Quando o apoio da torcida supera grandes craques

  • por Lucas Machado
  • 6 Anos atrás
Foto: Reuters

Foto: Reuters

Muito tem se discutindo a obsessão de quem comanda o futebol atual em elitizar o espetáculo. Torcedores sentados durante toda a partida, ingressos cada dia mais caros, proibição de bandeiras e instrumentos musicais são alguns exemplos de regras que podam a festa nas arquibancadas.

Um dos campeonatos que mais cresce no mundo, a Bundesliga é o suprassumo no que diz respeito à maneira de lidar com seus torcedores. Em relatório divulgado pela PluriConsultoria, os clubes alemães são os líderes no quesito média de público no mundo, representando 6 dos 10 primeiros colocados. Além do Borussia, que lidera a pesquisa, constam na lista Bayern de Munique (5º), Schalke (6º), Borussia Mönchengladbach (8º), Hertha Berlin (9º) e Hamburgo (10º). Os outros quatro que completam o ranking são os ingleses Arsenal (7º) e Manchester United (2º), e os espanhóis Barcelona (3º) e Real Madrid (4º).

Líder da pesquisa feita pela Pluri Consultoria, o Borussia Dortmund é o grande exemplo a ser seguido. Buscando proximidade com sua torcida e abrir brechas para que todas as classes sociais vejam os jogos em seu estádio, o aurinegro é uma das exceções que o futebol precisa.

Dono de um estádio moderno e de uma torcida apaixonadíssima, o Borussia Dortmund dá aula de como lidar, cativar, cultivar e fazer da sua torcida a grande força e craque. Tendo média de 80,3 mil torcedores por jogo no Signal Iduna Park, os aurinegros lideraram o ranking mundial de média de público da temporada pelo terceiro ano consecutivo. Com o estádio possuindo capacidade para 80,7 mil torcedores, o time chegou à incrível marca de, na prática, atingir lotação máxima em todos os jogos de 2013/2014.

Grande discussão do futebol moderno, a elitização nos estádios é combatida com sabedoria pelo Borussia. Tendo uma das torcidas mais fanáticas da Europa, a diretoria reserva um extenso setor do Signal Iduna Park para comercializar ingressos a preços populares. Conhecida como “Muralha Amarela”, essa parte da torcida é a maior responsável pela grande festa feita nas arquibancadas.

Principal rival do Bayern de Munique na Alemanha, o Borussia aposta na força de seus fãs para combater o poderio financeiro do rival. Com estádio completamente lotado em todos os jogos, o Dortmund faz do Signal Iduna Park seu verdadeiro caldeirão. Jürgen Klopp é técnico da equipe desde 2008. Possui 135 jogos no Signal Iduna Park, sendo 87 vitórias, 26 empates e 22 derrotas, com 289 gols marcados e 115 sofridos. A média de 70,3% de pontos conquistados em casa mostra a força da torcida e sua importância nas conquistas e sucessos recentes do time.

A diretoria do Borussia cativa o torcedor e também o espectador. É possível ter todas as classes sociais dentro de um só estádio, até porque a miscigenação é um dos grandes baratos do futebol. Quando essa mistura de povos e classes sociais nas arquibancadas é feita, o resultado é sensacional, como pode ser visto no vídeo abaixo.

Comentários