As surpresas na final do Rio

  • por Rafael Rodrigues
  • 6 Anos atrás

Marcelo Sadio/vasco.com.br

Depois de cerca de 2 meses e meio recheados de reclamações, polêmicas e discussões, o Campeonato Carioca finalmente chegou à sua finalíssima. Botafogo e Vasco vão decidir o título em partidas de ida e volta, nos dias 26 de abril e 3 de Maio. Em tese, os dois jogos devem ser no Maracanã.

Não foi fácil o caminho até a decisão. O Botafogo, campeão da Taça Guanabara, nome dado à fase de pontos corridos do torneio, enfrentou o Fluminense na semifinal. Em confrontos equilibrados, em que as duas equipes alternaram entre bons e maus momentos, cada um saiu com uma vitória. O tricolor venceu a primeira, no Maraca, por 2×1, mesmo placar da vitória alvinegra na segunda partida, no Engenhão. Com essa combinação de resultados, a vaga na final foi decidida nas penalidades máximas. Depois de 10 cobranças para cada lado, entre gols e defesas dos goleiros, sobrou para os arqueiros a obrigação de balançar as redes. Cavalieri, do Fluminense, bateu algo mais parecido com um tiro de meta e deu a Renan, goleiro do Botafogo, a chance de colocar seu time na final, chance a qual ele não desperdiçou.

https://www.youtube.com/watch?v=pVsEPo1xzGI

Do outro lado, Vasco e Flamengo fizeram jogos duros, mas com o cruzmaltino melhor em ambos. O rubro-negro parecia jogar com o regulamento, já que tinha a vantagem de dois empates. E levou essa vantagem até o segundo tempo da partida de volta, já que a ida havia terminado em 0x0. Nos últimos 45 minutos que tinha para mudar o panorama da semifinal, o Vasco foi para cima e conseguiu fazer o gol com Gilberto, de pênalti. Aliás, a penalidade sofrida pela equipe de São Januário foi bastante polêmica, fazendo os flamenguistas, que foram maioria nos dois jogos, saírem reclamando bastante do Maracanã. Aos vascaínos, sobrou a festa e animação por disputar a final do Carioca.

https://www.youtube.com/watch?v=3ZjuMSiQ6YQ

No começo do ano, Vasco e Botafogo eram os dois times grandes mais desacreditados do Rio de Janeiro. Os dois passaram por total reformulação de seus elencos, viram novos treinadores e presidentes chegando e torcidas desanimadas pelas más campanhas feitas pelos clubes no ano passado (um terminando rebaixado na Série A e o outro tendo sérios problemas para subir em 3º na Série B). Apesar das dificuldades, René Simões e Doriva, técnicos respectivamente de Botafogo e Vasco, fizeram um trabalho muito bom com o material humano que tinham em mãos. Com dois elencos formados, basicamente, de jogadores desacreditados ou desconhecidos, os treinadores conseguiram surpreender a todos com o futebol apresentado, melhor do que o que se esperava das duas equipes nesse começo de temporada.

Num campeonato que vem sofrendo duras críticas, tanto por parte da imprensa quanto por alguns dos times que o disputam, a final vai ser realizada entre as duas equipes que são tidas como aliadas da Federação de Futebol do Rio de Janeiro. Polêmicas e teorias de conspiração à parte, Vasco e Botafogo fizeram por merecer suas vagas na final, sendo exemplos de superação em campo, contra, respectivamente, um Flamengo e Fluminense melhores, pelo menos no papel. Vale lembrar que a última vez que Botafogo e Vasco decidiram um título foi em 2013, quando se enfrentaram pela final da Taça Guanabara, primeiro turno do antigo formato do Campeonato Carioca. A partida foi vencida pelo time de General Severiano pelo placar de 1×0, gol de Lucas. Previsões deixadas de lado, o Rio de Janeiro vai ter uma final de campeonato estadual surpreendente e, se o que aconteceu nas semifinais se repetir, emoção não vai faltar.

Comentários

Estudante de Jornalismo, carioca e torcedor apaixonado do Vasco da Gama. Trabalha no projeto "Embaixadores da Colina", do próprio Vasco, representando a faculdade ESPM. Sócio e frequentador assíduo de jogos do clube