A alegria, a tristeza e o alento

  • por Eduardo Jenisch Barbosa
  • 7 Anos atrás
Foto: Assessoria CBF - David Luiz é um dos destaques da Seleção

Foto: Assessoria CBF – David Luiz é um dos destaques da Seleção

O Brasil teve uma atuação convincente e segura até a metade do segundo tempo. A principal falha da equipe até as quartas de final, a falta de um meio de campo que conseguisse trocar passes com eficiência, se não foi totalmente resolvida, diminuiu consideravelmente. A bola ficou mais em nossos pés e o controle territorial de uma partida passa essencialmente por este aspecto.

A bola parada, sim, ela ganha jogo meus amigos. E as equipes de Felipão sempre foram fortes neste fundamento. Agora o processo foi inverso do 1-0 sobre o Chile. David Luiz brigou na primeira trave e Thiago Silva desviou com o joelho para abrir o placar. A joelhada na bola, a da alegria. Desabafo justo do capitão na celebração. O choro, em nenhum segundo, atrapalhou o seu desempenho.

Seguimos melhores na partida, mantendo a vantagem com autoridade, até que David Luiz fez um dos mais belos gols deste Mundial. Que cobrança de falta espetacular. E o jogador merecia. Com uma mistura de garra, carisma e, claro, ótimo futebol, vem sendo um dos principais destaques da competição.

Maicon, que entrou muito bem, teve a sua falha ao errar passe bobo no meio campo. Erro que culminou no pênalti bem batido por James Rodriguez, meia extremamente talentoso e que, com Cuadrado, formou uma dupla espetacular no bom time da Colômbia. Ambos foram bem marcados pelo Brasil.

Houve um sufoco no final, mas sem dramas, estávamos ganhando da maior sensação da Copa até o momento. As dificuldades eram esperadas. Mas o essencial foi que, na hora do vamos ver, o Brasil de Felipão mostrou força, espírito vencedor e conquistou um grande resultado. Estamos na semifinal!

Foto: Assessoria CBF - Triste adeus ao Mundial

Foto: Assessoria CBF – Triste adeus ao Mundial

Nos últimos instantes da partida, teve a joelhada da tristeza. Zuniga foi maldoso e, em uma disputa pelo alto, atingiu de forma desnecessária Neymar nas costas, acabando de forma cruel com o sonho de um moleque de 22 anos. Nosso craque está fora da Copa do Mundo.

Agora vamos ter que demonstrar ainda mais força. O alento é que, em situações como esta que está se pintando, diante de uma forte Alemanha, Felipão é mestre em vencer no coração e na alma. Os jogadores vão comer a grama. Agora virou questão de honra. Seremos hexa!

Foto: Assessoria CBF - Vai ser ao estilo Felipão de viver

Foto: Assessoria CBF – Vai ser ao estilo Felipão de viver

Avaliações:

Júlio César
Seguro quando exigido. Teve sua parcela de culpa no pênalti. Nota: 7

Maicon
Entrou muito bem, mas falhou gravemente no gol da Colômbia. Nota: 6

Thiago Silva
Atuação grandiosa. Um amarelo bobo, que o tirou da semifinal. Nota: 8

David Luiz
Melhor da partida, marcação incansável e um golaço. Nota: 9

Marcelo
Regular, mas sem grande destaque. Nota: 6

Fernandinho
Muito bem na marcação e na saída de bola. Nota: 8

Paulinho
Boa atuação, melhorou em relação às anteriores. Nota: 7

Hernanes
Cumpridor. Nota: 6

Oscar
Na parte defensiva, muito bem. Na ofensiva, ainda deixa a desejar. Nota: 6

Neymar
Atuação inconstante. Nota: 6

Henrique
Cumpriu seu papel nos poucos minutos em campo. Nota: 6

Hulk
O que mais tentou no ataque. Mas de novo ineficiente. Nota: 6

Ramires
Cumpridor na sua função. Nota: 6

Fred
Segue mal. Hoje ajudou mais na defesa. Nota: 5,5

Felipão
Hoje acertou em cheio ao sacar Daniel Alves. Mostrou coragem. Nota: 8

Comentários