Valdés no United: incômodo para De Gea

Curta o Futebol nos Alpes no Facebook e siga no Twitter.

Arte: Doentes por Futebol

Arte: Doentes por Futebol

Victor Valdés foi anunciado, nesta última quinta-feira (8), como o mais novo reforço do Manchester United. O goleiro, que por toda sua carreira atuou pelo Barcelona, recuperou-se recentemente de uma lesão no ligamento cruzado do joelho direito, que não só acabou com sua última temporada como também o deixou sem perspectivas para o futuro, já que um pouco antes da fatalidade ele já tinha anunciado que deixaria o clube catalão.

O contrato do arqueiro terá validade de um ano e meio, expirando assim na metade de 2016. Neste meio tempo, a principal função do agora ex-Barcelona será fazer frente ao atual dono das metas dos Diabos Vermelhos: David De Gea.

O jovem camisa 1 do Manchester United, sempre apontado como uma grande promessa das metas espanholas, demorou um pouco para que finalmente pudesse explodir. Sua insegurança debaixo das traves e falhas (que, definitivamente, não eram normais para um goleiro de um clube tão grande) faziam com que botassem cada vez menos fé no garoto. Até que, pouco mais de dois ano após chegar ao time inglês (foi contratado na metade de 2011), finalmente começou a atender às expectativas de Sir Alex Ferguson. Desde então, firmou-se na titularidade e não saiu mais.

https://www.youtube.com/watch?v=a-sxZ5Bs0FA

Até a contratação de Valdés, De Gea não tinha alguém que lhe fizesse frente. Os goleiros reservas Anders Lindegaard e Ben Amos, ambos sem sequência, não possuíam (e ainda não possuem) condições de tentar arrancar a titularidade do arqueiro espanhol – a não ser, é claro, que ele se lesionasse ou voltasse à fase ruim de antes. Mas isso não ocorreu, e De Gea se sentiu mais “confortável” assim, sem concorrência. Van Gaal provavelmente percebeu isso e logo tratou de providenciar um reforço de peso.

É fato que Valdés já foi extremamente contestado em um passado não tão distante, mas é sempre válido lembrar que, pouco antes de se lesionar, o goleiro estava em grande fase no Barça, sendo um dos principais destaques daquele time de Tata Martino. A missão do recém-contratado do clube inglês, por sinal, será justamente essa: quando estiver apto, tentar voltar ao ápice, repetir as grandes atuações daquela época – final de 2013, começo de 2014 – e, por fim, consolidar sua posição de titular no time de Louis van Gaal.

O técnico holandês provavelmente implantará um sistema de rotação de goleiros e, obviamente, o que mais se destacar ficará com a vaga. Van Gaal quer estimular uma concorrência e isso é totalmente compreensível. De Gea vive um bom momento, mas é certo que Valdés – que ainda não está velho para sua posição – não pode “recomeçar” conformado com o banco. Deverá ter suas oportunidades nesta etapa derradeira e decisiva da temporada.

Será um duelo interessantíssimo que, sem sombra de dúvidas, agregará muito ao Manchester United, e que também deverá atrair a atenção de todos os Doentes por Futebol – além, claro, de Vicente del Bosque, técnico da seleção espanhola.

Comentários

Estudante de Jornalismo. Foi editor de futebol alemão e holandês na VAVEL Brasil e cofundador da VAVEL Portugal. É blogueiro do Bayern no ESPN FC (projeto da ESPN Brasil) e completamente Doente por Futebol.