Grandes de São Paulo no Brasileiro 2014

  • por Lívio Manzano Galdeano
  • 5 Anos atrás

Após um Campeonato Paulista marcado pelo mau desempenho dos grandes do estado, que culminou com o título do Ituano, os torcedores das maiores forças de São Paulo estavam preocupados com o que seria de seus times no Brasileirão. Porém, no período pré-Copa do campeonato, os paulistas se saíram melhor do que o esperado e se encontram nas dez primeiras posições do torneio. Confira a situação de cada um deles:

Corinthians – 3º colocado

O Corinthians foi a equipe que passou por maior vexame no Paulistão ao ser eliminado ainda na primeira fase e terminando o campeonato atrás de Ituano e Botafogo-SP em seu grupo. O lado positivo foi que, com isso, o time teve mais de um mês só de treinamentos até o início do Brasileiro. A defesa, que há tempos é o ponto forte alvinegro, continua sendo pouco vazada e possui os melhores números ao lado de Santos e Grêmio, com apenas cinco gols tomados. O ataque, entretanto, não empolga e tem apenas onze gols marcados. O Timão poderia estar mais bem colocado no Brasileiro se não fosse a corriqueira prática de recuar o time após fazer 1×0 e ceder o empate no final do jogo, como nas partidas contra São Paulo, Atlético-PR e Botafogo. Apesar dos problemas, conta com um bom elenco, que será reforçado com as chegadas de Lodeiro, Elias e Angel Romero.

 

São Paulo – 4º colocado

O tricolor  também fez um campeonato estadual abaixo das expectativas e foi eliminado nas quartas de final pela Penapolense. A equipe passa longe de ter a solidez defensiva marcante na carreira do técnico Muricy Ramalho; trata-se, na verdade, do seu ponto mais fraco, sendo a terceira defesa mais vazada do campeonato com doze gols sofridos. Ofensivamente, o São Paulo está funcionando bem, contando com o bom desempenho de Ganso, Osvaldo e Luis Fabiano, e poderia até estar melhor se Alexandre Pato estivesse em boa fase. Por enquanto, o único reforço certo para a sequência do campeonato é o do atacante Alan Kardec, mas tanto a diretoria quanto a torcida esperam contar com novos nomes no sistema defensivo, que atualmente é uma peneira.

 

Santos – 9º colocado

Gabigol é o destaque santista até o momento (Foto: Ricardo Saibun/Divulgação Santos FC)

Depois de fazer uma primeira fase de campeonato paulista muito boa, a equipe do litoral perdeu o título nos pênaltis para o Ituano. Alguns jogadores passaram a ser mais questionados, como é o caso de Leandro Damião, que até agora não mostrou valer sequer 10% do valor gasto em sua contratação. O time teve desempenho oscilante nesse início de torneio e perdeu um de seus principais jogadores, o meia Cícero. Porém, o Santos conta com o talento de Gabigol, artilheiro santista no ano, com a volta à boa fase do volante Arouca e com uma defesa que vem atuando bem e terá o promissor Gustavo Henrique de volta no segundo semestre. No entanto, é sabido que o elenco atual dificilmente poderá alcançar algo neste Brasileiro – mesmo uma vaga na Libertadores depende da chegada de reforços de maior qualidade.

 

Palmeiras – 10º colocado

Técnico Ricardo Gareca é o grande reforço palmeirense para a continuidade do Brasileirão (Foto: Fábio Menotti/Ag. Palmeiras/Divulgação)

Eliminado pelo Ituano na semi do Paulista, o Palmeiras entrou no campeonato tentando esquecer os problemas sofridos nos últimos anos. Porém, a campanha ruim nos primeiros jogos do Brasileiro e a derrota para o Sampaio Corrêa na Copa do Brasil levaram à demissão do técnico Gilson Kleina. Além disso, depois de uma demorada negociação, perdeu seu maior destaque, o atacante Alan Kardec, para o rival São Paulo. O interino Alberto Valentim conseguiu uma sequência boa de resultados que deram um alívio à equipe, que precisa passar por melhorias no ataque e na defesa. A principal esperança do torcedor palmeirense passa agora pelo trabalho do treinador recém-contratado Ricardo Gareca, que possui resultados excelentes treinando o Vélez Sarsfield, da Argentina. O Palmeiras provavelmente passará o seu centenário sem conquistar um título, mas não deverá voltar ao pesadelo da série B pela terceira vez.

Comentários

Advogado, são paulino e fanático por futebol e fórmula 1.