12/09/1993 – Del Piero dava o primeiro passo para se tornar imortal em Turim

  • por Tiago Lima Domingos
  • 5 Anos atrás
delpi 21

Foto: Reprodução | Del Piero substituindo Ravanelli e estreando pela Juventus em 1993

12/09/1993.

O maior jogador da história da Juventus estreava pelo clube. Após ser contratado junto ao Padova, da Série B Italiana, foi contra o Foggia, aos 74 minutos do segundo tempo, substituindo Fabrizio Ravanelli, que Alessandro Del Piero deu os primeiros passos com a maglia bianconera. De lá para cá, construiu uma carreira irretocável, com números que realçam à sua importância para a Velha Senhora.

  • Del Piero é o maior artilheiro da história da Juventus com 290 gols marcados. Também é o jogador que mais vezes vestiu a camisa do clube: 705 vezes;
  • É o jogador que mais vezes vestiu a camisa da Juventus na Serie A: 478 vezes, assim como lidera no quesito gols marcados. 188 tentos.
  • Jogador que mais vezes atuou e marcou gols com a camisa alvinegra em competições europeias: 54 gols em 130 jogos
  • Del Piero marcou gol em todas as competições em que atuou com a camisa da Juventus;
  • Atuou no clube de 1993 até 2012, por 19 temporadas. Incluindo uma na Série B, após rebaixamento do clube envolvido no escândalo do Calciopoli;
  • Tornou-se capitão da Juventus em 2001 e assim foi até 2012;
  • Foi artilheiro de quatro competições com a Juve: Champions League 1998 (10 gols), Copa Itália 2006 (5 gols), Série B Italiana (20 gols) e Serie A Italiana (21 gols);
  • Em 2012, foi eleito o esportista mais querido pelos italianos, à frente do lendário motociclista Valentino Rossi.

Na temporada 2011-2012 despediu-se da Juventus anotando seu gol de número 290 contra a Atalanta. Substituído aos 7 minutos do segundo tempo, protagonizou uma das cenas mais bonitas da história do clube.

Perguntado sobre a possibilidade da Juventus aposentar a camisa 10, Del Piero usou essas palavras:

“A camisa 10 não deve ser aposentada porque é justo que as crianças tenham o sonho de vesti-la um dia”

del pi 10

O gol marcante:

Vitória da Juventus por 3×1 no Delle Alpi que eliminou os poderosos Galáticos e classificou a Juve para a final da Champions League contra o Milan. Del Piero mata com classe, dança em cima de Hierro e finaliza sem chances para Iker Casillas. Golaço!

A apresentação perfeita:

Novamente o Real Madrid na vida do craque. Champions League 2008/09. A Juventus bate os espanhóis por 2×0 com dois gols de Del Piero. O primeiro italiano a anotar uma doppietta em pleno Santiago Bernabéu. Delpi é substituído na segunda etapa e sai aplaudido pela torcida dos merengues.

 

Ao final da partida, um tal de Diego Armando Maradona, que acompanhava o jogo no estádio solta a seguinte frase: “É certo que Del Piero não envelhece nunca”

A admiração de grandes craques mundiais marcou toda sua carreira. Roberto Baggio, outro craque italiano, foi mais um que se rendeu ao futebol de Del Piero

“O verdadeiro escândalo do futebol não é o Calciopoli, mas sim o fato de Del Piero nunca ter ganho a Bola de Ouro”

delpi baggio

Foto: Reprodução | O menino Del Piero e Roberto Baggio quando atuaram juntos pela Juventus. Baggio ganhou a Bola de Ouro em 1993

Títulos com a Juventus:

  • Scudetto.svg Campeonato Italiano: 6
 1994-1995, 1996-1997, 1997-1998,2001-2002, 2002-2003, 2011-2012
  • Coppa Ali della Vittoria.svg Campeonato Italiano Serie B: 1
2006-2007
  • Coccarda Coppa Italia.svg Copa da Itália: 1
1994-1995
  • Super coppa italiana.svg Supercopa Italiana: 4
1995, 1997, 2002, 2003
  • Coppacampioni.png UEFA Champions League: 1
1995-1996
  • Copa Intercontinental.svg Copa Intercontinental: 1
1996
  • Supercoppaeuropea2.png Supercopa da UEFA: 1
1996
  • Coppa Intertoto.svg Copa Intertoto: 1
1999

 

 Todos os gols pela Juventus:

Após deixar a Juventus em junho de 2012, Del Piero transferiu-se para o Sidney FC da Austrália, onde atuou por duas temporadas. Depois acertou com o Delhi Dynamos, da Indía, para ajudar no processo de evolução do futebol indiano. Hoje curte uma aposentadoria merecida.

Comentários

Carioca e rubro-negro. Do Rio de Janeiro a Milão. Doente por futebol, é claro. E apaixonado pelo Calcio.