Mitrovic, o garoto letal

olho nele Mitrovic

Nem só de pratas da casa vive o Anderlecht. Sempre em busca de bons negócios, o clube de Bruxelas acertou em cheio quando precisou fazer a reposição do centroavante Dieumerci Mbokani, vendido em 2013 para o Dynamo Kyiv. Gastando €5 Milhões, então o maior valor já desembolsado pelos Mauves et Blancs, o time da capital belga contratou Aleksandar Mitrovic, à época com 18 anos e já presente na Seleção Sérvia Principal.

Cria do Partizan Belgrado, clube que o acolheu aos 11 anos, o jogador demonstrou desde cedo uma predisposição incrível para balançar as redes. Com 16 para 17 anos, em passagem pelo modesto Teleoptik, das cercanias da capital Sérvia e parceiro dos Crno-Beli, marcou sete gols em 26 jogos, disputando a segunda divisão do país do leste europeu. Assim, assegurou seu retorno ao gigante sérvio, trazendo impacto imediato ao desempenho do clube.

Foto: partizan.rs

Foto: partizan.rs

Dono de respeitável porte físico (1,89m) e de uma frieza própria dos matadores eslavos, em seu primeiro ano no Partizan, o atacante balançou as redes adversárias 15 vezes em 36 partidas. Sua estreia aconteceu no dia 24 de julho de 2012, em partida contra o modestíssimo Valletta, de Malta. Já em seu debute, balançou as redes adversárias. Ganhando espaço e destaque ao lado do winger Lazar Markovic (hoje atleta do Liverpool) conquistou o Campeonato Sérvio e figurou no Time do Ano da competição.

Com adaptação rapidíssima ao futebol profissional, seu país natal ficou pequeno para seu futebol e, após um início de temporada no Partizan (atuando em seis jogos e marcando três vezes), o centroavante partiu para a Bélgica. O curioso é que seu agente é justamente uma das grandes referências da grande área Sérvia em todos os tempos: ninguém menos do que Mateja Kezman, ex-jogador de Chelsea, Paris Saint-Germain e Atlético de Madrid, dentre outros.

Foto: rsca.be

Foto: rsca.be

Eu penso que ele (Mitrovic) é melhor do que eu. Ele tem muito talento e é muito forte fisicamente. Ele é um jogador como o Drogba. Se continuar a jogar e for poupado de lesões, ele será, nos próximos anos, uma grande estrela europeia. Duas temporadas na liga belga são suficientes para Mitrovic. Após essa temporada, ele tem que ir para a Premier League. Não para um dos maiores, mas para um clube da metade de cima da tabela,” disse Kezman ao canal VTM.

Apesar de demonstrar muita frieza à frente da baliza, como é comum ao povo de seu país, Mitrovic tem o sangue quente e alguma propensão para confusões e expulsões. Até hoje, o jogador já recebeu quatro cartões vermelhos e 34 amarelos, número indiscutivelmente relevante em se tratando de um jogador de ataque.

Em sua primeira temporada no Anderlecht, mostrou sua veia goleadora, balançando as redes 16 vezes em 39 partidas e, além disso, provou sua capacidade de assistir seus companheiros. Em sua estreia, na derrota contra o modesto Zulte Waregem, o sérvio precisou de 44 minutos em campo para dar dois passes para gols de seus colegas, cena que se repetiu outras quatro vezes na temporada. Em 2014-2015, o garoto já comemorou 24 tentos em 44 jogos, dois deles contra os poderosos Arsenal e Borussia Dortmund, na UEFA Champions League.

Foto: rsca.be

Foto: rsca.be

Vale dizer, ainda, que em 2013 o atacante conquistou o Campeonato Europeu Sub-19 e foi eleito o melhor jogador da competição.

Com suas qualidades e seu desempenho, Mitrovic despertou o interesse de muitos clubes em seu futebol, a maioria deles da Premier League. Newcastle, Liverpool, Swansea, Arsenal, Benfica e Milan estão de olho no jovem prodígio, que dificilmente permanecerá em Bruxelas na próxima temporada. Especula-se que os Mauves et Blancs estejam aguardando uma proposta de cerca de €18 Milhões pelos préstimos de seu craque, cujo contrato vige até o final de 2017-2018.

Foto: Football Association of Serbia

Foto: Football Association of Serbia

“Mitrovic foi o melhor jogador em campo. Ele conseguiu segurar bem a bola e isso foi a chave. Esse garoto tem tudo para se tornar uma estrela europeia,” disse José Mourinho após o empate entre Croácia e Sérvia, ocasião em que o artilheiro marcou.

Dono de temperamento forte, extrema consciência da grande área adversária e importante consistência, Mitrovic apresenta características cada vez mais raras em um futebol que restringe paulatinamente o papel do matador, o que só aumenta seu valor e prestígio no mercado europeu. Sua rápida ascensão impressiona e há muita curiosidade quanto ao seu futuro. O fato é que, seja na Inglaterra ou outro país, o jogador vem traçando uma trajetória que nos permite imaginá-lo como uma grande estrela do futebol mundial.

Olho Nele!

Atualização (21/07/2015)

Foto: Twitter/NUFC

Foto: Twitter/NUFC

Após muita especulação, que envolveu além dos clubes previamente citados o Porto, que rivalizou com o Benfica pela contratação do garoto sérvio, com a permanência do Newcastle na Premier League, Mitrovic enfim fechou com os Magpies, em uma negociação que, segundo especula-se na imprensa britânica, envolveu aproximadamente £12,5 Milhões e garantiu um contrato de cinco anos.

Em sua chegada, o garoto descreveu suas qualidades, revelou que sabe e gosta da pressão que enfrentará e disse que espera fazer história com a camisa alvinegra, inspirando-se em Alan Shearer, eterno ídolo do Newcastle, e em Didier Drogba.

“Sou agressivo, forte. Sou um matador! Sou um verdadeiro número nove e a área penal é o meu lugar. Minha posição é pelo meio, sou como os atacantes que jogaram aqui antes – de Alan Shearer a Papiss Cisse. Eles são grandes nomes e espero que eu possa fazer efeito similar. Alan Shearer é uma verdadeira lenda e um de meus heróis. É assim e como Drogba que gosto de jogar. Sou um tipo de jogador físico. Gosto de lutar e marcar gols. Sei jogar com pressão. O Anderlecht e o Partizan Belgrado são os maiores clubes na Bélgica e na Sérvia e sei que, certamente, terei pressão aqui. Gosto de jogar com pressão, isso é o que posso dizer”.

 

 

Comentários

Advogado graduado pela PUC Minas, mestrando em Ciências da Comunicação (Universidade do Minho) e Jornalismo Esportivo (MARCA), 26 anos. Amante do futebol inglês, mas que aprecia o esférico rolado qualquer terra. Tem no atacante Marques e no argentino Pablo Aimar referências; e não põe em dúvida quem foi o melhor jogador que viu jogar: o lúdico Ronaldinho Gaúcho, na temporada 2004/05. Também n'O Futebólogo e na Revista Relvado.