Galácticos 2.0

  • por Lulu
  • 5 Anos atrás

O Real Madrid é soberbo por ser soberbo, parece a criança do dono do mundo quando encontra um brinquedo novo e diz “eu hei de comprar”. Busca possuir por pura ambição, marketing e fome de encanto; megalomania em prol de fantasia! Os novos galácticos transcenderam o status, agora formam os intergalácticos da constelação cosmopolita de sonhos reais. Um português (CR7), um galês (Bale), um francês (Benzema), um croata (Modrić), um alemão (Kroos) e um colombiano (James), à la Fifa Soccer do Playstation 4, comandam o que a tática contraria defensivamente.

CR7, Kroos, Benzema, James, Bale | Foto: ilustração

CR7, Kroos, Benzema, James, Bale | Foto: ilustração

Todavia, como atacar o ataque? O que é lindo no papel pode ser belo também em campo. Carlo Ancelotti é macaco velho, tirava leite de pedra no Milan, iniciou o processo de engrandecimento do PSG e já conquistou troféus treinando o gigante espanhol. Manusear vaidades sem “Mourinhonizar” a postura é seu lema. Sim, problema bom é problema repleto de soluções.

O vislumbrar da gloria reprisada deve ser iniciada com a confiança em órbita, o time que aspira isso é o atual campeão da UCL, encabeçado pelo detentor da última Bola de Ouro. O clube mais poderoso do planeta pode pecar por ostentação, mas nunca por omissão. Os doentes por futebol concordam, resta ao Barcelona ter peito para segurar o tsunami madrilenho, que tem plantel de vitrine.

Comentários

Homem garoto de convicções grisalhas formado em Ciência da Menstruação, Agronomia Espacial, Lirismo Marginal e Terapia Libidinosa. Com repertório vocacional fincado em irreverência, improviso, cinismo lúdico e boleiragem plena.