Doentes por Copa – Grécia

  • por Saimon
  • 7 Anos atrás

Grécia

COMO SE CLASSIFICOU:

A seleção grega terminou a eliminatória europeia com ótimo aproveitamento, mas a vaga não foi tão fácil quanto parece. Com oito vitórias em dez jogos, os gregos perderam a primeira colocação do grupo para a Bósnia no saldo de gols, precisando disputar a repescagem.

Os jogos da repescagem foram duros e disputados contra a Romênia. Na ida, em casa, os gregos levaram um susto mas venceram por 3-1, com dois gols de Mitroglou, ídolo local e principal esperança de gols na Copa do Mundo. No jogo de volta, empate por 1-1 e a vaga garantida.

TÉCNICO:

Grécia

ESTATÍSTICAS:

– Em casa, os gregos não perderam nenhuma partida. Foram cinco vitórias e apenas um tropeço contra a Bósnia.

– Jogando em Piraeus, a Grécia sofreu apenas um gol, na partida da repescagem diante da Romênia. Na fase de grupos, nenhum gol sofrido.
– Se a defesa foi segura, o ataque foi econômico: apenas 16 gols marcados nas 12 partidas. No mesmo jogo em que finalmente foram vazados em casa, contra a Romênia, os gregos fizeram pela única vez mais de dois gols em um jogo.
– Dos 23 gregos convocados para a Copa, 12 estiveram na África do Sul, quatro anos atrás.

Camisa titular

Camisa titular

PONTO FORTE:

A experiência pode ser um diferencial para a Grécia superar os fortes e favoritos rivais, e assim passar de fase. Apenas quatro jogadores têm menos de 25 anos, e seis deles passam da casa dos 30, entre eles Karagounis e Katsouranis, campeões da Eurocopa 2004 contra Portugal.

PRINCIPAIS DESTAQUES:

Grécia Samaras Grécia Mitroglou Grécia Karagounis

PONTO FRACO:

O meio de campo é pouco criativo, o que pode fazer o técnico Fernando Santos jogar com uma linha de três jogadores mais defensivos. Usando essa formação, ele montaria um 4-3-3 com três volantes e três atacantes, tendo um buraco entre os dois setores. Uma aposta mais ousada seria a saída de um volante e a entrada de Panagiotis Kone, meia de ligação.

CONFIRA TAMBÉM: Conteúdo exclusivo da Copa do Mundo 2014 – Doentes por Copa.

EQUIPE:

O mais provável é a formação no 4-3-3, com três volantes e três atacantes. O esquema pode mudar com a saída de Mitroglou, que tem problemas físicos e pode chegar em más condições à Copa, e a entrada de um novo meia, com bom passe e visão de jogo para armar.

1010472_Greece

OPINIÃO:

A Grécia entra correndo por fora em seu grupo, mas com totais condições de buscar a segunda vaga. Não deve competir com a Colômbia, mas bate de frente com os inconstantes Costa do Marfim e Japão. Avançar mais do que as oitavas seria uma zebra enorme, até porque, passando de fase, provavelmente teria pela frente Inglaterra, Uruguai ou Itália.

CONVOCADOS:

Goleiros: Orestis Karnezis (Granada/ESP), Panaglotis Glykos (Paok) e Stefanos Kapino (Panathinaikos)
Laterais: Vassilis Torosidis (Roma/ITA), Loukas Vyntra (Levante/ESP), Giorgos Tzavellas (Paok), Jose Holebas (Olympiacos);
Zagueiros: Sokratis Papastathopoulos (Borussia Dortmund/ALE), Yiannis Maniatis (Olympiacos), Vangelis Moras (Hellas Verona/ITA), e Kostas Manolas (Olympiacos);
Meio-campo: Giorgos Karagounis (Fulham/ING), Kostas Katsouranis (Paok), Alexandros Tziolis (Kayserispor/TUR), Yiannis Fetfatzidis (Genoa/ITA), Lazaros Christodoulopoulos (Bologna/ITA), Panagiotis Kone (Bologna/ITA), Panagiotis Tachtsidis (Torino/ITA) e Andreas Samaris (Olympiacos);
Atacantes: Dimitris Salpingidis (Paok), Georgios Samaras (Celtic/ESC), Fanis Gekas (Konyaspor/TUR) e Kostas Mitroglou (Fulham/ING).

Grécia (2)

Comentários

Palmeirense, 23 anos. Acompanha futebol em qualquer canto. Fã da ótima geração belga.