A hora e vez dos garotos

  • por Gustavo Ribeiro
  • 4 Anos atrás

Ao contrário dos brasileiros, os uruguaios já estão acostumados com um futebol menos vistoso e mais raçudo. Quando não dá para encher os olhos jogando bonito e dando show, boa parte da imprensa e a torcida não se sentem incomodados com um futebol celeste visando apenas o resultado. E foi isso que vimos nessa Copa América no Chile: um time que não conseguiu propor jogo, com enormes dificuldades na criação e até para se defender.

No comando do Uruguai desde quando 2006, quando assumiu o cargo pela segunda vez, Oscar Tábarez já viu vários grandes ídolos passarem pelas suas mãos, sendo que alguns já penduraram as chuteiras pela seleção, como Forlán, Lugano e Loco Abreu. Agora, Tábarez conta com o surgimento de uma talentosa e promissora geração, pronta para ser lapidada. Pelo que vimos nos últimos anos, a dúvida é grande se ele vai conseguir ou não fazer essa necessária renovação.

Nesta Copa América, alguns nomes já poderiam ter sido utilizados com mais regularidade, visando ganhar experiência, como De Arrascaeta, Jonathan Rodríguez, e Guzmán Pereira. Mas não foi o que aconteceu. Tábarez preferiu continuar apostando em velhos conhecidos e visando somente o resultado imediato. Agora, a renovação terá que ser feita durante as Eliminatórias para a Copa de 2018, que será disputada na Rússia. Não se pode confiar que atletas como Maxi Pereira, Arévalo Ríos e Álvaro González, chegarão em boas condições técnica e físicas para a disputa de mais um Mundial.

Com tudo isso, nós, do Doentes por Futebol, resolvemos listar alguns jogadores que merecem ganhar mais chances na seleção uruguaia. Vamos à lista:

De Arrascaeta – Meia

Foto: Ovación - Arrascaeta disputando o Mundial sub-20 pela seleção uruguaia

Foto: Ovación – Arrascaeta disputando o Mundial sub-20 pela seleção uruguaia

Desde 2010, quando Forlán desfilou pelos gramados da África do Sul, o torcedor uruguaio sente falta de um articulador no meio-campo. Tanto é que, nos últimos anos, a seleção tem se notabilizado pelo futebol mais rústico, investindo pesado na marcação forte, lançamentos longos e bola aérea. Um dos nomes que pode mudar isso é Girogian De Arrascaeta. Revelado nas categorias de base do Defensor Sporting, Arrascaeta apareceu para a maioria na Libertadores de 2014, destacando-se pela ótima qualidade no passe, agilidade e facilidade em driblar seus marcadores. Antes disso, foi uma das estrelas do Mundial sub-20 2013, levando o Uruguai ao vice-campeonato. Com isso, figurou na nossa coluna “Olho Nele!”.

Contratado pelo Cruzeiro no início do ano, Arrascaeta ainda não conseguiu emplacar de vez. Escalado com meia centralizado no 4-2-3-1, o meia vem de atuações irregulares, o que é normal para um atleta de 20 anos em sua primeira temporada em um novo clube e país. Entrando no decorrer de alguns jogos e estando presente na maioria das últimas convocações, ele é uma das apostas para guiar o Uruguai nos próximos anos.

Jonathan Rodríguez – Atacante

Foto: Peñaol - Jonathan Rodríguez comemorando um de seus vários gols com a camisa aurinegra

Foto: Peñaol – Jonathan Rodríguez comemorando um de seus vários gols com a camisa aurinegra

Atacante forte, de boa técnica e ótima finalização, Jonathan Rodríguez teve poucos minutos em campo, entrando apenas no decorrer do jogo contra o Chile na Copa América. Aos 21 anos, fez seu nome no Peñarol, onde atuou de 2012 a 2014. Seu grande momento no futebol uruguaio foi em 2013, quando fez ótima temporada e figurou na nossa lista de revelações do futebol sul-americano em 2013.

E com sua ótima fase na equipe aurinegra, Jonathan Rodríguez foi destrinchado na nossa coluna “Olho Nele!”. Contratado pelo Benfica no início do ano, fez apenas uma partida pelo time profissional e tem atuado pela equipe B, que joga na Segunda Divisão do país. Presente nas últimas convocações, fica difícil imaginar Jonathan Rodríguez ganhando muito espaço, já que disputa posição com Suárez e Cavani.

Gastón Pereiro – Meia

Foto: AUF - Gastón Pereiro pela seleção sub-20

Foto: AUF – Gastón Pereiro pela seleção sub-20

Pereiro é um dos maiores talentos (se não o maior) da nova geração uruguaia. Defende, marca, desarma, cria e finaliza. Canhoto, Pereiro pode jogar como volante ou armador, saindo-se muito bem em ambos os papéis. Revelado nas categorias de base do Nacional, o jovem meia de 20 anos chamou muita atenção quando tatuou o rosto de Recoba, seu ídolo e colega no Nacional. Pela seleção, seu melhor momento foi no Sul-americano sub-20 de 2015, em que foi o vice-artilheiro, com 5 gols em 8 jogos, e o melhor jogador da competição. Segundo a imprensa uruguaia, o PSV e outros clubes do futebol europeu já demonstraram interesse em seu futebol.

Erick Cabaco – Zagueiro

Foto: AUF - Cabaco é um dos bons nomes para o futuro da zaga celeste

Foto: AUF – Cabaco é um dos bons nomes para o futuro da zaga celeste

Tudo bem que o Rentista está longe de ser um grande clube do futebol uruguaio e raramente aparece na parte de cima da tabela, mas é um dos que mais apostam em jovens jogadores. Na última temporada, mesmo com a fraca campanha do time, o zagueiro Erick Cabaco chamou atenção. Com 20 anos, o defensor, com o destaque que teve no clube, ganhou uma chance na seleção sub-20 e não decepcionou. No Sul-americano, foi um dos melhores do torneio em sua posição, fazendo com que outros times uruguaios mostrassem interesse em sua contratação.

Guillermo Cotungo – Lateral direito

Foto: UAF - Guillermo Cotungo

Foto: UAF – Guillermo Cotungo

Maxi Pereira tomou conta da lateral direita uruguaia na última década – força física e boa marcação o fizeram ser quase unanimidade na posição. Mas, com seus 31 anos, é difícil imaginar Pereira chegando em alto nível a 2018 para a próxima Copa. Um dos nomes que aparece como seu provável substituto é Guillermo Cotungo. Revelado nas categorias de base do Defensor Sporting, o jovem lateral direito defende as cores do Rubin Kazan, onde joga pouco, mas deve ganhar mais sequência nas próximas temporadas. Com boa projeção ao ataque, Cotungo também mostra ótima qualidade no cruzamento e, principalmente, um bom tempo de bola na marcação.

Gastón Silva – Lateral esquerdo

Foto: Tenfield - Gastón Silva é o nome para assumir a lateral esuqerda

Foto: Tenfield – Gastón Silva é o nome para assumir a lateral esuqerda

Uma das boas figuras do Defensor Sporting na Copa Libertadores de 2014, Gastón Silva pode ganhar espaço na seleção uruguaia nos próximos anos e assumir a lateral esquerda, que hoje é lugar do experiente e contestado Álvaro Pereira. Outro bom momento de Silva foi no Mundial sub-20 de 2013, disputado na Turquia, quando se destacou pela seleção que chegou até a final da competição, mas que perdeu o título para a França. Em julho de 2014, Silva foi contratado pelo Torino, onde tem frequentado mais o banco de reservas do que o campo.

Mauro Arambarri – Volante

Foto: AUF - Mauro Arambarri, briga por uma vaga na função de volantes da seleção principal

Foto: AUF – Mauro Arambarri, briga por uma vaga na função de volantes da seleção principal

Sem dúvidas, o maior problema nos últimos anos na seleção principal tem sido os volantes. É latente a dificuldade em fazer as transições entre a defesa e o ataque, o que compromete todos os setores do time. Mas se tem alguém que pode ajudar a resolver esta carência é Mauro Arambarri. Aos 19 anos, o volante revelado nas categorias de base do Defensor Sporting teve seu melhor momento no Sul-americano sub-20, sobressaindo-se pela qualidade no passe, facilidade nas viradas de jogo e no desarme de seus adversários.

Comentários

Projeto de jornalista, mineiro, 20 anos. Viu que não tinha muito futuro dentro das quatro linhas e resolveu trabalhar dando seus pitacos acompanhando tudo relacionado ao futebol, principalmente quando a pelota rola nas canchas dos nossos vizinhos sul-americanos. Admirador do "Toco y me voy" argentino, também escreve no Sudaca FC e tem Riquelme e Alex como maiores ídolos.