Quando um bom gestor faz a diferença em um clube

Bruno de Carvalho trouxe a alegria de volta aos torcedores (Foto: Reprodução/SportingCP)

Bruno de Carvalho trouxe a alegria de volta aos torcedores (Foto: Reprodução/SportingCP)

O Sporting Lisboa, clube da capital de Portugal, é uma das principais surpresas da atual edição da Champions League. Com cinco rodadas passadas, a equipe comandada por Marco Silva está a apenas um ponto das oitavas de final da competição milionária – isso em um grupo com Chelsea, Schalke 04 e Maribor. Foram, até agora, sete pontos conquistados, sendo duas vitórias, um empate e duas derrotas.

Esta bela campanha na competição não deve ser creditada apenas ao treinador Marco Silva e ao seu limitado (porém aguerrido) plantel. Leonardo Jardim, técnico do clube de Alvalade e hoje no Monaco, foi um dos principais responsáveis pela montagem e manutenção da equipe – que foi vice-campeã da última Liga Sagres – e também merece ser citado. Mas, se existe uma pessoa a quem devemos creditar o sucesso do Sporting, esta é Bruno de Carvalho, o presidente do clube.

Sem medo de ousar, Bruno assumiu os Leões em março de 2013, recebendo de “herança” da gestão anterior um rombo de 260 milhões de euros, jogadores com salários atrasados e desmotivados, além de ter a missão de atender ao desejo da torcida e fazer com que o clube voltasse a brigar contra os Gigantes Benfica e Porto.

E não deu outra. Em pouco mais de um ano e meio de gestão, Bruno reduziu os gastos, organizou uma reestruturação financeira dentro do clube, reconheceu o caixa apertado e evitou gastos exorbitantes e salários astronômicos, e o principal, fez com que a torcida e clube andassem de mãos dadas, sempre frisando que o apoio dos adeptos era fundamental para o clube sair deste perrengue. Deu certo.

BR2

Atualmente, o Sporting consegue ver um raio de esperança (não digo “luz” por respeito aos torcedores alviverdes) no final do túnel e passa a caminhar com suas próprias pernas, além de voltar a poder sonhar com voos mais altos. O grande exemplo é este de agora, na Champions League.

São sete pontos conquistados, uma pontuação digna para o clube alviverde, mas ainda é possível ir além. Para não depender de ninguém, a missão dos portugueses é complicada, já que precisa pelo menos empatar com o Chelsea, isso jogando dentro do Stamford Bridge. Mesmo com o primeiro lugar do grupo garantido, perfeccionista e multicampeão pelo Porto, dificilmente José Mourinho dará mole para a equipe da capital portuguesa.

Outra solução, caso perca para o Chelsea, é torcer para que o Schalke 04 seja derrotada pelo Maribor lá na Eslovênia. E isso passa longe de ser algo improvável. Jogando em seus domínios, os eslovenos conquistaram dois empates, justamente contra o Sporting e contra o Chelsea – ambos por 1×1. Uma igualdade frente aos azuis-reais já serviria para os portugueses se credenciarem às oitavas da Champions.

As combinações são muitas, mas uma coisa até então podemos afirmar: independente de conseguir ou não um empate contra os Blues ou depender do resultado de Maribor x Schalke, o Sporting, que pelo menos já tem uma vaga garantida na Europa League, já fez bonito na principal competição interclubes do mundo e já é um vencedor.

Comentários

Estudante de Jornalismo. Foi editor de futebol alemão e holandês na VAVEL Brasil e cofundador da VAVEL Portugal. É blogueiro do Bayern no ESPN FC (projeto da ESPN Brasil) e completamente Doente por Futebol.