Doentes por Copa – Portugal

  • por Levy Guimarães
  • 7 Anos atrás

Portugal

COMO SE CLASSIFICOU:

A exemplo das Eliminatórias anteriores, Portugal encontrou muitas dificuldades para confirmar a sua classificação. Os lusos caíram em um grupo teoricamente fácil, em que teriam como maior concorrente a Rússia – de resto, Israel seria o adversário mais complicado. Ainda assim, o time tropeçou em partidas em que a vitória era quase certa e se complicou no grupo, terminando na vice-liderança, um ponto atrás dos russos.

Com isso, Portugal teve de ir à repescagem enfrentar a Suécia, em um confronto que colocaria frente a frente Cristiano Ronaldo e Ibrahimovic. Após uma suada vitória pelo placar mínimo no jogo de ida, em Lisboa, com um gol salvador de Ronaldo, o melhor do mundo em 2013 se sobressaiu ainda mais na partida de volta: em uma atuação de gala, fez os três tentos da vitória por 3×2 e garantiu a seleção portuguesa na Copa.

TÉCNICO:

Portugal

ESTATÍSTICAS:

– Ao longo das Eliminatórias, Portugal marcou 24 gols e sofreu 11. O time fez a maioria de seus gols fora de casa (14 de 24), mas também sofreu quase todos atuando fora do país – tomou 9 tentos fora de seus domínios.

Cristiano Ronaldo foi o artilheiro do time, com 8 gols marcados em 10 jogos, seguido de Hélder Postiga, com 6 gols marcados. O zagueiro Bruno Alves também teve destaque no quesito, balançando a rede em 4 ocasiões.

– Até a 7ª rodada, Cristiano Ronaldo só havia feito um mísero gol nas Eliminatórias, justamente na estreia. Voltou a marcar apenas na 8ª rodada, fazendo três gols na vitória sobre a Irlanda do Norte. Porém, quando a equipe mais precisou, ele compareceu: balançou a rede por 4 vezes no confronto contra a Suécia, pela repescagem.

– O atual melhor do mundo foi, também, o jogador que tomou mais cartões amarelos entre todos os que se classificaram para a Copa no continente europeu. Foram cinco ao todo.

– Além do goleiro Rui Patrício, João Moutinho atuou por todos os minutos em que Portugal esteve em campo pelas Eliminatórias. Só ele e o islandês Sigurdsson conseguiram tal feito entre os jogadores de linha.

Camisa titular

Camisa titular

PONTO FORTE:

É inevitável destacar Cristiano Ronaldo como a maior arma do time português. Vivendo uma fase iluminada, o “gajo” vem mostrando, tanto no clube como na seleção, que tem um poder de decisão imenso. Uma bola que sobre com um pouco de espaço pode resultar numa finalização certeira ou em uma assistência para gol. Também vale destacar o bom entrosamento entre a trinca formada por Miguel Veloso, Raul Meireles e João Moutinho no meio, que dão solidez ao time, e a capacidade de a equipe se fechar bem contra as grandes seleções.

PRINCIPAIS JOGADORES:

Portugal Pepe Portugal Moutinho Portugal Cristiano Ronaldo

PONTO FRACO:

A dependência de Cristiano Ronaldo é um problema sério para os portugueses. Nos jogos contra a Suécia, viu-se que, sem a participação efetiva dele, o time tem grande dificuldade para criar chances de gol e rematar com perigo. Quando Ronaldo não tem uma boa atuação, o ataque se torna muito pouco eficiente.

CONFIRA TAMBÉM: Conteúdo exclusivo da Copa do Mundo 2014 – Doentes por Copa.

EQUIPE:

O time titular que disputará a Copa do Mundo,  no 4-3-3, é praticamente o mesmo que atuou pela Euro 2012 – o que por um lado é bom, pois possibilita um maior entrosamento entre os jogadores, mas também evidencia a escassez de boas opções no banco. Os portugueses exploram bastante as jogadas pelos flancos através de Cristiano Ronaldo e Nani (com a opção de entrada de Quaresma, que fez um grande semestre pelo Porto), sempre com o auxílio dos dois laterais. Outra peça essencial para o funcionamento da equipe é João Moutinho, jogador de grande movimentação pelo meio que descola passes importantes, retém a bola no campo de ataque e participa de triangulações. Outro recurso a se destacar é a bola aérea, na qual Pepe e Bruno Alves são sempre um perigo para o adversário.

1010502_Portugal

OPINIÃO:

A performance da seleção portuguesa está estritamente ligada à de seu principal jogador. Caso Cristiano Ronaldo chegue ao Brasil ainda em grande forma, Portugal pode avançar pelo menos até às quartas de final, podendo fazer jogo duro contra uma grande seleção e, quem sabe, beliscar algo a mais. Mas antes, vai ter de trabalhar muito caso queira superar Gana e EUA na disputa pelo 2º lugar do grupo G.

CONVOCADOS:

Goleiros: Beto (Sevilla/ESP), Eduardo (Braga) e Rui Patrício (Sporting);
Laterais: André Almeida (Benfica), Fábio Coentrão (Real Madrid/ESP), João Pereira (Valencia/ESP);
Zagueiros: Bruno Alves (Fenerbahçe/TUR), Neto (Zenit/RUS), Pepe (Real Madrid/ESP) e Ricardo Costa (Valencia/ESP);
Meio-campo: João Moutinho (Monaco/FRA), Miguel Veloso (Dínamo de Kiev/UCR), Raul Meireles (Fenerbahçe/TUR), Rúben Amorim (Benfica) e William Carvalho (Sporting) e Nani (Manchester United/ING);
Atacantes: Cristiano Ronaldo (Real Madrid/ESP), Éder (Braga), Hélder Postiga (Lazio/ITA), Hugo Almeida (Besiktas/TUR), Rafa (Braga), Varela (Porto) e Vieirinha (Wolfsburg/ALE).

Portugal (2)

Comentários

Estudante de Jornalismo e redator no Placar UOL Esporte, belo-horizontino, apaixonado por esportes e Doente por Futebol. Chega ao ponto de assistir a jogos dos campeonatos mais diversos e até de partidas bem antigas, de décadas atrás.