Corinthians lança cemitério oficial

Arte: Doentes Por Futebol

Arte: Doentes Por Futebol

“Eternamente dentro de nossos corações” será eterno de verdade. A partir do segundo semestre de 2015, os torcedores do Timão vão poder seguir o clube até depois de bater as chuteiras com o lançamento do seu cemitério oficial, em Itaquaquecetuba: o Corinthians para sempre, em parceria com o Grupo Memorial.

A ideia nasceu na Argentina, com o Boca Juniors. Depois foi a vez de Schalke 04 e Hamburgo. Não sei se a moda pega por aqui, mas com certeza o pioneirismo do clube paulista será recompensado com um bom público – afinal, são mais de 27 milhões de torcedores que, a não ser que algo muito louco aconteça na ordem natural da vida, um dia vão morrer.

Não vou entrar em detalhes dos planos ou do local porque não sei se vocês estão interessados em tirar aquele cochilo eterno num jazigo corintiano. O grande lance dessa história é ser outro golaço da equipe de marketing do clube que lançou, entre outras coisas, produtos dos Simpsons. O trabalho realizado é de causar inveja em pessoas como eu, que ralam pra emplacar um Twitter mais interessante no todo poderoso Mecão ou o álbum da família americana (aliás, fiquem à vontade pra seguir e curtir o America).

Só um ponto que realmente não entendo, e agradeço se alguém me explicar: como pode um clube ter um programa que exige pagamento mensal para enterrar seus seguidores e não promover uma venda de carnê de ingressos para a temporada? Ao que parece, o calendário brasileiro está mais estável (ao menos pros grandes clubes). Isso ajudaria não só a criar o hábito do torcedor se programar, como a garantir que o dinheiro do bando de loucos seria gasto com seu motivo de loucura, em vez de um cineminha ou cerveja.

Ou será que algum time brasileiro já emplacou o carnê e eu não sei? Porque, se esse for o caso, então, por favor, avisem que eu paro de questionar o que, para mim, é uma grande falha e passo a gritar o nome dos responsáveis que nem grito gol no Maraca. Espero que alguém faça isso mas, infelizmente, acho que não vai ser o caso.

Enfim, o importante é que o Corinthians para sempre é mais uma forma de fortalecer o casamento do Timão com seus torcedores. No futebol corintiano, “até que a morte os separe” virou coisa do passado.

Comentários

Sou coordenador de redes sociais do America-RJ e planejamento publicitário. Escrevo sobre marketing esportivo e futebol. Etc e tal.