“Não há nenhum clube no mundo que me faça mais feliz que o Dortmund”

  • por Tiago Lima Domingos
  • 5 Anos atrás
hummels

Foto: Reprodução | Hummels saiu do Bayern de Munique para se tornar um dos melhores defensores do mundo no Borussia Dortmund

A identificação de Mats Hummels com o Borussia Dortmund é tão forte que muitos esquecem que o zagueiro de 25 anos foi criado na base do Bayern de Munique desde os 6 até os 19 anos de idade. Nesta quarta-feira, Hummels deu uma entrevista  que reforça essa ideia e alfineta de leve o clube que o formou.

Hummels foi entrevistado pelo site Transfermarkt e falou sobre diversos assuntos como a sua saída do Bayern, após a contratação do zagueiro brasileiro Breno, o carinho pelo Borussia Dortmund e o fato de não ter optado por uma multa rescisória alta após a sua última renovação de contrato com os aurinegros em 2012.

A saída do Bayern:

hummels 2

Foto: Reprodução | Foto rara. Hummels vestindo a camisa do Bayern de Munique

Hummels jogou apenas duas partidas oficiais com a camisa do Bayern de Munique. Rumou para o Dortmund em janeiro de 2008, inicialmente emprestado, após os bávaros contratarem o brasileiro Breno, destaque absoluto do São Paulo no Brasileirão de 2007. Após um ano de empréstimo, o Borussia o contratou em definitivo por € 4 milhões.

Se o Bayern não tivesse gasto € 12 milhões na contratação do Breno eu nunca teria saído de lá. Obriguei-me a fazer minha própria sorte, e creio ter sido a melhor coisa que poderia ter acontecido na minha carreira.

O carinho pelo Borussia Dortmund:

“Atualmente não há nenhum clube no mundo que me faça mais feliz que o Borussia Dortmund”

A renovação com o clube em 2012 e a recusa de ter uma cláusula rescisória:

Quando renovei em 2012,  poderia ter escolhido uma cláusula rescisória alta pensando em uma futura transferência, mas não quis isso. Queria servir de exemplo para os mais novos. Se um dia eu sair daqui, quero que seja uma negociação aberta, limpa e justa para todas as partes

hummels dortmund

Foto: Reprodução | Hummels e Reus, símbolos do Borussia que amedronta o Bayern

Recentemente, Mario Götze e Robert Lewandowski trocaram o Borussia pelo Bayern de Munique após os bávaros pagarem a multa rescisória do meia e acertar com o atacante em fim de contrato. Marco Reus é outro jogador que também possui a tal da multa rescisória e preocupa os torcedores do Dortmund. No entanto, Reus já declarou que não defenderia as cores do Bayern.

Para Hummels, a estratégia do Bayern de buscar no Borussia seus melhores jogadores é vista como motivo de orgulho.

 O Bayern de Munique tem encontrado algumas dificuldades contra a gente nos últimos anos. Eles querem tirar os jogadores daqui porque se sentem ameaçados e sabem do risco. O nosso maior orgulho é saber que o Bayern está preocupado com a gente

Com essas palavras fica difícil vermos Hummels saindo do Borussia Dortmund  e voltando para o Bayern de Munique. O jogador que fez o caminho inverso de Mario Götze e Lewandowski e se tornou um dos melhores zagueiros do planeta pelo Borussia, tem uma torcida apaixonada e, como o próprio zagueiro falou: “não há nenhum clube no mundo que me faça mais feliz que o Borussia Dortmund”.

Palavras importantes ditas por um símbolo do Borussia nos últimos anos, que enfrentou de igual para igual o todo poderoso Bayern de Munique. Mats Hummels ganhou ainda mais o respeito da torcida do Dortmund e de todos os seus fãs. Que não fique apenas nas palavras…

Comentários

Carioca e rubro-negro. Do Rio de Janeiro a Milão. Doente por futebol, é claro. E apaixonado pelo Calcio.