Envigado, a fábrica de talentos colombiana » DPF

Envigado, a fábrica de talentos colombiana

  • por Fernando Carreteiro
  • 5 Anos atrás

james 14 dpf

No último 14 de outubro, o Envigado Futbol Club completou apenas 25 anos de existência. É um dos clubes mais jovens do futebol colombiano, nunca ganhou um título nacional de expressão e provavelmente não ganhará tão cedo. A filosofia dos “laranjas” é voltada para a formação de jogadores. Está nas diretrizes do clube, 60% do seu elenco deve ser constituído de atletas da base. Isto pode dificultar as glórias dentro de campo, mas garante o sustento.

A “Cantera de Héroes”, como é chamado o centro de formação de jovens do Envigado, já rendeu aos cofres da pequena equipe mais de 11 milhões de dólares, sem contar a porcentagem de venda destinada ao clube formador nas vendas posteriores. Valores estes que não podem ser subestimados quando falamos de nomes como o de James Rodríguez.

envigado-james

O craque do Real Madrid é a maior, porém não única, galinha dos ovos de ouro. Fredy Guarín, Giovanni Moreno, Juan Fernando Quintero, Dorlán Pabón e outros fazem com que Envigado seja reconhecidamente a maior fábrica de talentos na Colômbia e uma das maiores do continente americano.

Enquanto no Brasil os profissionais das categorias de base praticamente chegaram ao consenso de que um atleta deve cumprir todo o trabalho de formação e só subir ao profissional quando já estiver pronto e passado por todas as subdivisões da base (Sub-13, Sub-15, Sub-17 e Sub-20), no Envigado, aos 16 anos, o jogador já tem que estar no futebol profissional (James estreou profissionalmente aos 14 anos de idade).

O trabalho começa com crianças de sete a doze anos. As “canteras” estão distribuídas em todo país. Diferentemente do tradicional, estas escolas não possuem a bandeira do Envigado. Para o clube, isso poderia afastar talentos por rivalidades clubísticas por exemplo. A equipe costuma dar o suporte econômico e assessoria para profissionais que conhecem e se sempre trabalharam nas regiões prestem esse serviço de garimpo. Assim, são indicados os mais capacitados e aos 12 anos já começa a preparação técnica e psicológica para atuar na elite do futebol. Quando chegam aos 15 anos, os jovens passam por um processo seletivo extremamente rígido.

O foco é o talento, o que pode ser visto pelos atletas expoentes saídos da Cantera de Héroes. Guarín, originalmente um marcador, tem tantos recursos que passou a ser escalado mais adiantado. James encanta o mundo a cada partida pelo Real Madrid.

envigado-quint

Juan Fernando Quintero deixou os europeus impressionados no Mundial Sub-20 de 2013. Habilidoso e com finalização precisa, chamou a atenção do maior garimpador de talentos sul-americanos em solo europeu, o Porto. Foi contratado com parte do dinheiro recebido da venda de James para o Monaco, com o intuito de substituir o compatriota. Pabón foge um pouco do perfil talentoso. Com passagem discreta na Europa e no Brasil, já se destacou na Libertadores e é hoje um dos artilheiros do campeonato mexicano.

Gio Moreno talvez seja o menos conhecido aqui no Brasil. Mas não na Colômbia e na Argentina, por onde já desfilou todo seu talento. Ex-jogador de Atlético Nacional e Racing, o grandalhão tem uma habilidade acima da média, que deixou uma legião de fãs por onde passou. Hoje, se esconde no futebol chinês. Atua no Shanghai Shenhua, mesmo time do ex-corintiano Paulo André. Assista aos lances de Moreno atuando pelo Shenhua na última temporada no vídeo abaixo. É ou não é um talento?

Outros jovens atletas revelados pelo Envigado buscam espaço no futebol europeu e podem despontar a qualquer momento. São os casos de Alexis Zapata, de 19 anos, jogador da Udinese, e Jhon Córdoba, de 21 anos, jogador do Granada. A revelação atual que chama atenção dos europeus é Andrés Tello, lateral direito que também atua como meia. Aos 18 anos, já é titular do Envigado e em breve deve render mais alguns dólares à fábrica de talentos.

É bom ficar de olho nesse clube!

Comentários