma Copa do Mundo na fase de Eliminatórias.

1974: A seleção Brasileira chega à Alemanha Ocidental para a disputa da Copa do Mundo.

1978: Na segunda rodada da fase classificatória, Michel Platini fez seu primeiro gol em Copas, mas a França seria eliminada após a derrota para a Argentina (2×1). Na mesma chave A, os italianos se classificaram após vitória sobre a Hungria, enquanto Alemanha e Polônia, na chave B, encaminharam suas classificações após vitórias sobre México e Tunísia, respectivamente.

CONFIRA TAMBÉM: Conteúdo exclusivo da Copa do Mundo 2014 – Doentes por Copa.

1982 – Na despedida da preparação em Portugal, visando a Copa da Espanha, o Brasil derrota o time do Amora por 4×0 em jogo-treino.

1986: Em Jalisco, a seleção Brasileira derrota a Argélia por 1×0, gol  de Careca, pela segunda rodada da fase de grupos. O Brasil formou com: Carlos; Edson (depois Falcão), Julio César Edinho e Branco; Elzo, Alemão, Júnior e Sócrates; Casagrande (depois Muller) e Careca. Na surpresa da rodada, ingleses e marroquinos empataram sem gols e a Inglaterra terminou a rodada com a última colocação do grupo F.

2002: na segunda rodada da fase de grupos, os franceses ficaram no 0x0 contra o Uruguai e se complicaram. Senegal e Dinamarca empataram em 1×1 e entrariam na terceira rodada jogando pelo empate para se classificarem. Na chave B, Samuel Eto’o marcou seu primeiro gol em Mundiais e Camarões bateu a Arábia Saudita (1×0).

2009: Nas Eliminatórias do Mundial da África do Sul, o Brasil vence o Uruguai por 4×0, gols de Daniel Alves, Juan, Luis Fabiano e Kaká. Foi a maior vitória brasileira sobre os uruguaios em Montevidéu.

2010: Um tumulto antes do amistoso entre Nigéria e Coréia do Sul, na África do Sul, deixa 15 torcedores feridos.

Curiosidades da data:

–  Em 1962, um empate classificaria o Brasil, mas uma derrota praticamente eliminaria a Seleção, já que bastaria um empate para a Tchecoslováquia se classficar, no dia seguinte, em confronto com o México. Após a vitória, os tchecos, já classificados, acabaram perdendo para os mexicanos.

– Em 06/06/1981, Fiji venceu Taiwan por 2×1, em partida válida pela terceira rodada da Eliminatória conjunta entre Ásia e Oceania. Foi a primeira vitória de uma seleção da Oceania, excluídas Nova Zelândia e Austrália, em Eliminatórias.

– Ainda sobre a OFC, Ilhas Salomão e Austrália empatam por 2×2 em Adelaide. Com o resultado, as duas equipes disputariam a final da Copa das Nações da Oceania e das Eliminatórias da OFC, deixando a Nova Zelândia de fora.

Resultados do dia:

dia6

Comentários

Sergio Rocha é torcedor do Madureira e sempre teve o sonho de escrever sobre esportes em geral, embora tenha optado pela carreira de engenheiro civil. No "currículo", cadernos recheados de resultados esportivos e agendas da década de 90, quando antes da internet acessava rádios de diversos locais do país buscando os resultados esportivos do Acre à Costa Rica. Além de fanático por futebol, é fanático por praticamente todos os esportes, e no tempo livre que sobra sempre busca os últimos resultados esportivos do PGA Tour ou dos futures da ATP. Além disso, coleciona quadrinhos da Disney e é louco por astronomia.