A grande chance de Marco Silva

  • por Levy Guimarães
  • 7 Anos atrás

Afirmação.

Talvez nenhuma outra palavra traduza tão bem o que o Sporting almeja na temporada 2014/2015. Afirmação como um time novamente forte para disputar o título português – e, por que não, conquistá-lo após 13 anos de jejum – e afirmação de jovens talentos como William Carvalho e Carlos Mané. Afinal, o clube lisboeta vem de um 2013/2014 acima das expectativas, fazendo ótima campanha no Campeonato Português e retornando à UEFA Champions League. Agora, quer mostrar que continua no caminho certo para definitivamente voltar a ser grande em Portugal.

Mas também será uma temporada de afirmação para o técnico Marco Silva, que vai ter a missão de dar continuidade ao ótimo trabalho iniciado por Leonardo Jardim, que agora treina o Monaco. E, acima de tudo, a oportunidade de mostrar por que é um dos treinadores mais badalados do futebol português nos últimos anos.

Foto: A Bola - Marco Silva tenta o salto na carreira pelo Sporting

Foto: A Bola – Marco Silva tenta o salto na carreira pelo Sporting

Marco Silva começou a atuar como técnico em 2011, ainda aos 34 anos, imediatamente após se aposentar da carreira de jogador. No Estoril Praia, mesmo clube que defendia como lateral direito, assumiu primeiro o cargo de diretor de futebol, mas logo no início da temporada 2011/2012, foi colocado a cargo do comando técnico da equipe amarela, que disputava a Segunda Liga. Já ali, se mostrou um técnico extremamente promissor.

Logo no primeiro ano, conduziu o time ao título da 2ª divisão, perdendo apenas três partidas das 24 que disputou e sendo eleito o melhor treinador do certame. Já em 2012/2013, o desafio de disputar a elite por um clube recém-promovido não parecia tão difícil assim: com um 5º lugar e uma das melhores campanhas de um time vindo da segundona, Marco Silva levava o Estoril pela primeira vez a Liga Europa. Além disso, conseguiu alguns resultados importantes, como uma vitória por 3×1 sobre o Sporting em casa e um heroico empate com o Benfica, no Estádio da Luz, na antepenúltima rodada por 1×1.

Foto: Record - Já em 2013, Marco Silva começava a atrair o interesse dos grandes

Foto: Record – Já em 2013, Marco Silva começava a atrair o interesse dos grandes

Mas foi na temporada passada que o nome de Marco Silva definitivamente cresceu em Portugal. Mantendo a mesma base do ano anterior, comandou a melhor campanha da história do clube, chegando ao 4º lugar. O Estoril ainda teve a segunda melhor campanha fora de casa, sempre dando trabalho para os grandes. Mais uma vez, não perdeu para o Sporting e arrancou uma histórica vitória sobre o Porto no Estádio do Dragão, por 1×0.

Além dos resultados históricos, chamava a atenção no Estoril de Marco Silva o bom toque de bola e a eficiência nos contra-ataques, o principal fator para as ótimas performances como visitante. Com uma equipe bem compactada, dava pouco espaço para o adversário trocar passes e gastava o tempo com a bola no pé, sendo fatal também nas bolas paradas. Fez do brasileiro Evandro, ex-Palmeiras, Atlético-MG e Atlético-PR, um dos melhores jogadores do futebol português, o que resultou numa transferência para o Porto na última janela. Outros brasileiros que se destacaram com ele foram o lateral esquerdo Jefferson, hoje no próprio Sporting, e o goleiro Vágner.

Foto: Record - Marco Silva se despede do Estoril como o maior técnico da história do clube

Foto: Record – Marco Silva se despede do Estoril como o maior técnico da história do clube

Agora, aos 37 anos, vai ter que mostrar tudo isso num clube com muito mais pressão. Tanto Marco Silva como o Sporting vivem momentos de grande expectativa, ávidos para chegar ao topo do futebol português. Eis um casamento que pode dar muito certo.

Comentários

Estudante de Jornalismo e redator no Placar UOL Esporte, belo-horizontino, apaixonado por esportes e Doente por Futebol. Chega ao ponto de assistir a jogos dos campeonatos mais diversos e até de partidas bem antigas, de décadas atrás.