Doentes por Copa – Itália

  • por Tiago Lima Domingos
  • 7 Anos atrás

Itália

COMO SE CLASSIFICOU:

Os italianos classificaram-se para a Copa do Mundo no Brasil de forma bem tranquila. No Grupo B das Eliminatórias Europeias, ao lado de Dinamarca, Bulgária, República Tcheca, Armênia e Malta, a Itália não encontrou muita dificuldade para bater os rivais. Tal facilidade pode vista na classificação final. Com seis vitórias e quatro empates em dez partidas, os comandados de Cesare Prandelli terminaram a competição de forma invicta.

O ataque anotou 19 gols em 10 partidas, enquanto a defesa sofreu apenas 9. Mario Balotelli foi o principal artilheiro, com cinco bolas nas redes, seguido por Pablo Osvaldo, com 4 tentos marcados. Osvaldo, por sinal, não vem ao Mundial no Brasil por escolha técnica de Prandelli.

TÉCNICO:

Itália

ESTATÍSTICAS:

A ‘Era Prandelli’ teve início logo após o vexame italiano na Copa de 2010. De lá pra cá, a Itália disputou 51 partidas oficiais com 23 vitórias, 18 empates e 10 derrotas. Vale destacar que a maioria das derrotas de Prandelli no comando da Squadra Azzurra aconteceu em partidas amistosas, nas quais o treinador costuma testar uma série de jogadores. Foram 68 jogadores utilizados nesses quase quatro anos de trabalho.

Em partidas por competições oficiais (Eliminatórias Eurocopa 2012, Eurocopa 2012, Copa das Confederações 2013 e Eliminatórias para a Copa do Mundo 2014), a Itália tem um belo aproveitamento, com 19 vitórias, 10 empates e apenas duas derrotas – para a Espanha (4×0), na final da Euro 2012, e para o Brasil (4×2), na fase de grupos da Copa das Confederações 2013. Mario Balotelli é o artilheiro da Era Prandelli, com 12 gols

Nas 51 partidas à frente da Azzurra, média de 1,72 gols marcados e 1,23 gols sofridos.

Camisa titular

Camisa titular

PONTO FORTE:

O ponto forte do time de Prandelli é o jogo coletivo e a solidez da defesa, base da tricampeã Juventus. Com um estilo de jogo que privilegia a posse de bola, o meio campo é formado por volantes modernos – Pirlo, De Rossi, Marchisio e Montolivo, jogadores de ótimo passe e que sabem controlar uma partida. A solidez defensiva é garantida pela presença dos quatro pilares defensivos da Juventus: Buffon, Barzagli, Bonucci e Chiellini.

PRINCIPAIS JOGADORES:

Itália Pirlo Itália Buffon Itália Balotelli

PONTO FRACO:

Não é necessariamente um ponto fraco, mas o ataque da seleção italiana é uma grande dúvida. Tudo porque Balotelli não explodiu. Continua o mesmo jogador talentoso dentro de campo, mas polêmico fora dele. Giuseppe Rossi é outra incógnita, por problemas constantes de graves lesões no joelho. A aposta pode estar no jovem que se destacou na última temporada do Calcio: Immobile. A (justa) volta de Cassano à Nazionale representa o ponto de interrogação do ataque italiano para a Copa do Mundo.

CONFIRA TAMBÉM: Conteúdo exclusivo da Copa do Mundo 2014 – Doentes por Copa.

EQUIPE:

1010496_Italy

OPINIÃO:

a Itália tem um bom time que se mostrou forte nas competições oficiais que disputou. Não é a favorita destacada, mas é uma das, porque apresenta uma base entrosada (Juventus) e um bom jogo coletivo. O ataque pode ser o diferencial (para o bem ou pro mal).

CONVOCADOS:

Goleiros: Gianluigi Buffon (Juventus), Salvatore Sirigu (Paris Saint-Germain/FRA) e Mattia Perrin (Genoa);
Laterais: Ignazio Abate (Milan), Matteo Darmian (Torino), Mattia De Sciglio (Milan);
Zagueiros: Andrea Barzagli (Juventus), Leonardo Bonucci (Juventus), Giorgio Chiellini (Juventus), Gabriel Paletta (Parma);
Meio-campo: Alberto Aquilani (Fiorentina), Antonio Candreva (Lazio), Daniele De Rossi (Roma), Claudio Marchisio (Juventus), Marco Parolo (Parma), Andrea Pirlo (Juventus), Thiago Motta (Paris Saint-Germain/FRA) e Marco Verratti (Paris Saint-Germain/FRA);
Atacantes: Mario Balotelli (Milan), Antonio Cassano (Parma), Alessio Cerci (Torino), Ciro Immobile (Torino), Lorenzo Insigne (Napoli).

Itália (2)

Comentários

Carioca e rubro-negro. Do Rio de Janeiro a Milão. Doente por futebol, é claro. E apaixonado pelo Calcio.