Olho Nele: Juan Cazares » DPF

Olho Nele: Juan Cazares

  • por Gustavo Ribeiro
  • 5 Anos atrás

OLHO NELE

No último sábado (6), o Equador venceu a Bolívia por 4×0 em seu primeiro amistoso após a Copa do Mundo. Ainda com Sixto Vizuete como técnico interino e algumas novidades, mas com a base do Mundial mantida, La Tricolor deixou boa impressão para iniciar um novo ciclo visando a Copa de 2018, que será disputada na Rússia. Autor do segundo gol da partida, quem mais chamou a atenção foi o jovem meia Juan Cazares Sevillano, de 22 anos.

Nascido em Quininde, província de Esmeraldas, Cazares desde cedo mostrou ter muito potencial e sempre colocou futebol como foco principal. Aos 14 anos, fez testes no Barcelona (ECU) e passou, ficando nas canteras do clube de Guayaquil até 2009. Logo depois, foi para o Club Sport Norte América, conhecido no Equador por ter um ótimo trabalho no garimpo e trabalho de jovens talentos. De lá, saíram jogadores como Leonel Ramírez, Júnior Sornoza, José Ayoví, Carlos Grueso, Fernando León, Jefferson Orejuela e Luis Caicedo.

Em 2010, quando tinha apenas 19 anos, chegou às categorias de base do River Plate, onde sempre se destacou. Seu grande momento nas canteras millonarias foi em 2012, na Copa Libertadores sub-20, em que foi um dos destaques na conquista do título com quatro gols em cinco jogos. Em 2011, já tinha debutado pelo time profissional num jogo contra o Belgrano válido pela Copa Argentina.

Começando a brilhar no River Plate, Cazares foi convocado para disputar a Copa do Mundo sub-20 de 2011, na Colômbia. Reserva na fraca campanha que terminou com a eliminação nas oitavas de final para a França, Cazares disputou quatro jogos, entrando sempre no decorrer das partidas.

Ainda em 2011, a seleção equatoriana participaria da Copa Sul-americana sub-20, no Peru, e Cazares estava entre os convocados. Diferentemente do que aconteceu no Mundial, o técnico Sixto Vizuete (atual comandante da seleção principal) o utilizou mais e o jogador acabou sendo um dos destaques do time, que terminou quarta posição da Fase Final. Dos sete jogos que a seleção disputou, Cazares foi titular em quatro e marcou um gol.

De volta ao River, o clube viu que o jovem meia precisava de mais minutos em campo, o que seria difícil se continuasse esperando uma chance do técnico Matías Almeyda. Então, em Abril de 2012, Cazares retornou ao seu país de origem para defender por empréstimo o Barcelona. Mesmo chegando cheio de expectativa, a experiência não foi das melhores. Dois meses depois, o jogador deixava o clube alegando falta de oportunidades e salários atrasados.

Em julho, era anunciado como novo reforço do Banfield para a disputa da B Nacional, a segunda divisão do Campeonato Argentino. Matías Almeyda, que comandou o atleta no River Plate, foi quem pediu sua contratação junto à diretoria, que fez todo o esforço possível para conseguir sua liberação por empréstimo ao mesmo River.

Foi então que Cazares “explodiu” e começou a ser uma realidade e não mais uma promessa. Sem condições de montar um elenco com jogadores experientes, o jeito encontrado pelo Banfield foi apostar em um time de atletas jovens, muitos revelados em suas próprias categorias de base. Titular em 37 dos 42 jogos do Banfield no campeonato, foi um dos destaques do time e responsável pela conquista do título pela volta do clube à Primeira Divisão após dois anos.

https://www.youtube.com/watch?v=b8RYGmkUkwA

 

A temporada 2014/2015 começou do mesmo jeito que terminou para Cazares. Após se destacar na segunda divisão, o desafio era mostrar ter nível para jogar na elite, o que vem acontecendo. Mesmo com o Banfield fazendo apenas uma modesta campanha, ocupando o 15º lugar com cinco pontos, Cazares ainda assim se destaca.

No atual time do Banfield, que já jogou no 4-3-3 e 4-2-3-1 no atual campeonato, Cazares sempre atua como meia pelo centro, sendo o responsável pela criação das jogadas e por ditar o ritmo do time. Com dribles curtos, visão de jogo apurada e ótima qualidade nos lançamentos, o atleta vem começando a se tornar o principal nome da equipe, que até a temporada passada era Andres Cháves, que se transferiu para o Boca Juniors.

Uma das características que mais chama atenção no meia é a facilidade para finalizar da entrada da área. Foi assim que fez seu primeiro gol no Campeonato Argentino, na vitória por 2×0 sobre o San Lorenzo, em jogo válido pela terceira rodada.

Olho nele!

Comentários

Projeto de jornalista, mineiro, 20 anos. Viu que não tinha muito futuro dentro das quatro linhas e resolveu trabalhar dando seus pitacos acompanhando tudo relacionado ao futebol, principalmente quando a pelota rola nas canchas dos nossos vizinhos sul-americanos. Admirador do "Toco y me voy" argentino, também escreve no Sudaca FC e tem Riquelme e Alex como maiores ídolos.