O que esperar do Vasco 2015

  • por Rafael Rodrigues
  • 6 Anos atrás

Foto: Marcelo Sadio / vasco.com.br

Ano novo, time novo. Este é o cenário com o qual o torcedor do Vasco tem que se acostumar para 2015. Da equipe de 2014, apenas cinco jogadores tendem a ser titulares ou, pelo menos, brigar pela titularidade nesta temporada: o goleiro Martín Silva, os zagueiros Luan e Rodrigo, o volante Guiñazu e o atacante Thalles.

Com orçamento apertado por conta da grave crise financeira que vive o cruzmaltino, o presidente Eurico Miranda se viu forçado a montar um time composto, basicamente, de apostas. Foram 14 jogadores integrados ao elenco deste ano, entre atletas voltando de empréstimos, contratações e reintegrações de afastados, casos do lateral Nei e do volante Sandro Silva.

Desses 14, boa parte veio de times pequenos, principalmente do Rio de Janeiro. O destaque fica por conta da contratação por empréstimo do volante Lucas, vindo do Macaé, que foi peça-chave da equipe na conquista da Série C em 2014.

Já dentre os jogadores mais conhecidos, dois se sobressaem: Marcinho e Julio dos Santos. O primeiro se destacou em 2008, jogando pelo Flamengo, e ficou um tempo sumido por estar no futebol dos Emirados Árabes. Em 2014, jogou o Brasileirão pelo Vitória, mas teve pouca relevância na equipe, que acabou sendo rebaixada para a Série B. Já o segundo, foi o artilheiro da Libertadores em 2014, mesmo sendo meio-campista. Uma boa contratação, mas vale lembrar que a última edição da competição sul-americana foi uma das mais fracas dos últimos tempos.

Uma das principais esperanças desse atual time do Vasco é Bernardo. O jogador já teve outras passagens pelo clube e, após boa temporada em 2011, chegou a ser comprado junto ao Cruzeiro por cerca de 3 milhões de reais. Em 2015, Bernardo tem sua última chance de se firmar de vez em São Januário. Seu contrato com o Vasco acaba no fim do ano e, se não for bem, dificilmente permanecerá para a próxima temporada. Conhecido por seus problemas fora de campo, o meia já mostrou qualidade e foi chamado de “talismã” e “trunfo” pela torcida cruzmaltina, já que em 2011 costumava entrar no segundo tempo das partidas para decidir o jogo, como na penúltima rodada do Brasileirão daquele ano, contra o Fluminense. 

O Gigante da Colina estreia no Campeonato Carioca neste domingo, dia 1 de fevereiro, contra a Cabofriense, em Macaé. O time de Doriva, técnico que também é considerado uma aposta, já fez quatro testes nesta pré-temporada, com três derrotas (Volta Redonda, Flamengo e São Paulo) e uma vitória (São Cristóvão). Apesar dos resultados negativos, quem viu os jogos contra o rubro-negro e contra o tricolor paulista não ficou com má impressão do time. No clássico, jogou de igual para igual contra o Flamengo, apesar do adversário ter um time que jogou junto em 2014, enquanto o Vasco tinha em campo apenas 4 titulares do ano passado. A partida foi decidida no erro do volante Sandro Silva, que entregou uma bola no pé do rival, que não teve problemas para fazer o único gol da partida.

A chance de título do Vasco em 2015 é o Campeonato Carioca. Com um time modesto, mas aparentemente razoável, a equipe não deve brigar por nada no Brasileirão, seja Libertadores ou rebaixamento, e dificilmente vai conseguir levantar a Copa do Brasil. No estadual, o favorito é o Flamengo, por ser, entre os quatro grandes, a equipe com melhor elenco e maior entrosamento. Mas, como frisam os torcedores, “clássico é clássico, não tem favorito”, qualquer um pode ser campeão.

Comentários

Estudante de Jornalismo, carioca e torcedor apaixonado do Vasco da Gama. Trabalha no projeto "Embaixadores da Colina", do próprio Vasco, representando a faculdade ESPM. Sócio e frequentador assíduo de jogos do clube