Vídeo: Nani marca golaço e se emociona

Jogador de grande e sabido talento, Nani é mais um dos prodígios revelados na famosa base do Sporting. Aos 20 anos, o “miúdo” já trocava bolas com Cristiano Ronaldo, Ryan Giggs e Wayne Rooney no Manchester United. Apesar disso, sua trajetória não ascendeu como a do Gajo e, nas últimas duas temporadas, o talentoso extremo viu seu espaço findar-se nos Red Devils. Sua opção? O retorno à casa.

De volta aos Leões na atual temporada, ainda que por empréstimo, Nani parece passar por um processo de reinvenção, ou talvez só tenha voltado a ser feliz. O fato é que, trajando as mais famosas listras alviverdes lisboetas, seu futebol voltou a evoluir e, até o momento, em 25 jogos, já conferiu nove tentos e sete assistências. Se serve de comparação, na última temporada o cabo-verdiano de nascença marcou um gol apenas (em 13 jogos) e desde a temporada 2011-2012 não tinha um desempenho tão expressivo.

Na última partida do Sporting, contra o Gil Vicente, pelo Campeonato Português, Nani marcou um gol soberbo e foi às lágrimas. Sua longa e brilhante finalização da ponta direita e com a perna canhota (pasmem!) teve que dividir os holofotes com o sincero choro do atleta, que sucedeu o gol. Ao final do encontro, os jornalistas presentes registram algumas palavras do jogador de 28 anos:

“Pensei em mim e em tudo o que tenho passado. São coisas minhas, que ninguém sabe. Tenho vindo a lutar para estar em condições de dar o meu melhor pelo Sporting. Foi uma boa participação coletiva. Estou satisfeito e fiquei muito emocionado. Isso são coisas de jogadores.”

Doentes, confiram a pintura e a emoção de Nani:


Nani 2:0 Amazing Goal | Sporting CP – Gil… por EuropeanLeagueLiveGoal

Comentários

Advogado graduado pela PUC Minas, mestrando em Ciências da Comunicação (Universidade do Minho), 25 anos. Admito minha preferência pelo futebol bretão, mas aprecio o esférico rolado qualquer terra. Desde a infância, tenho no atacante Marques e no argentino Pablo Aimar referências; o melhor jogador que vi jogar foi o lúdico Ronaldinho Gaúcho, na temporada 2004/05. Estou também no O Futebólogo e na Revista Relvado.