Southampton dá exemplo fora das quatro linhas

  • por Lucas Sousa
  • 6 Anos atrás
Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

O futebol ultrapassou os limites do esporte. O sentimento que gira em torno do mundo da bola é algo quase inexplicável e não atoa ele já serviu como bandeira para manifestações étnicas, políticas e até mesmo religiosas por países das mais diversas partes do planeta. Mas poucos clubes compreenderam tão bem esse poder do futebol quanto o Southampton. O clube, que ganhou destaque na última temporada por revelar mais uma boa geração de jogadores, sabe que o futebol é mais do que alguns homens uniformizados correndo atrás de uma bola e, principalmente, que esse “esporte” pode ter um papel social muito importante. Assim surgiu a Saints Foundation.

A Saints Foundation é uma instituição de caridade alinhada ao clube que “usa a paixão pelo Southampton Football Club e pelo futebol para inspirar, apoiar e fornecer uma ampla gama de projetos educacionais e sociais, a fim de fazer a diferença na vida das pessoas”. Financeiramente independente, gera seus próprios recursos através de patrocínios, doações e bolsas para fornecer e apoiar ações de caridade. O projeto tem basicamente quatro vertentes que vão desde a educação até o trabalho com moradores de rua, passando por esportes adaptados e trabalho com jovens e crianças.

Em parceira com a Premier League Creating Chances, é feito um programa de desenvolvimento do futebol para jovens e adultos com deficiências físicas e cognitivas. A fundação acredita que os benefícios físicos e psicológicos do exercício devem ser acessíveis a todos os membros da comunidade, por isso oferece cursos de treinamentos e mantém equipes adultas e juniores participando de torneios regulares a cada ano.

Foto: Reprodução - Equipe de futebol adaptado do Southampton

Foto: Reprodução – Equipe de futebol adaptado do Southampton

O trabalho com os moradores de rua são feitos em parceria com a Society of St James, instituição de caridade da cidade de Southampton, e tem como alvos adultos em risco de falta de moradia e abusos de substâncias químicas, visando uma melhoria na autoestima e confiança, sentimento de inclusão na sociedade e uma menor dependência de substâncias ilícitas e medicamentos. Para isso, oferece atividades desportivas e de lazer, além de incentivos para uma carreira profissional.

Existem ainda outros dois projetos bem interessantes: o Saints Dream Day e o Kickz Project. Criado especificamente para crianças que são deficientes, desfavorecidas ou de condições de vida limitada, o Saints Dream Day oferece algumas experiências únicas, como um tour completo pelo estádio St Marys e a oportunidade de conhecer jogadores do clube. Já o Kickz tem como principal objetivo reduzir o crime e o comportamento antissocial dos jovens da região, buscando ainda um desenvolvimento dos participantes, seja no esporte, na música ou nas outras atividades oferecidas.

Em uma época em que acusações de corrupção (principalmente na FIFA), manipulação de resultados e até mesmo de trabalho escravo estão envolvidas no meio futebolístico, meio este cada vez mais repleto de dirigentes egocêntricos, é muito bom saber que ainda existem pessoas e clubes que reconhecem a essência do esporte e o utilizam para o bem. Que cada vez mais as instituições utilizem desse poder que o futebol possui para promover ações como essas. Vale a pena visitar o site da Saints Foundation e conhecer mais sobre o trabalho do Southampton e das outras entidades envolvidas.

Comentários

Mineiro e estudante de jornalismo. Admira (quase) tudo que cerca o futebol inglês, não esconde seu apreço por times que jogam no contra-ataque (sim, sou fã do Mourinho) e acha que futebol se discute sim. Também considera que a melhor invenção do homem já ultrapassou os limites do esporte.