A (outra) casa do Vasco

  • por Rafael Rodrigues
  • 5 Anos atrás
Foto: Marcelo Sadio/vasco.com.br

Foto: Marcelo Sadio/vasco.com.br

Realmente, não tem sido fácil. Aliás, a vida do Vasco nesta Série B vem sendo bastante difícil. O time treinado por Joel Santana tem a incrível capacidade de complicar jogos que, teoricamente, deveria ganhar com certa facilidade.


Hoje, no Maracanã, a equipe teve sua primeira vitória antes mesmo de a bola rolar. Quase 50 mil vascaínos se deslocaram até o Maraca para ver o (apenas) terceiro colocado da Segunda Divisão jogar contra o ABC. Atitude pra lá de admirável, mostrando que a torcida está abraçada ao clube, que não vem correspondendo nos gramados.

 

Foto: Rafael Rodrigues

Foto: Rafael Rodrigues

 

Os torcedores cantaram, gritaram, vaiaram, fizeram de tudo hoje. Fizeram do Maior do Mundo a casa do Vasco e deram um show na arquibancada, enquanto os jogadores encontravam dificuldades para fazer o gol. No primeiro tempo, a equipe até teve mais posse de bola, mas não conseguiu transformar esse domínio em perigo para o adversário. Tanto que, na primeira etapa, as melhores chances foram do ABC, até os minutos finais, quando, num lance de sorte, o cruzmaltino achou um pênalti, bem marcado pelo juiz.


Era o que faltava para aquela torcida. Eles mereciam o gol. Ingresso relativamente caro (30 reais o setor mais barato), time indo mal numa competição em que deveria ser o líder disparado. Eles não tinham motivo pra estar ali, a não ser o amor. E parece que foi esse amor que botou a bola pra dentro. Até quando é gol, o Vasco tem que sofrer. A cobrança de Douglas tocou caprichosamente na trave antes de entrar e fazer explodir o mar de vascaínos presentes no estádio. Sofreram juntos o segundo tempo inteiro, com o time não conseguindo finalizar com perigo e dando diversas chances ao oponente.

Até que, finalmente, o homem de azul soou pela última vez o apito na tarde deste sábado.

Para o Vasco, além dos 3 pontos, o jogo teve outro saldo positivo (e põe positivo nisso!). Com os 42.408 pagantes (49.460 presentes), o clube obteve uma renda de 1.324.410 reais, mostrando que talvez realmente seja mais vantajoso mandar seus jogos restantes nesta temporada no Maracanã. Vale lembrar que a maior renda que o clube teve nesta Série B, em jogos no Rio de Janeiro, foi na partida contra o Ceará, quando arrecadou 392.375 reais, em São Januário.

Os vascaínos foram satisfeitos para casa. Não foi um jogo brilhante, mas o que todos queriam havia sido alcançado, uma vitória em casa. Pelo menos por alguns dias, a imensa torcida finalmente vai poder voltar a dormir como está acostumada: bem feliz.

Comentários

Estudante de Jornalismo, carioca e torcedor apaixonado do Vasco da Gama. Trabalha no projeto "Embaixadores da Colina", do próprio Vasco, representando a faculdade ESPM. Sócio e frequentador assíduo de jogos do clube