Aymeric Laporte: de Bilbao para o mundo

  • por Israel Oliveira
  • 6 Anos atrás

OLHO NELE LAPORTE

O Athletic Bilbao vem se notabilizando por sua excelência em formar jogadores. Atletas da estirpe de Ander Herrera (Manchester United), Fernando Llorente (Juventus) e Javi Martinez (Bayern) foram revelados, ganharam destaque no clube basco e vendidos por altas somas para gigantes do futebol mundial. O clube basco joga duro na hora de vender suas joias, sempre tende a arrastar as negociações até que os compradores acabem pagando as multas rescisórias. Só com os jogadores supracitados, o Athletic faturou aproximadamente  93 milhões de euros (Herrera e Martínez saíram pelos valores de suas multas, Llorente saiu após o término de seu contrato).

A bola da vez, em termos de negociações milionárias, é o zagueiro Aymeric Laporte.

Conheça mais sobre este prodígio que promete desembarcar logo logo num gigante do futebol mundial:

;

Primeiros Passos:

Apesar do País Basco abranger parte da França, o jovem zagueiro é apenas o segundo basco francês da história do Bilbao. O primeiro foi o lateral esquerdo, campeão do mundo em 1998, Bixente Lizarazu.

(No vídeo acima Aymeric conta em detalhes desde o começo de sua carreira até sua chegada, aos 15 anos, no Athletic Bilbao)

Nascido em Agen, Aymeric iniciou sua carreira como futebolista no SU Agen, aos 6 anos. Desde sempre mostrou-se diferenciado fisicamente e refinado em seus atributos técnicos. Mirando uma projeção maior, foi para o Aviron Bayonnais, disputando partidas no amador Championnat de France, a quarta divisão do futebol francês.

Em Aviron, o zagueiro seguiu se desenvolvendo, demonstrando uma leitura de jogo excelente e porte físico avantajado, ainda mais para quem tinha 15 anos (já media 1,90 m!). Desde cedo foi disputar partidas com o time reserva, em 2009. Com suas excelentes exibições chamou a atenção de diversos times da Ligue 1 e 2 (rejeitando ofertas de clubes franceses do naipe de Marselha e Toulouse), mas acertou com o Athletic Bilbao. O olheiro Julen Masach foi fundamental para o final feliz da negociação.

Seu início no Bilbao não foi tão feliz como prometia, logo após seu ingresso no clube espanhol, o capitão das seleções inferiores da França sofreu uma lesão no ligamento cruzado que o deixou fora dos gramados por 02 meses. No seu retorno, recebeu um acompanhamento especial, recebendo um tratamento intenso e da melhor qualidade que o Athletic Bilbao poderia oferecer. Era sabido de seu potencial e uma prevenção contra novas lesões foi devidamente realizada.

LAPORTE BASKONIA

Marcelo Bielsa sabendo que Laporte necessitava ganhar experiência, o emprestou para o Club Deportivo Baskonia, um espécie de filial do Athletic que disputa a terceira divisão. O clube é quase um ritual entre os jogadores da academia do Athletic, servindo de elo entre o futebol juvenil e profissional. Jogadores como Benãt, Iturraspe, Iraola, Llorente e Susaeta passaram pelo Baskonia. O objetivo era claro: desenvolver os atributos físicos de Laporte e aumentar sua inteligência no campo de jogo.

Após sua passagem bem sucedida, foi promovido ao principal por El Loco, estreando em La Liga contra o Mallorca. Com a saída de Amorebieta para o Fulham, o jovem ganhou sua vaga no time titular com Ernesto Valverde, em 2013. Imediatamente, foi muito bem protegido e valorizado pela comitiva do time basco, recebendo a camisa 4 antes aposentada do lendário Ustaritz, contrato até 2016  e uma cláusula de  €27.5 milhões.

https://www.youtube.com/watch?v=vXqN7EieWVs

Após disputar 17 jogos na temporada 2012/2013, teve na temporada seguinte sua grande explosão. Líder do bom sistema defensivo basco, iniciou 33 partidas como titular no Campeonato Espanhol de 2013/2014. Demonstrando maturidade impressionante, de tamanha serenidade e frieza em suas ações. Como reconhecimento por seu desempenho, esteve na seleção ideal de La Liga.

w_900x700_1912320811-ideal-bbva-2013-2014_v2

A descrição dada pelo site oficial do campeonato espanhol resume bem como o promissor zagueiro é valorizado:

“Laporte ha deslumbrado por su seguridad como central y su versatilidad como lateral y está llamado a ser una de las joyas más ansiadas por los grandes equipos europeos.”

Aymeric Laporte é alvo constante de gigantes da Europa, como Bayern de Munique, Arsenal, Barcelona, Real Madrid, Manchester United, Manchester City, dentre outros.

;

Estilo de jogo

Inicialmente frágil no jogo aéreo, Laporte cresce cada vez com e sem bola. Não é à toa capitão da seleção francesa sub-21. Suas principais qualidades são a maturidade e sua leitura extremamente fina do jogo: ele é um zagueiro que raramente executa movimentos errados ou estabanados. Provavelmente sua técnica apurada provém de sua experiência como centroavante – ainda nos tempos que jogava na França – e meio-campista.

O zagueiro está aprendendo a se impor fisicamente, tendo ótimos números em disputas pelo alto na atual temporada (62% de aproveitamento). Pelo chão, é ainda mais difícil passar por Laporte: em 82% dos desarmes tentados, o francês acabou levando vantagem.

Para sair jogando, Laporte não tem como hábito sair jogando de qualquer jeito. Tem uma boa qualidade de passe (78% de aproveitamento) e gosta de usar o drible quando for oportuno. Qualidade com a bola no pé que lhe dá a possibilidade de participar mais das ações ofensivas da equipe.

Ponto negativo: precisa ser mais disciplinado taticamente. Como tendência de zagueiros técnicos, às vezes o jovem acaba se excedendo nas subidas ao ataque, deixando seu time em perigo. Falta adquirir mais malícia também, principalmente enfrentando atacantes que buscam o combate, como Diego Costa. Como prova do seu jogo “limpo demais”, na atual temporada acabou sofrendo mais faltas (25) do que cometendo (19).

;

Versatilidade

Fonte: transfermarkt.co.uk/aymeric-laporte/profil/spieler/176553

Fonte: transfermarkt.co.uk/aymeric-laporte/profil/spieler/176553

Como todo jogador rico em qualidade técnica, sempre há oportunidade para mais de uma função em campo. Em 2013/2014, Laporte foi praticamente um coringa, sendo peça fundamental ao esquema mutável de Valverde. Atuando pela lateral esquerda, faz sempre jogos seguros, com um bom índice de passes completados e disciplina, protegendo por completo sua zona. Não faz a diferença ofensiva, exceto em aparições em bolas alçadas na área, mas não compromete a defesa, como laterais mais técnicos, agressivos ofensivamente, porém frágeis na hora de defender.

;

Futuro

Saiba mais sobre a extremamente promissora geração francesa a qual Laporte também pertence.

Saiba mais sobre a extremamente promissora geração francesa a qual Laporte também pertence.

Junto com Raphaël Varane e Kurt Zouma, Aymeric Laporte promete ser um tremendo prospecto para o futuro da seleção francesa. Assim que se transferir para um gigante europeu, passo que se desenha cada vez mais nitidamente em sua carreira, o zagueiro tem tudo para seguir evoluindo e se tornar um grande defensor de nível mundial.

Se o futebol atual exige muita intensidade física, versatilidade e técnica com a bola nos pés, Laporte não apenas é bem dotado nesse quesito, como ainda tem inteligência e visão de jogo ao seu favor.

Você ainda vai ouvir falar muito no nome deste francês, Olho Nele!

Comentários