Os esquecidos por Felipão

ESQUECIDOS CAPA

Convocação de Seleção Brasileira vocês sabem como é, Doentes. Por melhor e mais coerente que seja feita, sempre acabam sobrando nomes que alguém cobra por terem ficado de fora. Quando se trata de convocação para Copa do Mundo, então, aí pode contar que a polêmica tende a aumentar até a enésima potência, não concordam? Um bom sinal em relação à convocação de Felipão para a Copa de 2014 é que não houve nenhuma grande ausência sentida, nenhuma comoção nacional como a de Romário em 2002 ou Neymar e Ganso em 2010.

Porém, em se tratando de Brasil, sempre há mais opções do que vagas dentro do grupo dos 23 escolhidos. Existem alguns nomes que, no mínimo, deveriam ter sido testados por Felipão e outros que, sem sombra de dúvida, tinham vaga certa na Copa que se inicia dia 12. Vamos a eles:

.

DIEGO ALVES (VALÊNCIA)

DIEGO ALVES

O melhor goleiro brasileiro em gramados europeus – não há melhor forma de descrever a temporada feita por Diego Alves em 2013/2014. O arqueiro do Valência reconquistou sua titularidade em dezembro do ano passado, com a chegada do treinador Juan Antonio Pizzi, e, com a sequência de jogos, voltou a exibir seu melhor futebol debaixo das traves. Grande especialista em pegar pênaltis (detentor de média de 48% de cobranças defendidas), Diego merecia ao menos ter sido mais testado por Scolari. O goleiro foi chamado apenas na estreia do treinador na Seleção contra a Inglaterra. Nitidamente, é questão de preferência pessoal, já que Julio Cesar, jogador do Toronto, viveu um momento muito mais conturbado e jogou pouco pelo Queens Park Rangers antes de se transferir para o futebol canadense, mas nem por isso foi deixado de lado pelo técnico brasileiro.

Confiram Diego em ação contra o Real Madrid de Cristiano Ronaldo em pleno Bernabéu. O Valência só saiu com o empate graças às excelentes defesas operadas pelo goleiro. Note a frustração de Ronaldo ao ter “gols certos” defendidos pelo arqueiro. Foi uma exibição de gala:

.

Leia mais: Diego Alves, o monstro da marca penal

.

MIRANDA (ATLÉTICO DE MADRID)

MIRANDA1

O “quarto zagueiro”, O termo utilizado por Michel Costa no artigo em que defende a convocação do colchonero, resume tudo. Se Thiago Silva, David Luiz e Dante são nomes inquestionáveis na a zaga da seleção, faltou o quarto zagueiro, que, sem dúvidas deveria ter sido Miranda. O defensor formou com Godín uma das melhores duplas de zaga do futebol europeu na última temporada. Não à toa o Atlético de Madrid foi a defesa menos vazada do Campeonato Espanhol e chegou à final da Champions League sem perder um jogo sequer. Antes da final contra o Real Madrid, o Atlético só havia levado no máximo 1 gol por partida na Champions. Miranda certamente fez uma temporada infinitamente melhor do que Henrique do Napoli, o escolhido de Felipão. Por sinal, Henrique tem sido mais utilizado no Napoli na lateral direita do que na zaga, sua posição de origem. Miranda merecia mais.

.

Leia mais: O quarto zagueiro

.

FILIPE LUIS (ATLÉTICO DE MADRID)

FILIPE LUIS

Filipe Luis, companheiro de Miranda em uma das defesas mais seguras da Europa na última temporada, também é um atleta que no mínimo deveria ter sido mais testado na seleção. O próprio lateral reclamou, em entrevista à ESPN, acusando Felipão de não ter critério em suas convocações:

“Não tenho dúvidas de que mais jogadores mereciam. Mas, como eu falei, não tem um critério claro. Então talvez não vão os que merecem, simplesmente vão os que o treinador quer convocar. Por isso não depende muito do que você está fazendo no campo, depende de um cara que está mandando e que está tentando levar o que ele quer, o melhor pra ele … A seleção nesse momento não tem um critério, e não falo por mim, falo por outros jogadores. O Miranda realmente foi o melhor zagueiro da Europa neste ano”.

Neste caso, concordo com Filipe. Maxwell é um bom lateral, porém Filipe tem se destacado em alto nível faz um bom tempo. Tanto que, em 2010, só não jogou na África do Sul por causa de uma perna quebrada que o tirou da seleção de Dunga. O lateral esquerdo está na nossa lista de melhores do ano do Campeonato Espanhol e acredito que na de muita gente também.

.

Leia mais: Especial La Liga 13/14: Melhores do ano

.

FERNANDO (PORTO)

FERNANDO PORTO

Fernando é o volante brasileiro de carreira mais regular no futebol europeu. Pode parecer estranho, mas é verdade. Desde a temporada 2009/2010, ele vem jogando pelo Porto e sempre se destacando. O volante foi peça-chave nos títulos nacionais, na conquista da Liga Europa na temporada 2009/2010 e de três Taças de Portugal. Atualmente, é a figura mais destacada do meio-campo dos dragões, sendo um dos grandes responsáveis pelo Porto ter tido, nas últimas temporadas, a melhor defesa de Portugal e, estatisticamente, uma das melhores da Europa. Não é à toa que clubes como Manchester City, Manchester United, PSG, Liverpool, Inter de Milão e Chelsea já tentaram levar o atleta. Nesta janela, parece que finalmente o City vai conseguir tirar Fernando do Porto. O Polvo é tão valorizado em Portugal que a Federação Portuguesa de Futebol tentou naturalizá-lo para que disputasse a Copa de 2014 pelo selecionado de Paulo Bento. O pedido foi negado pela FIFA, felizmente para o Brasil; resta saber se o jogador será aproveitado. Temos ótimas opções de volantes no Brasil: Paulinho, Luiz Gustavo, Fernandinho, Hernanes e Ramires dão conta do recado. Mas, como Lucas Leiva e Arouca chegaram a ser testados por Felipão, Fernando merecia ter tido chances com a camisa da seleção.

 Confiram Fernando em ação e vejam porque os portugueses tentaram naturalizá-lo para a Copa de 2014:

https://www.youtube.com/watch?v=mnUn5nDzpJs

https://www.youtube.com/watch?v=FdAHDC_ZS_A

.

Leia mais: O Polvo mais cobiçado da Europa

.

PHILIPPE COUTINHO (LIVERPOOL)

COUTINHO

Coutinho é o camisa 10 do time que praticou o futebol mais vistoso da Premier League 2013 /2014. Se não foi o jogador mais importante da equipe, posto de Luis Suárez, o meio-campista foi uma ótima engrenagem na máquina montada por Brendan Rogers. Desde quando se transferiu para o Liverpool, ainda na temporada 2012/2013, Philippe mostrou em gramados europeus aquele futebol que o credenciava, juntamente com Neymar, como jogador mais promissor de sua geração. Se Jadson e Osvaldo tiveram chances dadas por Felipão na seleção, Willian ganhou a vaga nas últimas 3 convocações para amistosos e Bernard garantiu a convocação mesmo sendo reserva no Shakhtar, Coutinho, no mínimo, merecia ter sido testado. Aliás, arrisco dizer que o meia apresentou futebol para ter vaga certa nesta Copa. O garoto dos Reds jogou muito e merecia desfilar seu talento em gramados brasileiros pelo mundial.

Confira um resumo da temporada de Coutinho:

Atualização (25/06/2014): Entrevistado no programa “Bate Bola” Coutinho afirma, entre outras coisas, que se tivesse sido convocado após ter sido contratado pelo Liverpool, ele teria mais chances de se firmar na seleção, e que quando estava na Inter de Milão ele ainda não estava pronto até pelo fato de jogar poucas partidas na Itália:

.

Leia mais: COUTINHO MERECE SELEÇÃO BRASILEIRA

.

ROBERTO FIRMINO (HOFFENHEIM)

FIRMINO

Antes de falar diretamente em Firmino, pensemos num nome mais popular, mais familiar: Marco Reus. Reconhecido como craque, certo? Melhor jogador da Bundesliga e tudo mais, 16 gols e 14 assistências no campeonato. E se eu te dissesse que um brasileiro praticamente igualou Reus em gols e assistências no difícil Campeonato Alemão jogando por uma equipe que terminou na modesta nona posição? Este é Roberto Firmino. O talentoso meia-atacante marcou 16 gols e deu 12 assistências na Bundesliga, deixando para trás nomes muito mais badalados, como Franck Ribéry, Mario Götze, Thomas Müller e afins. Firmino foi votado como segundo melhor jogador da Bundesliga, perdendo apenas para Reus, em eleição popular aberta no site oficial do campeonato. Difícil aceitar que um cara desses não tenha sido nem ao menos testado na seleção:

.

https://www.youtube.com/watch?v=er-GdWLW5F4

.

Leia mais: Roberto Firmino e sua grande temporada

Leia mais: Seleção da Bundesliga 2013/2014

.

DIEGO COSTA (ATLÉTICO DE MADRID)

DIEGO COSTA

O melhor atacante brasileiro da temporada. 27 gols no Campeonato Espanhol em 35 disputados, 8 gols em 9 partidas pela Champions League e um belo reforço para a fúria espanhola. Diego alega que se ressente por não ter sido considerado por Felipão como opção para o ataque do Brasil até ter sido convocado por Del Bosque:

“Scolari nunca me telefonou. O único técnico que me ligou foi o Del Bosque, que mostrou interesse em mim, me convidou para uma refeição e me fez perceber que eu estava nos planos dele.”

No mínimo foi falta de visão de Scolari não ter testado o atacante do Atlético de Madrid desde que assumiu a seleção. O matador colchonero desde o início da temporada 2013/2014 vinha disputando com Messi e Cristiano Ronaldo a artilharia do Campeonato Espanhol. Somando-se a isso a total falta de opções qualificadas no ataque da seleção, fica difícil digerir o fato de que Diego Costa teve apenas 35 minutos de jogo nas partidas contra Russia e Itália para mostrar seu futebol. O ataque sempre foi a maior dor de cabeça de Felipão. Fora Fred, titular incontestável do ponto de vista técnico, não há um reserva confiável. Luis Fabiano e Damião foram testados e quebra o galho, mas não dá para compará-los ao que Diego Costa vem apresentando em campo.

Diego teria vaga fácil no grupo dos 23 convocados, quiçá até “roubaria” a titularidade de Fred.

https://www.youtube.com/watch?v=u42-Cth6CoE

Comentários

Diretor no DPF desde 2012 e criador da coluna "Olho Nele!".