A emocionante carta da família Jarque a Andrés Iniesta

Foto: reprodução - Homenagem de Iniesta ao Dani Jarque.

Foto: reprodução – Homenagem de Iniesta ao Dani Jarque.

Dessa cena, todos os doentes por futebol se lembram bem. Ao receber o passe de Fàbregas e marcar o gol no Soccer City Stadium, em Joanesburgo, Andrés Iniesta fez explodir cada uma das comunidades autônomas do país com o gol que, depois de mais de 100 minutos de futebol, selou o primeiro título mundial espanhol.

Mas em meio à festa e ao furor da inédita conquista, uma família chorava e se emocionava mais do que todas as outras. Martina e Jessica, esposa e filha do zagueiro Dani Jarque, falecido meses antes, tiveram todas as razões para sentir mais do que os outros: afinal, viram seu querido esposo e pai receber uma homenagem do próprio autor do gol. Uma cena inesquecível para todo o mundo do futebol, e especialmente para as duas.

Foto: reprodução: Dani Jarque pelo Espanyol.

Foto: reprodução: Dani Jarque pelo Espanyol.

Para agradecer o gesto do camisa 8 do Barcelona, as duas assinaram, pouco antes do início da Copa de 2014, uma carta na qual mostram todo o seu carinho para com ele. Leia a tradução – e tente não se emocionar:

Andrés,

Como você já sabe, há dias ou situações que ficam gravadas no mais profundo de nossas almas, seja porque nos vemos envolvidos pela dor, ou pela alegria, ambas capazes de nos fazer chorar. O que vivemos é o que nos faz ser como somos…

Você foi uma pessoa muito especial na vida de Dani, porque ele também sentia assim e isso foi o que ele tentou nos transmitir. Se eu pudesse relembrar momentos que têm a ver contigo, todos eles poderiam me furtar um sorriso.

Lembro-me daquele 11 de julho de 2010, quando, ainda não sei por que, algo me fez sentar em frente a uma TV à que eu não assistia havia meses. Ainda tentando superar a situação a que um dia a vida me sujeitou… pressentia que algo bonito estava por chegar. Longe do futebol e do mundo em geral, consegui me concentrar na partida e, finalmente, me emocionar e chorar com a sua dedicatória. Não saberia lhe dizer por que… são essas coisas inexplicáveis, mas alguns segundos antes, consegui pressentir o que ia acontecer. Cobri meus olhos com as mãos e comecei a chorar antes mesmo do gol, e posteriormente sua dedicatória… Sentimentos à flor da pele, que só pessoas com uma sensibilidade especial como você são capazes de conseguir.

Nunca me cansarei de te agradecer pela imensidão de seu coração, pela sua postura de sempre, sua humildade, predisposição e por ser sempre o melhor dos exemplos; um espelho em que muitos deviam se mirar.

Como as pessoas, também há momentos na vida que são especiais: seguramente você ainda se arrepia quando lembra da primeira vez em que teve Valeria (filha de Iniesta) nos teus braços… agora*, se aproxima outro desses momentos únicos a nível profissional e queremos que saiba que, mesmo na distância, sempre estamos com você.

Dani aprendeu que a “sorte” é algo que não se pode ter, que não existe, e por isso ele nunca a buscou… por isso, não vamos desejar sorte, simplesmente desejamos com todas as nossas forças que você desfrute de cada segundo dessa experiência inesquecível que terá* oportunidade de desfrutar. Ao final, são as “sensações” que ficam…

Enviamos um abraço muito especial a você, Anna (esposa) e Valeria.

*Lembrando: a carta foi escrita antes do Mundial do Brasil.

Foto: reprodução - Dani Jarque e Iniesta.

Foto: reprodução – Dani Jarque e Iniesta.

Comentários

Jornalista recifense, sócio-diretor do Doentes por Futebol, editor da Revista Febre. Curioso observador de tudo o que cerca o futebol brasileiro e internacional.