Calendário das Copas – 16 de julho

  • por Edson Vinicius
  • 5 Anos atrás
Ghiggia faz o segundo gol uruguaio e cala o Maracanã em 50 (Reprodução)

Ghiggia faz o segundo gol uruguaio e cala o Maracanã em 50 (Reprodução)

Nesse dia houve 8 jogos em 4 Copas do Mundo. Destaque absoluto para a derrota brasileira no jogo decisivo de 50.

1930: Pela fase de grupos, o Chile derrota o México.

1950: Na última rodada do quadrangular final, o Brasil, que precisava apenas do empate para conquistar o título, é derrotado de virada pelo Uruguai por 2×1, e vê o adversário sagrar-se bicampeão mundial. A Seleção atuou com: Barbosa; Augusto e Juvenal; Bauer, Danilo e Bigode; Friaça, Zizinho, Ademir, Jair e Chico. Friaça marcou o gol brasileiro, e Schiaffino e Ghiggia viraram o marcador. Na outra partida, a Suécia vence a Espanha e termina em terceiro lugar.

[youtube id=”iLfUSwqmjjU” width=”620″ height=”360″]

1966: Pela fase inicial, os soviéticos batem os italianos, os portugueses vencem os búlgaros e os ingleses derrotam os mexicanos. Ainda houve o empate sem gols entre argentinos e alemães ocidentais.

1994: Na disputa do terceiro lugar, goleada da Suécia sobre a Bulgária.

[youtube id=”zAQHwdiwse4″ width=”620″ height=”360″]

Curiosidades da data:

-Oficialmente 173.850 pessoas estiveram na decisão de 50. Mas estima-se que mais de 205.000 mil pessoa presenciaram a derrota brasileira, no episódio que ficou conhecido o Maracanazo. Foi o único jogo decisivo de uma edição do torneio que não foi propriamente uma final, já que houve um quadrangular entre as seleções classificadas na primeira fase. Mas o desempenho de Brasil e Uruguai nessa etapa da Copa tornou o jogo entre os dois na última rodada um confronto direto pelo título, já que Suécia e Espanha já não tinha mais chances de conquistá-lo. O goleiro Barbosa foi injustamente considerado o grande culpado da perda da Taça, por ter supostamente falhado no segundo gol uruguaio, e carregou esse fardo até o dia de sua morte, 50 anos depois.

-O brasileiro Zizinho foi eleito o melhor jogador da Copa de 50. O também brasileiro Ademir Menezes foi o artilheiro com nove gols.

-Em 94 aconteceu a maior diferença de gols numa disputa de terceiro lugar em Mundiais.

RESULTADOS DO DIA:

Copa 30 (primeira fase):
-Chile 3×0 México

Copa 50 (quadrangular final):
-Uruguai 2×1 Brasil
-Suécia 3×1 Espanha

Copa 66 (primeira fase):
-União Soviética 1×0 itália
-Portugal 2×1 Bulgária
-Inglaterra 2×0 México
-Argentina 0x0 Alemanha Ocidental

Copa 94 (decisão do terceiro lugar):
-Suécia 4×0 Bulgária

Comentários

Médico clínico geral e geriatra, apreciador do bom futebol, doente pelo Flamengo e viúva de Zico!