Três jogadores aplaudidos de pé no Santiago Bernabéu

  • por Tiago Lima Domingos
  • 4 Anos atrás

O Real Madrid é um clube que sempre prezou pelo bom futebol. O que dizer de Fabio Capello, campeão espanhol, demitido do clube por apresentar um estilo de jogo, digamos, mais feio, menos condizente com a história do clube merengue? Jogar no Real Madrid sempre foi sonho de quase todo grande jogador. Não por acaso, vários dos maiores jogadores da história do futebol desfilaram pelos cantos do Santiago Bernabéu. De Di Stéfano a Cristiano Ronaldo, lá sempre foi lugar de craque.

Nem por isso a torcida merengue deixou de apreciar o bom futebol daqueles que visitaram o Bernabéu como rivais. Lembraremos aqui de três jogadores aplaudidos de pé pela torcida do Real Madrid ao acabarem com seu próprio clube.

1 – Diego Maradona, Real Madrid 2 x 2 Barcelona – 26/06/1983

 maradona

Pela extinta Copa da Liga Espanhola, Real Madrid e Barcelona empataram em 2×2. O destaque ficou para o gol de placa anotado por Diego Maradona. O craque argentino recebeu em profundidade, arrancou com a bola nos pés, passou pelo goleiro Agustín e com o gol vazio ainda teve tempo de deixar o desesperado Juan José se chocar com a trave de forma constrangedora. Golaço!

2 – Ronaldinho Gaúcho, Real Madrid ox3 Barcelona – 19/11/2005

Essa já é mais do que conhecida. Novembro de 2005. Ronaldinho vivia o auge da carreira e acabou com o Real Madrid, então treinado por Vanderlei Luxemburgo. Dois gols e uma dor de cabeça infernal a Sérgio Ramos. A sua atuação mais marcante na carreira.

Clique aqui para saber mais dessa história

3 – Alessandro Del Piero, Real Madrid 0 x 2 Juventus – 05/11/2008

Real Madrid CF v Juventus Football Club - 2008 2009 UEFA Champions League matchday 4 - Stadio Santiago Bernabeu

O último a sair reverenciado do Santiago Bernabéu foi um italiano que também usava a camisa 10. Pela fase de grupos da Liga dos Campeões da temporada 2008-2009, Alessandro Del Piero anotou uma doppietta (2 gols em um jogo). No primeiro recebeu na intermediária, avançou, e com uma bela finalização de perna esquerda abria o placar. O segundo gol viria com a assinatura do craque. Uma cobrança de falta perfeita. Por pouco, Del Piero não anotou o terceiro gol em chute de esquerda que raspou a trave de Casillas.

Substituído por De Ceglie, coube a torcida merengue reconhecer aquela atuação do craque. Aplaudido de pé.

Comentários

Carioca e rubro-negro. Do Rio de Janeiro a Milão. Doente por futebol, é claro. E apaixonado pelo Calcio.