Paulistão Itaipava

Foto Original: Rodrigo Corssi / FPF Divulgação

Foto Original: Rodrigo Corssi / FPF Divulgação

Acaba de rolar a primeira substituição no Campeonato Paulista: sai Chevrolet como detentora dos naming rights, entra Itaipava.

A cervejaria segue forte na luta por espaços no mundo do futebol, o que vai ser mais difícil do que eliminar exércitos no War (ou alguém acha que a Brahma vai ficar de chinelinho?). Mas, considerando que a estratégia começou ano passado com nomes de duas arenas da Copa (Bahia e Pernambuco), dá para imaginar que a briga está só começando.

Não me surpreende a Chevrolet ter saído de 22 campeonatos estaduais em 2014 e, na sequência, ter substituído a Volkswagen como patrocinadora da CBF. Algum de vocês, queridos leitores, se lembra de ter ouvido “Paulistão Chevrolet”, “Goianão Chevrolet” ou coisa semelhante? Aliás, quantos de vocês sabiam que a montadora patrocinava tantos campeonatos regionais? Por outro lado, me surpreende que a Chevrolet tenha dado nome ao Brasileirão das séries A e B.

O acordo da Itaipava é de quatro anos. Tempo suficiente para que, quem sabe, a imprensa perceba que falar o nome completo do campeonato é bom para todo mundo. Grupos de mídia detêm os direitos de transmissão, mas dependem da venda de cotas para sustentar o jogo. Ou seja, quem paga a maior parte da conta do esporte é, justamente, quem vem tendo seu nome ignorado. E que, do jeito que as coisas estão, está perdendo dinheiro que poderia ser investido na empresa ou na compra de mídia, por exemplo.

Espero que os executivos de grupos midiáticos curtam a cerveja a ponto de deixar seus jornalistas citarem o nome dela ao falar do campeonato. Ninguém precisa encher a boca, é só não tapá-la na hora de dizer “Paulistão Itaipava 2015, a gente vê por aqui!” ou não poupar tinta de impressão na hora de rodar uma notícia. Porque gosto não se discute, mas visão empresarial pode e deve ser debatida. Se não pela lógica do mercado, ao menos pelo bem do esporte.

Comentários

Sou coordenador de redes sociais do America-RJ e planejamento publicitário. Escrevo sobre marketing esportivo e futebol. Etc e tal.