Doentes por Copa – Inglaterra

Inglaterra2

COMO SE CLASSIFICOU:

Mesmo sem convencer, a Inglaterra se classificou em 1º lugar no grupo H. Com apenas a Ucrânia apresentando um real perigo para o English Team, a única dúvida durante as eliminatórias era se os ingleses passariam em primeiro ou em segundo, tendo que disputar a repescagem. Com campanha quase idêntica à dos ucranianos, a seleção comandada por Roy Hodgson acabou em vantagem por apenas um ponto. Além disso, a seleção da Terra Rainha terminou as eliminatórias invicta.

TÉCNICO:

Inglaterra

ESTATÍSTICAS:

A Inglaterra disputou 10 jogos nas eliminatórias, conseguindo 6 vitórias, 4 empates e nenhuma derrota. Marcou, no torneio, 31 gols marcados e sofreu 4.

camisa-ing

Camisa titular

PONTOS FORTES:

A defesa inglesa vem se mostrando muito sólida sob o comando de Hodgson. Durante as eliminatórias, foram apenas 4 gols sofridos em 10 jogos, fazendo dela, junto de Bélgica, Grécia e Ucrânia, a melhor defesa da competição (a Espanha sofreu 3 gols, no entanto jogou 8 partidas). A experiência de jogadores como Gerrard, Lampard e Rooney, também pode ser um importante diferencial para a equipe.

PRINCIPAIS DESTAQUES:

Inglaterra Rooney Inglaterra Lampard Inglaterra Gerrard

PONTOS FRACOS:

A forma pragmática (e chata) de jogar muitas vezes acaba custando caro ao English Team. Um dos atletas que poderia quebrar esse pragmatismo é o atacante Theo Walcott, porém uma lesão em uma partida contra o Tottenham, válida pela Copa da Inglaterra, acabou tirando-o da Copa. Os mais cotados para ocupar a vaga são outros jogadores com “mais ginga”, como Sturridge, que vem se apresentando muito bem pelo Liverpool, e Lallana, que foi um dos destaques da última Premier League jogando pelo Southampton.

CONFIRA TAMBÉM: Conteúdo exclusivo da Copa do Mundo 2014 – Doentes por Copa.

EQUIPE:

A Inglaterra vem fazendo a maioria dos seus jogos numa espécie de 4-1-4-1 com um único centroavante mais avançado. Rooney ora exerce este papel, ora é recuado para ajudar na armação das jogadas e na marcação mais próxima à defesa adversária. O elo entre a defesa e o ataque muitas vezes é Gerrard, volante-armador, sempre mais livre para armar e protegido pelos centrais, como Henderson e Wilshere. Outra função essencial dos meias é fechar bem os espaços nas subidas dos dois laterais, Baines e Johnson, ambos com vocação ofensiva.

1010538_England

OPINIÃO:

A missão da Inglaterra não será nada fácil. O grupo D, que conta com Uruguai, Itália e Costa Rica, é o único com 3 seleções campeãs de Copa do Mundo. O jogo decisivo para os ingleses provavelmente será o da estreia, contra os italianos, em Manaus. Uma vitória nesta e outra na última partida, contra a Costa Rica, seriam excelentes para os ingleses. Entretanto, o confronto mais complicado, ao que tudo indica, será contra o Uruguai, que conta com uma das melhores duplas de ataque da competição: Suarez (que já está acostumado a enfrentar a maioria dos jogadores da Inglaterra) e Cavani.

CONVOCADOS:

Goleiros: Joe Hart (Manchester City), Ben Foster (West Bromwich Albion), Fraser Forster (Celtic/ESC);
Laterais: Leighton Baines (Everton), Glen Johnson (Liverpool), Luke Shaw (Southampton);
Zagueiros: Gary Cahill (Chelsea), Phil Jagielka (Everton), Phil Jones (Manchester United), Chris Smalling (Manchester United);
Meio-campo: Ross Barkley (Everton), Steven Gerrard (Liverpool), Jordan Henderson (Liverpool), Adam Lallana (Southampton), Frank Lampard (Chelsea), James Milner (Manchester City), Alex Oxlade-Chamberlain (Arsenal), Raheem Sterling (Liverpool), Jack Wilshere (Arsenal);
Atacantes: Rickie Lambert (Southampton), Wayne Rooney (Manchester United), Daniel Sturridge (Liverpool), Daniel Welbeck (Manchester United).

 

Inglaterra2

Comentários

Estudante de Redes de Computadores. Fanático por futebol, seja brasileiro ou europeu. Sua preferência, na Europa, é a Premier League.