Wolfsburg e Liverpool, os melhores times da Europa em 2015

Chegamos ao terceiro mês de 2015. Se no Brasil os modorrentos estaduais estão dando seus primeiros passos, na Europa os campeonatos já estão na reta decisiva. Os dois grandes destaques do velho continente, ao menos até aqui, não são os de sempre. Wolfsburg e Liverpool tem surpreendido e mostrado um futebol muito bom e eficiente no novo ano.

O gráfico fala: Liverpool e Wolfsburg são os times que mais fizeram pontos em 2015.

O gráfico fala: Liverpool e Wolfsburg são os times que mais fizeram pontos em 2015.

Brendan Rodgers perdeu Suárez e trouxe muitas opções para o ataque, mas nenhuma encaixou – o que também pode ser dito do time de uma maneira geral. O Liverpool fez uma péssima primeira metade de temporada, sendo eliminado na fase de grupos da UEFA Champions League e virando o ano em 8º, a 7 pontos da zona da classificação da Champions, na Premier League.

Os lobos, por sua vez, começaram o ano de maneira correta, mostrando seu valor. Em 2º na Bundesliga, a 11 pontos do Bayern, viraram 2015 com boas perspectivas, já que havia um confronto direto na volta. Na UEFA Europa League, passaram junto ao Everton em sua chave, com 10 de 18 pontos possíveis. Bons números.

O 3-4-2-1 do Liverpool | Montagem: Taticamente Falando.

O 3-4-2-1 do Liverpool | Montagem: Taticamente Falando.

Na Inglaterra, sem conseguir o encaixe necessário, o técnico dos reds resolveu mexer drasticamente: saiu do 4-1-4-1/4-2-3-1 para um 3-4-2-1. A ideia pareceu maluca e sucumbiu em Old Trafford, nos 3×0 para o United (curiosamente, a última derrota do Liverpool na Premier League). Brendan insistiu no esquema e, com a iminente saída de Gerrard, foi em busca de novas referências.

Markovic se tornou ala e Can zagueiro. Henderson e Coutinho ganharam papéis fundamentais, tornando-se lideranças em campo. Lallana cresceu, assim como todo o time, que tem 13 jogos de invencibilidade na Premier League com 10 vitórias e 3 empates. Nesse meio tempo, também vieram tombos, como as eliminações para Chelsea e Besiktas, na Carling Cup e na Europa League, respectivamente. Porém, o time segue vivo na FA Cup.

Mas não há como negar que o Liverpool está mais consistente. A sequência na Inglaterra diminuiu a diferença de 7 para 2 pontos e alçou a equipe do 8º ao 5º lugar. O time tem ainda dois confrontos contra Arsenal e Manchester pela frente, que podem levá-lo de volta à competição mais importante do continente. Para alcançar este feito, conta principalmente com Coutinho, autor de dois belíssimos gols nos últimos dois jogos – gols estes que aconteceram graças ao seu posicionamento, da ponta para dentro (olho nele, Dunga!).

3
Já na Alemanha, Dieter Hecking mostrou a força do Wolfsburg na acachapante goleada sobre o Bayern, com direito a show de Bas Dost e De Bruyne e 4×1 sobre o líder da Bundelisga. A vitória estrondosa gerou perspectivas, mesmo que distantes, de algo a mais no campeonato nacional. Na Europa League, após passagem tranquila sobre o Sporting, o time garantiu vaga nas oitavas da competição. Além de chegar as quartas da Copa da Alemanha.

Em 2015, o Wolfsburg  perdeu apenas uma vez. Têm 9 vitórias e 2 empates e 1 derrota, com incríveis 29 gols marcados. Dost é o destaque ofensivo do time, com 13 gols em 11 partidas este ano, e conta com ótimas peças ao seu lado, como De Bruyne, com 8 assistências e 8 gols. Schurrle, que chegou na janela do início do ano para dar mais opções ao técnico, é digno de menção. Benaglio, Ricardo Rodriguez, Luiz Gustavo, Perisic e Cagliuri também se juntaram ao elenco.

O 4-2-3-1 dos lobos, bem compactos contra o Bayern | Montagem: Taticamente Falando.

O 4-2-3-1 dos lobos, bem compactos contra o Bayern | Montagem: Taticamente Falando.

Postulante ao vice neste ano, o Wolfsburg é a principal ameaça ao reinado de Guardiola na Alemanha, mas talvez só traga perigo real na próxima temporada. Taticamente, o time joga em um 4-2-3-1, que se defende de uma forma muito eficiente em linhas, além de ter muita velocidade no contra-ataque, com De Bruyne, Schurrle, Cagliuri e o poder de decisão de Dost.

Cada um em sua liga e atrás de seus objetivos, Liverpool e Wolfsburg vêm se destacando em 2015. Ambos mostram a força de times que se reformularam e contam com comandos inteligentes.

2

Comentários

Estudante de jornalismo. Redator e editor no Taticamente Falando. Colunista no Doentes por Futebol. Contato: [email protected]