Jordi Alba, a regularidade da lateral

  • por Raniery Medeiros
  • 5 Anos atrás

Que o Barcelona não atravessa o bom momento de temporadas atrás, nós sabemos. Que a defesa é contestada por não ser tão confiável, também sabemos. Em contrapartida, se existe um atleta que sempre manteve a regularidade, esse cara é Jordi Alba. Rápido, habilidoso e com vocação ofensiva, o camisa 18 é o típico lateral que sabe atacar e marcar.

O atleta chegou ao clube em 2012 com status de grande estrela da lateral, e está provando que valeu a pena pagar 12 milhões de euros ao Valência. Com a defesa culé sempre jogando remendada, Jordi chegou ao Barça sabendo do processo de reformulação que o clube estava passando. O processo tático no time era: Abidal pela esquerda, protegendo, e Dani Alves atuando pelo lado direito, sendo o principal parceiro de Lionel Messi. Com a doença/saída do francês, como montar uma equipe com dois laterais ofensivos?

A temporada 2012/2013 não foi fácil para o time, pois Tito Vilanova, até então técnico, começou seu tratamento contra o câncer. No entanto, ao analisarmos o aspecto individual, Alba jogou muito bem. É fato que a surra sofrida contra o Bayern de Munique acionou o sinal de alerta, mas o craque distribuiu assistências, trabalhou muito bem ao lado de Iniesta, provou ser um dos melhores laterais quando o assunto é ofensividade e, para a surpresa de muitos, soube defender com qualidade. Como não lembrar a partida memorável diante do Milan, na Champions League?

;

Lesões e a queda de rendimento do time

A segunda temporada pelo clube não foi tão empolgante, muito em função de algumas pequenas lesões que o atormentaram. Mas, quando presente, manteve seu ímpeto de jogar sempre nas costas da defesa adversária, tendo o drible e a velocidade como grandes trunfos para as ações no campo de ataque. Mesmo com o sistema defensivo sendo muito criticado, Jordi Alba sempre foi “poupado” por ser bastante assíduo dentro das quatro linhas.

Sim, ele também sabe marcar 

Poucos são os atletas que se entregam completamente ao time. O Barcelona gosta de jogar no campo de defesa do adversário, pressionando-o lá em cima, sufocando-o. Sendo assim, a solução é jogar com velocidade nas costas de Dani e Alba. Se o brasileiro é criticado pelas falhas lá atrás, o mesmo não pode ser manifestado sobre Jordi Alba. É incrível como ele volta para marcar e, mesmo quando tudo parece perdido, lá está o camisa 18 correndo feito maluco para desarmar o oponente. Isso, querendo ou não, rendeu a simpatia dos torcedores. Raça, raça e raça.

Conhecido por sua aptidão ofensiva, Jordi provou que também tem bom posicionamento no momento de fazer a cobertura, por exemplo, do zagueiro. Outro aspecto a se destacar é o do mano a mano, principalmente em velocidade. A partida contra o Valência, em 2012/2013, é a prova de que o cara não desiste nunca.

;

Lado esquerdo matador

Durante alguns anos, o time concentrou suas principais jogadas pela faixa direita, com as tabelinhas entre Dani e Messi. Mas as coisas mudaram após a chegada de Jordi. Na atual temporada, com a vinda de Suárez, percebe-se que as boas tramas do clube catalão são realizadas pela esquerda. É muito comum vermos Lionel Messi pegando a bola pelo meio e lançando, nas costas da defesa, para os avanços do camisa 18. A imprensa costuma creditar o sucesso da equipe somente aos seus meias e atacantes, e isso não é bem uma verdade absoluta. Penso que Jordi Alba é o atleta que melhor mantém a regularidade neste time repleto de craques. Isso não quer dizer que ele seja o melhor, pois existe um tal de Lionel Messi, que é hors concours.

https://www.youtube.com/watch?v=BfTYwTCoZDk

Por mais que realize uma boa partida, taticamente falando, o jogador em questão, por vezes, nem é lembrado pelos torcedores. Pode-se dizer que Jordi Alba é o operário do Barcelona, pois trabalha caladinho, fazendo o serviço com qualidade e não tem os holofotes apontados para si. Sem sombra de dúvidas, é a válvula de escape do Barça, o “motorzinho” do time. Jordi Alba é o Thunderbolt, a regularidade e a força ofensiva do Futbol Clube Barcelona.

Comentários