Noite de estreias

O ‘Clássico da Saudade‘ da noite desta quinta-feira (17), realizado na Vila Belmiro, não foi marcado apenas pela estreia de Ricardo Gareca no comando do Palmeiras, mas também por outras duas no lado do Santos. Os jovens Bruno Uvini (23 anos) e Alison (21) marcaram o primeiro gol de suas respectivas carreiras como jogadores profissionais, dando assim a vitória para o Peixe pelo placar de 2 a 0.

Revelado nas categorias de base do São Paulo, Bruno, que já joga há quatro anos como profissional, tem uma carreira curiosa. Embora tenha em seu currículo passagens por dois clubes internacionais – Siena e Napoli, sendo que veio para o Peixe emprestado pelo clube napolitano -, o zagueiro acumula como profissional apenas 411 minutos jogados – contando o jogo contra o Palmeiras -, o que dá pouco mais de quatro jogos e meio disputados ao todo.

Contra o Palmeiras, Uvini fez pela primeira vez na carreira uma partida completa – jogou do começo ao fim (saiu aos 47 do segundo tempo) – e mostrou-se peça-chave para a vitória santista, não só por ter marcado seu primeiro gol, mas também mostrando segurança no setor defensivo e ganhando boa parte de suas disputas de bola, o que provavelmente o credenciará a começar como titular no próximo jogo do Peixe, contra o Fluminense, no Raulino de Oliveira.

Embora seja dois anos mais novo que Bruno, Alison possui mais cancha que seu companheiro, tendo sido titular do Peixe no último Brasileirão – quando o time da Vila ainda era comandado por Claudinei Oliveira -. Porém, pouco participou do Paulistão deste ano, por se recuperar de uma lesão no púbis e também de uma mialgia na coxa esquerda.

Fruto da base do Santos, Alison, que estreou pelo profissional da pior forma possível – rompeu todos os ligamentos do joelho esquerdo no jogo contra o Cruzeiro, em 2011 -, pôde viver nesta noite de quinta-feira sua maior alegria como profissional, ajudando sua equipe a vencer esse importante duelo frente a um grande rival.

Confira os gols de Santos 2×0 Palmeiras:



Com a vitória, a equipe comandada por Oswaldo de Oliveira ganhou cinco posições e assumiu a 5ª colocação da tabela, enquanto os palmeirenses despencaram uma e agora estão no 12º lugar. Ao contrário de Bruno Uvini e Alison, que ‘estrearam’ as redes como profissionais, Ricardo Gareca não teve a mesma sorte.

Estrear em um clássico não é uma missão das mais fáceis e o comandante alviverde acabou falhando em seu primeiro desafio, mas esta derrota em nada abalará a confiança e o projeto que o argentino, aos poucos, começa a praticar em sua nova equipe.

Comentários

Estudante de Jornalismo. Foi editor de futebol alemão e holandês na VAVEL Brasil e cofundador da VAVEL Portugal. É blogueiro do Bayern no ESPN FC (projeto da ESPN Brasil) e completamente Doente por Futebol.